Mostrando postagens com marcador Lush. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lush. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Top 5: Sabonetes líquidos veganos favoritos


Os sabonetes líquidos possuem várias vantagens em relação aos de barra: são mais higiênicos, irritam menos a pele, alguns possuem hidratação extra e dispensam uso de hidratante. Além disso, eu acredito que rendem mais e tem melhor custo-benefício, já que alguns sabonetes em barra costumam derreter debaixo d'água e ficar na água empoçada na saboneteira.

Fiz uma seleção de 5 sabonetes líquidos que eu mais gostei de usar, todos veganos e cruelty free:


1. Rosa Japonesa da Korres (R$28 por 250ml)

Tem textura cremosa, cor perolada e faz muita espuma. Deixa a pele super macia, hidrata e perfumada por horas! O perfume é suave bem característico de rosa, mas nada enjoativo. 

Como a Korres sempre faz promoções dos produtos, é possível encontrar por preços mais baratos. Esse eu comprei por R$22, que ainda não é tão barato, mas eu nem sinto necessidade de usar usar hidratante depois.





2. Lavanda e Menta da Boni Natural (R$24 por 500ml)

A combinação de lavanda e menta resulta num perfume refrescante e ao mesmo tempo dá uma sensação de bem estar interessante no banho. É ótimo para usar em dias mais quentes e não resseca a pele. Estou gostando de usar no rosto também.

Encontrei para comprar em um supermercado de BH por R$18 e achei que valeu muito a pena pela quantidade de produto. A única característica que não gostei é que pode acabar desperdiçando produto pelo tamanho do furo do frasco. Seria melhor uma válvula pump para dosar a quantidade.





3. Rose Jam da Lush (R$42,50 - 250g)

É a minha fragrância de sabonete preferida! O cheiro é mais forte e deixa a pele perfumada por várias horas depois do banho. É uma combinação deliciosa de rosa e baunilha. Ele também hidrata e deixa a pele muito macia. Como tem alto poder de hidratação, às vezes uso no cabelo como shampoo para perfumar e dar brilho. 

Apesar de caro, uma pequena quantidade rende muito e faz bastante espuma. Uso em ocasiões especiais porque infelizmente é edição limitada e só é vendido no final do ano. Depois do natal a Lush costuma fazer 50% de desconto e eu aproveito para fazer estoque. 



4. Flor de Cerejeira da Fiorucci (R$16 por 500ml)

Já adorava o sabonete líquido de morango e champagne da marca, mas o perfume delicioso de flor de cerejeira me surpreendeu. Como o preço é bem acessível e tem válvula pump, uso para lavar as mãos. Não resseca e deixa um perfume suave por algum tempo. Considero ele o "primo pobre" e cruelty free do da L'Occitane.




5. Sapien Woman da Surya (R$83 por 300ml - outlet no site da Surya por R$41)

Não saiu na foto, mas não é menos importante. Ele possui ingredientes mais naturais, certificado orgânico, cruelty free e vegan. Tem um perfume docinho de baunilha e coco maravilhoso! Não dá para acreditar que não é fragrância artificial. Não faz muita espuma, mas hidrata e deixa a pele perfumada por horas. Infelizmente o preço não é convidativo, mas o site costuma fazer promoções de 50%.

Ingredientes: Aqua, *Aloe Barbadensis Leaf Juice, Decyl Polyglucoside, Disodium Cocoyl Glutamate, Cocamidopropyl Betaine, Glycerin, Sodium PCA, Fragrance, Dehydroacetic Acid, Benzyl Alcohol, Xanthan Gum, Hydrolyzed Amaranth Protein, Carrageenan, *Pentaclethra Macroloba Seed Oil, Tocopherol.


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Comparação | Tee Tree Water da Lush x Hidrolato da Herbia


Algumas pessoas podem estar pensando: "Eliana, você está comparando laranja com abacaxi!", mas como pode ser observado ao longo do post, a comparação é válida porque a proposta destes produtos é similar, ambos são pautados na aromaterapia e a comparação pode ajudar quem está indeciso.


