Mostrando postagens com marcador elf. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador elf. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Batom Fearless da Elf


O batom Fearless pertence à linha Essentials da Elf, juntamente com outras 10 cores. Ele é um vermelho clássico bem aberto, extremamente pigmentado e tem acabamento "glossy"/semi matte. 

Antes de testar esse batom, já tinha visto ele em destaque em sites e blogs gringos. Ele é muito elogiado e até é citado como um dos batons vermelhos mais bonitos que existem por aí. 

Com flash e sob a luz do sol

Eu gostei muito dele e fiquei curiosa para testar outras cores. Na minha opinião, estes são os prós e os contras:

Prós:
- A Fearless é uma cor que fica bem em todo mundo, desde as peles mais pálidas até as peles negras.
- A textura é muito macia e cremosa
- Possui longa duração nos lábios
- Possui um cheirinho de chiclete
- Excelente custo-benefício

Contras:
- Difícil de aplicar, por isso recomendo o uso de um lápis vermelho para delinear (assim como vários batons escuros).
- Por possuir longa duração, ele mancha os lábios, por isso não é muito fácil remover (ou seja, pode ser uma vantagem ou uma desvantagem).

Ingredientes: 
Hydrogenated polyisobutene, Ozokerite, Polyisobutene, Bis-Diglyceril, Polyacyladipate-2, Mineral Oil, Caprylic Triglyceride, Polyethylene Wax, Cetyl Ethylhexanoate, Microcrystalline Wax (Cera Microcristallina), Methylparaben, Propylparaben, BHT, Tin Oxide, Mica. MAY CONTAIN (+/-): Iron Oxides (CI 77491, CI 77492, CI 77499), Manganese Violet (CI 77742), Red No. 40 Lake (CI 16035), Red No. 7 Lake (CI 15850), Red no. 27 Lake (CI 45410), Red Lake No. 6 (CI 15850), Blue No. 1 Lake (CI 42090), Yellow No. 5 Lake (CI 19140), Yellow No. 6 Lake (CI 15985)

Comparação com outros batons vermelhos:


Usando o lápis vermelho da Payot + batom Fearless:

efeito "glossy" super séquiçi!

efeito "matte" com o truque do lencinho + pó facial

Preço: R$12,90 na loja SOS Vegan

Obs: a loja SOS Vegan foi criada com o intuito de trazer maquiagens e cosméticos importados a pronta entrega para facilitar a vida de veganos (ou pessoas que procuram produtos veganos) que tem dificuldades em encontrar cosméticos nacionais a preços justos e não podem comprar no exterior.

Ela sempre renova o estoque e a cada mês traz novidades. Atualmente há batons, blushes, sombras e delineadores da Elf, Wet n Wild etc, todos 100% veganos:


sexta-feira, 1 de agosto de 2014

7 formas de intensificar a cor das sombras

Já se deparou com uma sombra de cor linda mas com pigmentação meh? Neste post eu mostrarei vários artifícios que podem intensificar as cores de sombras, tornando-as mais vibrantes.

Para demonstrar, usei as sombras "Screaming Purple" da The All Natural Face e a sombra marrom taupe (3ª da esquerda para a direita) da paletinha Brownstone da Elf (resenha aqui) sobre bases diferentes. Veja como as cores ficam mais intensas:

Screaming Purple da TANF

sombra marrom da paleta Brownstone da Elf

O que pode ajudar:

Primer | lápis branco | lápis preto | Pixie Epoxy | corretivo | sombras cremosas

1. Pincel umedecido com água, gel puro de aloe vera ou glicerina vegetal
Basta molhar o pincel e retirar o excesso. Depois é só aplicar o pincel na sombra para "pegar produto" e pressionar sobre a pálpebra sem esfregar. Expliquei aqui que dá certo para delineadores em pó também.

2. Primer
Geralmente um bom primer consegue potencializar a cor da sombra, além, é claro de aumentar a durabilidade. Tenho usado ultimamente o mineral da Elf e o da The All Natural Face. Adoro os 2.

3. Lápis branco cremoso
O lápis precisa ser cremoso e tende a deixar um fundo mais claro. Fica melhor com sombras claras. Esse jumbo/Diva Stix da TANF eu preciso esquentar no dedo para espalhar bem.