Primeiro, vamos à descrição de cada um:


"A Água Floral Orgânica Herbia de Tea Tree tem excelente propriedade antisséptica. É indicado para tratar peles oleosas e com acne, pois tem efeito cicatrizante e revigorante. Pode ser usado na limpeza de pele, alívio de queimaduras, tratamento de lesões e infecções gerais como micose ou herpes. Cabelos oleosos e com caspa, também podem ser lavados com a água floral."

Preço: R$27,90 (200 ml)


"É adstringente e auxilia na emoliência da pele, diminuindo a oleosidade e estimulando a circulação. É um grande aliado para esteticistas no momento de extração de cravos e acnes, substituindo emolientes sintéticos e químicos. No ambiente pode ser borrifado para relaxamento da mente e indução do sono. Borrifar no travesseiro antes de dormir garante uma noite de sono mais tranquila."

Preço: R$27,90 (200 ml) 




"Mantenha a pele limpa e refrescada. O tea tree possui propriedades antibacterianas, antifúngicas e antimicrobianas, que ajudam a afastar as bactérias causadoras das acnes. A toranja é rica em vitaminas e também funciona como um adstringente leve, enquanto o junípero é antisséptico e ajuda a conservar a pele limpa e revigorada. Use a qualquer hora do dia para manter a pele renovada ou use na limpeza facial e na remoção da maquiagem."

Preço: R$66,50 (250g) ou R$33,20 (100g)



Como eu tenho usado:

1) Como "água termal"
Tem feito muito calor e a minha pele fica oleosa ao longo do dia. O ideal seria poder lavar o rosto e reaplicar protetor solar e maquiagem. Na prática, a maquiagem permanece no meu rosto por mais de 8 horas por dia. Nesse meio tempo, borrifo diretamente no rosto, espero secar mas sem esfregar, como se fosse uma água termal. Dessa forma, devido às características antibacterianas do tea tree, ambos os produtos evitam a formação de cravos e espinhas e deixam a pele mais "fresquinha", sem precisar retocar o pó, que no caso não beneficiaria a pele em nada, apenas daria efeito matificante.

2) Como tônico
Após a limpeza da pele com sabonete, aplico em um algodãozinho no rosto, fazendo movimentos circulares. Embora ambos sejam destinados a essa função, na minha pele nenhum deles foi suficiente para controlar a oleosidade e evitar o aparecimento de cravos e espinhas. Eu preciso de algo mais potente. Nesse caso, o que funciona melhor pra mim é misturar no algodão/toalhinha: vinagre de maçã + 3 borrifadas do hidrolato ou tônico da Lush. O cheiro não é dos melhores, mas essa combinação é excelente para a minha pele.

3) Refrescar o corpo
No final do dia, tenho usado no pescoço e no colo para refrescar e sinto que tanto os hidrolatos como o toner da Lush conseguem refrescar e "desinfetar" a pele. Eu gosto dessa sensação de refrescância que ambos dão.

4) Misturar no desodorante de cristal
Ao invés de molhar a pedra hume (desodorante de cristal de alúmen de potássio) com água apenas, borrifo com o hidrolato na pedra antes de passar nas axilas. Como o tea tree tem propriedades antissépticas, ele melhora um pouco a eficácia do cristal como desodorante.


Cheiro:
Nenhum deles é super forte nem super cheiroso. Ambos são suaves e lembram bastante o tea tree, que não é muito bom como a lavanda ou a rosa, na minha opinião.


Considerações finais:

Na minha opinião, são dispensáveis na rotina de cuidados faciais e eu vejo estes produtos mais como frescurinhas que possuem suas vantagens e facilidades. O ideal seria tomar banho e lavar o rosto com mais frequência, mas na prática nem sempre é possível e esses produtos ajudam no calor, principalmente quem tem a pele propensa à acne e transpira bastante.

O toner da Lush é água com adição de óleos essenciais, contém perfume e parabeno, enquanto o hidrolato é o resíduo da produção de óleos essenciais, acrescido de preservativos sintéticos não possivelmente tóxicos: benzoic acid e dehydroacetic acid. Na prática, quem tem mais experiência com óleos essenciais teria como fazer um DIY do toner da Lush caseiro (OE de Junípero + Grapefruit + tea tree diluídos em água. Como não vai ter conservante, a validade será reduzida), mas o hidrolato não teria como fazer. Além disso, o preço do hidrolato da Herbia é mais convidativo que o da Lush.