4. Lápis preto cremoso
Funciona bem para escurecer e deixar um fundo escuro nas sombras. Os lápis também aumentam a fixação e a duração das sombras. Quanto mais cremoso e pigmentado, melhor. Usei o da Alva.

5. Pixie Epoxy
Esse produto sensacional é da marca vegana Fyrinnae. Ele é meio chatinho de usar, mas não tem como não se apaixonar por ele. Ele deixa qualquer sombra super pigmentada e com acabamento metálico. O inconveniente mesmo é que ele atrapalha a esfumar a sombra.




6. Sombra cremosa
Escolha uma sombra cremosa com cor semelhante a da sombra em pó. Algumas funcionam também como primer, como as bases da NYX ou as sombras cremosas da Elf.

7. Corretivo
Geralmente eu uso corretivo em último caso, quando não tenho primer em mãos. Ele aumenta a fixação e a pigmentação da sombra, mas dependendo do corretivo, pode acumular nas dobrinhas da pálpebra.



Dica: primers e fixadores de sombras são amigos! Não costumo usar sombra sem algum deles. Por melhor que a sombra seja, sair com sombra sem primer é pedir pra sombra acumular nas dobrinhas. Sem contar na duração que diminui bastante!

Para todos esses artifícios, recomendo NÃO aplicar no côncavo. É a região que costumamos esfumar a sombra e como a função é potencializar a cor, ele vai deixar o esfumado mais escuro e mais concentrado do que deveria, e a ideia do esfumado é justamente uma passagem de cor mais apagada. Se for passar o primer na pálpebra inteira o ideal é passar uma sombra clara ou um pó em cima para o esfumado deslizar melhor.

Opções veganas nacionais:- primer fix da Tracta/Farmaervas
- sombras cremosas da Phebo
- potencializador de sombra/glitter da Catharine Hill
- lápis superpreto da Contém 1g
- Primer de olhos da Contém 1g (o primer fix contém lanolina!)
- lápis bege Duda Molinos (mas não é muito cremoso)

sábado, 19 de julho de 2014

Resenha | Quarteto de sombras da ELF cor Brownstone


A Elf é uma das poucas marcas mainstream de maquiagem que permanece com status cruelty free e é quase toda vegana (com exceção dos pincéis da linha "Essentials" de cabo branco). É uma pena que ainda não chegou ao Brasil.

Nesses últimos dias eu andei testando essa paletinha da Elf na cor Browstone. Ela faz parte da linha "Essential Brightening Eye Color" e conta com mais 10 quartetos de cores diferentes.

A Browstone possui 4 cores neutras, todas com pouco brilho e acabamento acetinado/shimmer. As cores são muito bonitas e combinam entre si.

Apesar da pigmentação ser bem fraquinha, é possível construir camadas e aumentar a intensidade das cores. Para mim, o uso de um primer de olhos é imprescindível. Sem ele, elas não fixam na pálpebra e a duração é fraca. Além disso, dá para intensificar as cores com a ajuda de uma base branca, marrom ou preta.

Swatches feitos sobre o primer mineral da Elf

A primeira da esquerda é um bege/pêssego clarinho da cor da minha pele e tem bastante brilho. Essa cor sozinha na pálpebra fica linda com um delineador e é perfeitamente usável durante o dia para iluminar o olho, principalmente com o pincel umedecido.

A segunda é um marrom claro acinzentado (taupe) brilhante, com acabamento quase metálico. Gosto de usar ele com pincel umedecido para potencializar o efeito metálico.

A terceira é um cinza escuro taupe quase opaco. Legal para esfumar o côncavo.

A última é cor de chumbo pouco pigmentado, esfarela pra cacete e foi a cor que eu menos gostei. Mas sobre uma base de lápis preto pode ficar interessante.

Cor bege aplicada sobre uma base branca e a chumbo aplicada sobre uma base preta. Como base, eu usei os lápis "jumbo" da The All Natural Face, mas dá para usar com um lápis cremoso.

Na minha opinião, essa paletinha é ideal para iniciantes, quem não quer gastar muito com maquiagem e prefere cores mais discretas e usáveis. Como é uma paletinha bem pequena, dá pra deixar na necessaire e  viajar. A qualidade não é das melhores, mas pelo preço, está mais do que justo.

Prós:
- Preço baixo e bom custo-benefício
- Cores neutras e bonitas
- Cores versáteis, usáveis durante o dia ou à noite
- Fáceis de esfumar

Contras:
- Esfarelam muito
- Baixa pigmentação
- Embalagem frágil

Ingredientes: Talc, Mica, Zinc Stearate, Kaolin, Paraffinium Liquidu(Mineral Oil), Petrolatum, Bis-Diglyceryl Polyacyladipate-2, MethylParaben, Propylparaben. May Contain: Iron Oxides (CI 77491 , CI 77492 , CI 77499), Manganese Violet (CI 77742), Mica (CI 77019), Titanium Dioxide (CI 77891), Yellow No.5 Lake (CI 19140), Red No.40 Lake (CI 16035), Ultramarine Violet (CI 77077), Blue No.1 Lake (CI 42090)

Sombra bege aplicada sobre uma base branca. A sombra cinza mais escura e a chumbo esfumadas no côncavo

Acabamento metálico com pincel umedecido, usando a cinza mais clara na pálpebra inteira e a mais escura no côncavo

Sombra chumbo aplicada na pálpebra e a cinza mais escura esfumada no côncavo



A Vivi do blog S.O.S. Vegan me enviou para considerações. No Brasil, essa paleta está sendo vendida na loja virtual por R$12,90.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Produtos que eu não compraria de novo


Às vezes eu sinto que alguns produtos não valeram a pena o investimento. É tão chato jogar dinheiro fora que eu resolvi mostrar aqui alguns produtos que eu não gostei e não compraria novamente. Talvez ajude quem esteja com dúvida em comprar. E é importante dizer que eles não deram certo comigo (seja pela cor errada, pela ineficácia, pelo cheiro etc), mas podem dar certo com outra pessoa. De qualquer forma eu vou dizer os motivos de não terem dado certo e explicar com argumentos do porquê de não querer comprá-los novamente. Não tenho absolutamente nada contra as marcas, apenas não gostei dos produtos em específico.



1. Gel esfoliante orgânico da Cativa Natureza
Eu não sei porque ainda compro esfoliantes, já que é possível encontrar os melhores esfoliantes na nossa cozinha (café, aveia, fubá, açúcar etc).
Esse esfoliante da Cativa é vegano e possui a formulação muito rica, composta por ingredientes naturais e orgânicos, mas os grânulos são muito fininhos e não fazem um trabalho eficaz em esfoliar bem a pele do rosto. Não sinto que ele remove as células mortas nem os pontos pretos. Além disso, eu acho que ele sensibiliza demais a minha pele, de forma a deixá-la toda vermelha e ardendo. Enfim, se você busca um esfoliante facial para ativar a circulação do rosto, experimente usar o fubá ou a aveia no rosto com movimentos circulares. Para remover células mortas e pontos pretos, faça máscara de argila verde que é mais eficaz que esfoliantes comerciais.

2. Primer de olhos na cor champagne da Elf
Quando comprei esse primer, achei que fosse ser um primer de olhos com a proposta similar ao primer potion da Urban Decay na cor "Sin". Mas não! Ele possui partículas de brilho enormes, tão grandes que qualquer sombra aplicada em cima não faz essas partículas sumirem. A não ser que você queira esse efeito nada discreto de sombra disco ball de criança de 12 anos, eu não acho que ele seja um primer que valorize a pálpebra ou a sombra. Ainda bem que só custou 1 dólar!
Obs: o primer mineral da Elf, por outro lado, possui pigmentação clarinha opaca e é um dos meus preferidos.

3. Máscara incolor para cílios e sobrancelhas da Elf
Esse rímel incolor não faz absolutamente nada com os meus cílios, não define, não curva, não hidrata... ou seja, pra mim é inútil. Já o gel para sobrancelhas pareceu que eu passei gel de cabelo. Elas ficaram durinhas (e não arrumadas como deveriam) e no final do dia eu fiquei com pelotinhas de gel. Tipo: grotesco! Mais uma vez, ainda bem que custou super baratinho.

4. Corretivo em creme da Alverde
Pra começar, ele possui fragrância e ela me incomodou bastante. Além disso, a cor é nada a ver pra mim, super acinzentado! A cobertura não é das melhores. E para fechar com chave de ouro, ele é não é sequinho e deixa a pele com aparência bastante oleosa.