Obs: nem todo hidrolato é igual. Já testei os hidrolatos da Bioessência e continuo preferindo os da Herbia.

Obs: existem outras comparações que podem ser feitas com o Eau Roma Water da Lush e os hidrolatos de rosa e lavanda, por exemplo, mas eles funcionam melhor em peles sensíveis e normais/secas, que não é o meu caso.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Top 6 sabonetes veganos para peles oleosas

Desde a minha adolescência eu tenho usado toneladas de produtos no rosto recomendados por dermatologistas ou comprados por conta própria porque me incomodo profundamente com a minha pele oleosa. Uma das coisas que eu aprendi nesse processo é: se possível, afastar dos produtos de farmácia, mesmo os considerados cruelty free e veganos voltados para peles acneicas e oleosas (a não ser que tenha um problema mais grave). Isso porque a maioria deles retira excessivamente a oleosidade da pele e contém substâncias agressivas para peles mais sensíveis, o que acaba piorando a situação, como ressecamento excessivo em certas áreas do rosto e efeito rebote em outras. Além disso, alguns sabonetes de farmácia contém triclosan e substâncias que podem gerar superbactérias resistentes a bactericidas. Veja mais aqui e aqui

Outra coisa que considero importante é aprender sobre a própria pele, o que agrava e o que funciona melhor. No meu caso, eu sei que a alimentação não interfere, mas passar por períodos estressantes aumenta consideravelmente a oleosidade e o aparecimento de cravos e espinhas. Como é praticamente impossível não passar por momentos estressantes, sinto que é possível contornar a piora da condição da pele com uso tópico de certos produtos.

O melhor tônico da vida para mim é o vinagre misturado com água e óleos essenciais de tea tree e hortelã (já falei aqui). Outra coisa que melhora a vida é a máscara de argila pelo menos 2 vezes por semana no verão. E claro, escolher um bom sabonete para limpeza diária também é super importante.

Todos esses sabonetes citados abaixo deram certo comigo. Eles não sugam a oleosidade da pele excessivamente, mas limpam com eficácia e possuem propriedades antibacterianas (devido à presença de óleos essenciais). Eu prefiro os sabonetes em barra porque são mais baratos e duram bem mais que os líquidos. 


1. Argila Verde da Arte dos Aromas





Apesar de estar indicado para ser usado no corpo, eu uso no rosto. Já usei antes algumas vezes no passado e como estamos no verão, tem sido meu preferido no momento. Uso 2 vezes por dia e tenho percebido que a minha pele mais regulada, tem aparecido menos cravos e ao mesmo tempo não está ressecada. Ele faz uma limpeza profunda, remove toda a maquiagem sem dar efeito rebote. O cheiro também é bem suave e agradável - ele possui óleos essenciais de hortelã, lavanda e capim limão. Outro aspecto positivo é que ele não derrete facilmente e dura uns dois meses em saboneteira que drena. Preço: R$14,00 na loja Capym Store


2. Coal Face da Lush

Esse sabonete é um best seller da Lush e não é à toa. A presença do carvão remove impurezas da pele e faz uma leve esfoliação. Ele também remove a oleosidade da pele sem ressecar. Eu noto que ele seca espinhas mais rapidamente. Dura meses se guardado em saboneteira que drena. Os pontos negativos são a presença de sulfato na composição (que pode causar alergia, irritação e ressecamento em certas pessoas) e o preço salgadinho. Tem resenha dele nesse post. Preço: R$41,80 por 100 g.



3. Antiacne da Granado


Ele não é exatamente o melhor em termos de composição, mas é um produto acessível e pode ser encontrado facilmente em caso de não ter acesso a algum desses outros sabonetes. O cheiro dele não é dos melhores (o enxofre é pronunciado), mas eu noto que seca espinhas e machucadinhos muito mais rápido. Por isso ele é mais indicado para quem sofre com espinhas. Ele faz uma limpeza profunda mas senti que resseca um pouco a pele, por isso não pode descuidar da hidratação depois da limpeza. Preço: R$9,50 na loja virtual ou em farmácias.


4. Parsley Porridge da Lush


Eu recebi uma amostra dele em uma compra no site da Lush e logo de cara já gostei da composição: não possui sulfato, contém aloe vera, glicerina, óleo essencial de tea tree (bactericida "do bem"), aveia, salsinha e mais vários extratos vegetais. O cheiro do tea tree, do grapefruit e ervas estão bem pronunciados nesse sabonete que não tem o melhor dos perfumes. Ele vem com umas bolotinhas brancas de aloe vera, óleo de coco e farelo de aveia que hidratam a pele. Dessa lista, este é o sabonete mais hidratante de todos. É provável que quem possui a pele mista e/ou sensível se adapte bem a ele. Preço: R$30 por 100 g.

Ingredientes: Tea Tree Infusion, Rapeseed Oil and Coconut Oil, Glycerine, Sorbitol, Fresh Aloe Gel, Water (Aqua), Fresh Parsley, Fine Ground Oatmeal, Thyme Oil, Sandalwood Oil, Grapefruit Oil, Tea Tree Oil, Titanium Dioxide, Sodium Chloride, Chlorophyllin, Limonene, Geraniol, Farnesol, Linalool, Perfume, EDTA, Tetrasodium Etidronate, Sodium Hydroxide.


5. Argila da Boa Saboaria



O sabonete de argila verde da Boa Saboaria tem o melhor perfume de todos esses da lista, devido aos vários óleos essenciais na composição (limão siciliano, eucalipto, petit grain e cedro). Ele pode ser usado tanto no corpo quanto no rosto e não provoca ressecamento da pele. Comentei mais sobre ele nessa resenha. Preço: R$20,90 na loja da Sublime ou na loja virtual da Boa Saboaria Natural.


6. Argila Vermelha da Reserva Folio




Geralmente os sabonetes com argila (procure na composição por "kaolin" ou "kaolin clay") são muito eficazes para remover impurezas, estimular a circulação sanguínea e regular a oleosidade da pele. As argilas mais eficazes para peles oleosas são a verde e a vermelha. No caso desse sabonete, que é bastante adstringente, além da argila vermelha, ele contém também aloe vera e óleos de macadâmia, palma e babaçu, que ajudam a evitar o ressecamento da pele. E o cheiro é muito bom! Algumas pessoas usam esse sabonete até no cabelo, como a Michele do blog Tantas Plantas. Eu ainda não criei coragem por medo de ressecar. Obs: o sabonete de argila verde da Reserva Folio não é vegano porque contém própolis. Preço: R$14,70 por 90 g (possui certificação de orgânico do IBD)


Posts úteis:
http://belezavegan.blogspot.com.br/2013/10/resenha-hidrolato-de-tea-tree-da-herbia.html
http://belezavegan.blogspot.com.br/2014/03/5-opcoes-veganas-de-secativos-de.html
http://belezavegan.blogspot.com.br/2014/07/diy-hidratante-facial-para-peles.html
http://belezavegan.blogspot.com.br/2013/09/receita-diy-tonico-vegano-caseiro-para.html

domingo, 10 de janeiro de 2016

Resenha | Delineador e Rímel da Lush


Esses dias eu andei usando o rímel "Eyes Right" e o delineador líquido "Independent" da Lush, ambos na cor preta. Eles não contém nenhum ingrediente de origem animal e a composição deles é mais natural, contém poucos ingredientes e tem apenas um conservante sintético. Pode ser adequado a quem costuma ter irritação nos olhos quando usa delineadores ou máscaras de cílios convencionais. No entanto, por mais natural que um produto seja, há sempre a possibilidade de causar alergia caso a pessoa seja alérgica a algum dos componentes. 



A Lush tem uma política bastante enfática de combater e não financiar testes em animais e existe também uma preocupação ambiental que é muito respeitável. A embalagem é produzida a partir de plástico e vidro reciclados e o aplicador é bem pequeno, parece vidro de remédio com gotejador (ou a garrafinha da Alice no país das maravilhas com a etiquetinha "Drink me" haha). Infelizmente os pontos positivos terminam por aí. A princípio, eu achei o design dos vidrinhos fofos, mas ao aplicar  o delineador nos olhos, estranhei a falta de apoio e achei muito difícil fazer traços grossos sem que o traçado não possua falhas (eu gosto de traços mais grossos). É preciso aplicar várias camadas para preencher e, em uma dessas camadas, as chances de errar a linha ou borrar aumentam. 