5. Base na cor 2 medium da Alva
Quando comprei a base e comecei a usar com certa frequência, eu gostei muito dela e até fiz resenha aqui no blog. Ela tem ingredientes ótimos, não obstruiu meus poros, não causou espinhas e tem cobertura levinha. No entanto, agora que estou mais clara, a cor dela fica muito rosada pra mim e não dá nem para disfarçar. Além disso, ela não segura a oleosidade nem no frio. A cor número 1 é o oposto: muito amarelada! Se estiver pensando em comprá-la, recomendo testar a cor na pele do rosto antes para não se arrepender.

6. Primer facial HD da NYX
A não ser que você seja muito branca ou queira fazer maquiagem artística com a cara toda branca, esse primer não é ideal para ser usado em pessoas com a cor de pele bege, morena ou negra. Ele deixa a pele branca azulada e nem a base por cima consegue disfarçar. Além disso, como função de primer, ele não controla a oleosidade, não disfarça os poros nem prolonga a maquiagem. Tem o cheiro bem estranho também. Eu não tirei fotos com ele, por isso não sei dizer se fotografa bem como anunciado.

7. Gel facial guaraná, mate e levedura da Multivegetal
Não sei dizer se tive alguma reação alérgica com determinado ingrediente, mas toda vez que eu uso esse gel, fico com o rosto ardendo e o nariz coçando por muitos minutos e depois alivia. Já usei o óleo essencial de menta com óleo vegetal no rosto e sei que não é ele quem causa essa sensação. Tive a mesma reação com o gel esfoliante para peles oleosas da marca e também não me adaptei. Sinto a pele bem sequinha após usá-lo e o cheiro de ervas com menta não é ruim. Mas essa sensação de ardência inicial é tão desagradável para mim, que não valeu a pena e eu tenho até medo de usar.

8. Loção de tea tree para controle de oleosidade da Desert Essence
Esse hidratante facial tem a fórmula tão rica em óleos vegetais, óleos essenciais e ingredientes nutritivos, preço tão em conta, que eu não me conformo de não ter me adaptado a ele. Eu tenho uma reação alérgica cada vez que uso, fico com a pele do rosto toda ardendo e queimando durante alguns minutos. É desesperador! É muito mais forte que o da Multivegetal. Fico parecendo um pimentão e isso não é nada agradável. haha Ah, e ele não segura a oleosidade por muito tempo.

9. Shampoo para cabelos loiros da Éh
Eu comprei esse shampoo há bastante tempo e já foi promovido a shampoo de lavar pincéis. Na época a empresa alegava que os produtos eram veganos, mas hoje não são mais. Ele é indicado para cabelos loiros e tudo o que ele fez foi ressecar e fazer meu cabelo virar uma palha. Não achei que ele desamarela ou realça a cor.

10. Máscara de Buriti Amazônia Preciosa da Surya
Como disse nessa resenha, essa máscara infelizmente não cumpre o que promete, que é reparar e hidratar cabelos tingidos. Ela não é emoliente o suficiente também e a forma de aplicação não é amigável.

11. Dekap Color da Yamá
Esse produto deveria receber o prêmio gambá. O cheiro é horrível! É o pior de todos os cheiros do mundo!! haha! Ele desbota a cor do cabelo tingido até que bem, mas aguentar esse cheiro no cabelo depois de seco e depois até de 3 lavagens é dureza. Eu usei tudo quanto é perfume e óleo essencial no cabelo e o cheiro de esgoto/chorume/ovo podre não sai. Pelo menos ele te encoraja a não tingir o cabelo sem antes pensar umas 35 vezes.


terça-feira, 8 de abril de 2014

Resenha | blush Peachy Keen da Elf


O blush Peachy Keen da E.l.f. é um dos meus preferidos e há tempos eu queria mostrar ele aqui. Por ser clarinho e muito discreto, eu o considero uma ótima opção de blush para ser usado no dia a dia. Ele também é ideal para ser usado com batons escuros.

A cor é bege/nude com tom pêssego e shimmer dourado discreto. Em peles mais claras, dá uma aparência muito natural na pele. Ou seja, não espere uma pigmentação alta. Em cima de um bronzer, ele dá um glow e uma acentuada muito interessante.