A textura é muito líquida e dá a impressão de que não vai secar tão cedo. Nas minhas pálpebras oleosas, demorou cerca de 2 minutos para secar completamente (e se olhar pra cima antes de secar vai carimbar a pálpebra). E mesmo não borrando depois de seco, tanto o rímel quanto o delineador não são a prova d'água. A duração em mim foi boa, mais de 6 horas em dia de calor extremo. E para remover foi fácil.

Delineador é uma coisa que eu uso quase diariamente e, na minha humilde opinião, eu não me considero iniciante em fazer delineados, mas achei o Independent difícil de usar. As cerdas do pincel são muito fininhas e moles, dificultando fazer um traçado firme. Quem não tem habilidade em usar delineadores líquidos, dificilmente vai se adaptar com esse. O curioso é que o delineador Motivation (da cor azul) da Lush é muito mais pigmentado e fácil de aplicar, na minha opinião. A dica é: tente apoiar o cotovelo em uma mesa.

O acabamento não é opaco, é "glossy".

Ingredientes: Infusão de Eufrásia, Aqua, Talco, Glyceryl Stearate SE, Titanium Dioxide, PVP, Hydroxyethycellulose, Mica, CI77499, Methylparaben, Propylparaben. 

Fato curioso: a composição desse delineador na Lush inglesa e dos EUA é um pouco diferente. Veja aqui e aqui.


A máscara de cílios não dá muito volume como pode ser visto na foto abaixo, mas alonga e curva os cílios sutilmente. Eu achei que ela funciona melhor aplicando 2 ou 3 camadas e esperando secar uns 2 minutos entre elas. Se você gosta de cílios mais naturais e tem pavor de pelotinhas e cílios de patinhas de aranha, é provável que goste dessa máscara. Mas se a intenção é criar volume, eu não indicaria ela. 


O aplicador é bem pequeno e, a princípio, pode ser chatinho de aplicar, mas com um pouco de prática dá para aplicar direitinho. Dica: levante a cabeça e olhe para baixo para aplicar.

Como a textura é bem líquida, tem que esperar secar antes de olhar pra cima para evitar borrar.

Ingredientes: Infusão de Grama de Trigo Fresca, Aqua, Cera do Japão, Stearic Acid, Talco, 
Triethanolamine, Cera de Carnaúba, PVP, CI77499, Methylparaben.

O preço atual é de R$34,90 na promoção e R$69 no preço normal nas lojas físicas e na loja virtual da Lush.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

10 Substitutos veganos para produtos da Victoria's Secret

Há uns 10 anos eu era meio obcecada com os hidratantes e perfumes da Victoria's Secret. Lembro que as embalagens continham no rótulo a menção de que não testavam em animais. No entanto, após ver que não havia mais o símbolo do coelhinho nem a frase de não testado, enviei um e-mail ao SAC da VS e a resposta pode ser vista nesse post. Na contramão da ética, a empresa regrediu e começou a financiar testes em animais.

Para quem gosta de cremes e perfumes docinhos, o site da PETA publicou uma lista com produtos substitutos aos da Victoria's Secret (todos cruelty free e alguns veganos, apesar de algumas das marcas citadas pertencerem à empresas que testam) que lembram algumas das fragrâncias usadas pela marca. Baseando nesse post, fiz uma seleção de produtos nacionais veganos e fáceis de encontrar, que possuem fragrâncias docinhas e semelhantes:


1. Hidratante corporal Sapien Women da Surya



2. Hidratante corporal Maria Luminosa da Farmaervas



3. Hidratante corporal Romance da Feito Brasil



4. Body Splah Angels e Fantasies da Vizcaya



5. Mousse corporal Encantos do Rio da Feito Brasil




6. Perfume e Banho perfumado da Mahogany



7. Perfume Simply Pink da Aquolina


 

8. Hidratante corporal Sweet da Giovanna Baby 




9. Hidratante e barras de massagem (Shimmy e Strawberry Feels Forever) da Lush





10. Body Splash da Contém 1g




Como eu sei que eles são veganos? 
Algumas das empresas alegaram publicamente e nos rótulos que não testam em animais nem utilizam ingredientes de origem animal nesses produtos (Surya, Feito Brasil, Lush e Farmaervas). Outras responderam não testar nem utilizar ingredientes de origem animal nesses produtos por meio de SAC (Giovanna Baby, Contém 1g e Vizcaya) e outras alegaram não testar em animais e, pelos ingredientes dos produtos citados nesse post, inferi que não há ingredientes que possam ser de origem animal (perfumes da Mahogany e Aquolina).


Quem puder comprar fora do Brasil, é possível encontrar produtos da Pacifica e da Desert Essence no site iherb.com. Eles também contém fragrâncias deliciosas e são todos veganos e naturais.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Resenha | Base concentrada da Lush




Apesar do carro-chefe da Lush ser os produtos para banho e corpo (amo tudo!), as maquiagens da Lush também são muito legais, tem design único e quase todas elas são veganas, incluindo as bases, os batons, as sombras, os delineadores e até o rímel. A base Jackie Oats é o único item de maquiagem que contém ingredientes de origem animal (mel e lanolina), o que eu acho desnecessário, sem contar que a lanolina é considerado um ingrediente comedogênico!

Já faz um tempo que eu estava curiosa para testar as bases da Lush devido às várias resenhas positivas em blogs gringos e da Nicole do blog Makeoverday e recebi essas bases nas cores Light Pink e Dark Yellow. As bases estão disponíveis em cinco cores: Jackie Oats (peles claríssimas), Ligh Pink (peles claras com subtons rosados), Light Yellow (peles claras com subtons amarelados), Dark Pink e Dark Yellow (peles escuras com subtons rosados e amarelados).



De acordo com o site, ela é uma base multifuncional e, pelas minhas experiências, eu achei que ela pode ser usada para:
  • Misturar entre as cores para chegar a um tom idêntico ao da pele
  • Misturar com outras bases para corrigir subtons e acertar a cor
  • Misturar para diluir bases pesadas 
  • Misturar com hidratante para uma cobertura mais leve

É uma base em creme super fácil de espalhar com dedos ou pincel. Segundo a descrição, ela contém infusão de pétalas de rosas, que reduz a vermelhidão, óleo nutritivo de farelo de arroz (rico em vitamina E) e dióxido de titânio que ajuda a proteger a pele do sol.

Eu senti que ela não é uma base com acabamento opaco, na verdade, é uma base muito hidratante e deixa a pele com acabamento mais natural, um pouco lustroso. Ela dá um brilho saudável e eu achei necessário selar com um pó na zona T. Ela contém óleos vegetais na composição, ou seja, não é oil free! Quem tem pele seca ou normal, provavelmente vai gostar bastante pela sensação de pele viçosa e hidratada. Quem tem pele mista ou oleosa, vai sentir que a pele está oleosa. Eu tenho a pele oleosa, mas como eu já sou acostumada a usar óleos no rosto, não estranhei. Mas também não dispenso o uso de um pó translúcido. Quem gosta de base opaca, acredito que não irá se adaptar com essa base.

A cobertura é de leve a média, sendo que para mim, uma camada apenas não foi o suficiente e precisei de 2 camadas para uniformizar a pele e cobrir vermelhidão e imperfeições. As duas camadas não deixam efeito de máscara na pele e não cobrem totalmente espinhas (não dispensam um corretivo).

A duração na minha pele foi de umas 6 horas sem retocar o pó, mas acredito que em peles mais secas, dure mais tempo.

Não senti que ela obstrui os poros e não me deu espinhas ao longo dos dias.

Eu sugiro que, se você puder, teste no rosto antes de comprar na loja ou peça uma amostrinha, porque as cores nos potinhos são bem diferentes. E elas desenvolvem cores diferentes no rosto. Por exemplo, a cor Dark Yellow é um amarelo escuro que parece muito mais claro no frasco, enquanto é mais escuro na pele. A Light Pink, apesar do nome, não é tão rosada assim.


Light Pink | Dark Yellow | Light Pink + Dark Yellow

Usei 2 camadas da Light Pink misturada com um um pouco da Dark Yellow para adequar à cor do pescoço e ombro. À direita, algumas horas depois usando a base e um pó finalizador.




A base custa R$57,30 (20 g) no site da Lush ou nas lojas físicas.