Há alguns anos eu comprei um blush mineralize da Mac, o Warm Soul, e ele virou o meu blush preferido. Agora que a MAC testa em animais, o Peachy Keen da Elf virou uma substituição vegana perfeita. Eles tem mais ou menos a mesma duração na pele, tem cores parecidas e o mesmo shimmer douradinho. O blush da Elf é vegano e custa umas 5 vezes mais barato. O da Mac é um pouco mais pigmentado e tem maior cintilância (apesar de não parecer pelo swatch).


Warm Soul x Peachy Keen

Ingredientes: Talc, Mica, Nylon-12, Magnesium Stearate, Silica, Paraffinium Liquidum (Mineral Oil), Polybutene, Sodium Dehydroacetate, Iron Oxides (CI 77491 , CI 77492 , CI 77499), Manganese Violet (CI 77742), Mica (CI 77019), Titanium Dioxide (CI 77891), Yellow No.5 Lake (CI 19140), Red No.40 Lake (CI 16035), Ultramarine Violet (CI 77077), Blue No.1 Lake (CI 42090).

Preço: paguei US$4 dólares na Beauty Joint. Mas é possível encontrar em lojinhas virtuais brasileiras por aproximadamente R$20-25.


Pertence à linha Studio e vem 4,75g

Para mais comparações de marcas e indicações de genéricos, veja os posts aqui.

sábado, 15 de março de 2014

Tutorial de maquiagem: roxo e preto esfumado


Daqui a alguns dias é meu aniversário e para comemorar eu resolvi fazer uma maquiagem com a minha cor favorita: roxo. 

Encontrar sombras roxas, pigmentadas, veganas e baratas é um pouquinho difícil, mas ainda bem que tem as paletinhas da NYX e as sombras da ELF. Espero que gostem!


1. Aplico um primer na pálpebra inteira e depois passo um lápis preto cremoso na pálpebra móvel e espalho com o dedo para ajudar na pigmentação.


2. Aplico uma sombra bege clara embaixo da sobrancelha e desço até o côncavo. 


3. Com uma sombra preta opaca, dou batidinhas com um pincel chato, em toda a pálpebra móvel.


4. Aplico no côncavo uma sombra roxa opaca e esfumo com um pincel gordinho.


5. Aplico uma sombra cremosa roxa no cantinho interno da pálpebra móvel até metade do comprimento.


6. Reforço a sombra preta no canto externo.


7. Lápis preto nas linhas d'água, delineador e sombra roxa cremosa na linha dos cílios inferiores.


8. Rímel, cílios postiços e pronto!




Produtos usados:

Olhos
- Primer de olhos - The All Natural Face
- Lápis preto Kajal - Alva
- Sombra bege da paleta Versus - NYX
- Sombra preta Bulletproof - Sugarpill
- Sombra roxa Deep Purple - NYX
- Sombra cremosa roxa Purple Pleaser - Elf
- Delineador em gel preto - Vult
- Rímel Mineral Infused - Elf
- Cílios 111- Ardell (cortado no meio)

Rosto
- Base Matte cor Noz - Phebo
- Base cor Malibu - Honeybee Gardens
- Corretivo Full Coverage Beige - NYX
- Blush Peachy Keen - Elf
- Bronzer Contour kit - Sleek

Boca
Batom Pose -Silk Naturals

Pincéis 
Bdellium - linha verde
Coastal Scents - linha synthetic

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Resenha: Rímel vegano 3-in-1 Mascara da E.l.f.


Comprei esse rímel na Beauty Joint a uns meses atrás junto com o Mineral Infused também da E.l.f (resenha aqui) e estava só esperando completar 6 meses para abrir o 3-in-1. É recomendado usar máscaras de cílios por até 6 meses após aberta, uma vez que é um tipo de produto que tende a acumular bactérias e pode causar irritações. Eu tenho frescura de usar produto cremoso/líquido vencido nos olhos. De qualquer forma, é exatamente o tempo para começar a secar.

O que mais me chamou a atenção é que a escovinha tem essa bolinha em forma de ouriço na extremidade. Achei que ela faz a aplicação ser muito mais eficiente, dá para passar nos cantinhos externos e internos. E nos cílios inferiores é mais fácil não borrar. Achei muito legal isso! 

Notei que a haste é muito flexível e até entortou, mas é possível desempenar. Confesso que achei chato essa falta de firmeza na haste.

As cerdas são de silicone e definem os cílios sem empelotar. 


Segundo as informações na caixa, ela promete alongar, definir e dar volume aos cílios. Achei que ela não dá muito volume e alonga razoavelmente. A definição também não é das melhores. Mas deixa os cílios bem curvados.

- Sem máscara:


- 1 camada:


- 2 camadas:



- Comparação Mineral Infused à esquerda e 3-in-1 à direita:



Como rímel para o dia-a-dia, o resultado é super satisfatório. Os cílios ficam realçados, mas naturais. Se quiser cílios mais dramáticos e volumosos, esse definitivamente não é o ideal, na minha opinião. 

Não é à prova d'água, mas a duração é excelente e não borra.

No geral eu preferi a máscara Mineral Infused. Custam $4 dólares cada.

Composição:



Obs: Apesar de ser produzida na China, a E.l.f. não é vendida por lá, portanto não precisa ser testada em animais.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Makes Genéricas ("Dupes") - parte 2

Continuando o post sobre maquiagens similares, vou mostrar as opções veganas e mais baratas para servir de substituição às maquiagens mais caras e não cruelty free. A parte 1 eu falei nesse link.

A intenção destes posts é ajudar quem quer muito comprar uma maquiagem de uma cor mas descobre que não é cruelty free. Infelizmente tudo que eu vou mostrar é importado. São raras as empresas nacionais que respondem de maneira confiável meus e-mails sobre quais ingredientes de origem animal utilizam. Algumas coisas da Elf e WnW dá pra comprar de lojinhas nacionais ou até no Mercado Livre. De qualquer forma, vou tentar insistir com os SACs das empresas e procurar mais substitutos veganos nacionais.

Se alguém conhecer mais dupes, por favor deixe a dica nos comentários!

1. Batom MAC Hug Me x Wet n Wild Bare it All
As cores são idênticas, mas o acabamento é diferente. O Hug Me é mais cremoso e tem acabamento lustre, enquanto o Bare it All tem acabamento matte e é mais sequinho. Os batons da Wet n Wild custam menos de $5 dólares.



2. Batom MAC Hue x Silk Naturals Bloom
A cor é um pouquinho diferente, o Hue é menos rosado, mas o acabamento é muito parecido. O Bloom contém cera de abelha, mas a Silk Naturals possui uma linha enorme com batons veganos e lindíssimos, alguns denominados clones de marcas famosas.



3. MAC Black Tie x Urban Decay Creep x Too Faced Ooh & Aah Black x Lucy Minerals Charcoal Liner 
As cores mais pigmentadas não são dos produtos veganos (Too Faced e Lucy Minerals)? Eu amo sombra preta com glitter/cintilante e a mais fraquinha é a sombra da MAC em termos de pigmentação. A sombra da Lucy Minerals é um delineador em pó. Mas uso como sombra, como já mostrei aqui.



4. Urban Decay Smog x The Body Needs Antique Gold
As cores são um pouquinho diferentes, mas o acabamento de ambas é um bronze metálico maravis. A diferença é que a sombra da TBN é em pó solto e custa menos de 1/4 do valor da sombra da UD.


5. MAC Crystal Avalance x Coastal Scents Cool White x Wet n Wild Walking on Eggshells Trio
O acabamento aveludado da Crystal Avalanche é similar ao Cool White, enquanto a da WnW tem mais shimmer. O pigmento da Coastal Scents é em pó solto e custa menos de 1/5 do preço em comparação à sombra da MAC.




6. Blush MAC Blushbaby x Silk Naturals Maybe Baby
A cor é idêntica e é chamado de clone pela empresa, mas o acabamento e a pigmentação são um pouco diferentes. O blush da Silk Naturals possui seda na composição, mas existem vááários blushes veganos aqui. Já mostrei swatches de blushes da Silk Naturals com comparações nesse post.



Outros genéricos veganos:

  • Batom MAC Diva = Batom Wet n Wild Cherry Bomb (Swatch aqui)
  • Batom MAC Rebel = Batom Wet n Wild Sugar Plum Fairy (Swatch aqui)
  • Blush Nars Orgasm = E.L.F. Twinkle Pink
  • Batom MAC Creme D'Nude = E.L.F. Natural Nymph
  • Pigmento MAC Vanilla = Silk Naturals Sonic
  • Iluminador Nars Albatross = E.L.F Gotta Glow
  • Paleta Urban Decay Naked = Silk Naturals UD Naked Palette Clone Set