As bases foram enviadas pela assessoria da Lush. As minhas opiniões sobre os produtos são 100% honestas.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Meus perfumes veganos / cruelty free



É uma luta comprar perfumes cruelty free e veganos! As opções no Brasil não são tão variadas e conseguir a combinação de fragrância agradável, boa fixação e fácil de encontrar a preços acessíveis pode ser um desafio, principalmente quando compramos no escuro.

Esses são os perfumes que eu comprei e tenho usado desde que me tornei vegana, em 2007. Não sou super fã de perfumes complexos, desses muito sintéticos e artificiais. Tenho a tendência de gostar de perfumes mais simples, principalmente os florais e frutados.


Pacifica - Island Vanilla e Indian Coconut Nectar

A Pacifica é uma marca vegana e tem várias opções de perfumes. Os ingredientes usados nos perfumes são naturais e contém óleos essenciais, com a vantagem de possuírem um maior poder de fixação.

O perfume Island Vanilla é a baunilha pura e simples. É docinho e confortável sem exageros. Devido à sua simplicidade, gosto de usá-lo combinado com outros perfumes. Em mim ele dura cerca de 5 horas. Ao longo do dia ele fica cada vez mais caramelizado.

O Indian Coconut Nectar tem a fixação menor que o Vanilla. Apesar de possuir notas de baunilha, o que predomina é o coco. Ele é mais docinho e pode ficar enjoativo, apesar de amar o cheiro de coco. Lembra o cheiro de manjar de coco, por isso pode não agradar tanto.

Ambos os perfumes eu tenho na versão roll-on. Diferente de outros perfumes em roll-on, este não deixa resíduo oleoso na pele e não tive problemas com vazamentos na bolsa. Mas eles podem ser encontrados também na versão spray e sólido. Comprei na loja iherb, que entrega no Brasil por US$12 (10 ml) cada.


Abercrombie & Fitch - 8

O 8 é o meu perfume preferido de todos os tempos, uso há cerca de 10 anos. É floral e levemente cítrico. Eu descreveria como um perfume "sexy sem fazer muito esforço". Ele possui base de baunilha, mas também tem jasmim, pêssego e sândalo. Eu costumo usar de noite no verão, apesar de preferir usá-lo durante o dia no inverno. A duração na pele depende bastante do tempo. No calor dura umas 4 horas, mas no frio a duração é muito maior.

A Abercrombie está na lista de marcas cruelty free da Peta. Ele pode ser comprado na loja da Abercrombie, mas me parece que a loja não envia perfumes para o Brasil. Uma outra forma é comprar pelo ebay ou em sites de compras como Mercado Livre ou o Enjoei.


Aquolina - Simply Pink

Ele lembra muito o cheirinho daquela bonequinha chamada Moranguinho (quem lembra?). Embora seja um perfume bem menininha adolescente, eu gosto de usar eventualmente. Aliás, ele me traz uma sensação boa e na pele o perfume é bem abaunilhado, dá pra reconhecer frutas vermelhas e é levemente cítrico. É um doce e azedinho ao mesmo tempo. E devido a isso, mesmo sendo doce, pode ser usado tranquilamente em dias quentes. Apesar de eu gostar, acho bastante provável que muitas pessoas não gostem dele e possam achar enjoativo por ser bem doce. Dura o dia todo na minha pele.

Custa cerca de R$60 por 30 ml em lojas como Americanas e Época Cosméticos.

A Aquolina é uma empresa italiana e não testa em animais nem é vendida na China, conforme resposta que eu recebi do SAC (usem o google tradutor):

"Gentile Eliana
la nostra politica aziendale è assolutamente contraria alla sperimentazione animale, pertanto nell’ottica di garantire comunque sui nostri prodotti  una corretta  valutazione della sicurezza e dell'efficacia, nel corso del progetto di  sviluppo delle nuove formulazioni,  vengono utilizzati protocolli di analisi alternativi con lo stesso obiettivo, garantire sicurezza e qualità per il consumatore.   A questo fine utilizziamo quindi le  più avanzate tecniche di valutazione in vitro affiancate da studi statistici dettagliati, appoggiandoci alle associazioni di categoria ed  alle principali Università italiane. Inoltre, la nostra R&D, lavora ricercando continuamente materie prime innovative nate da tecnologie avanzate che permettano attraverso lo studio della loro dettagliata bibliografia il supporto di  valutazioni sempre più precise ed efficaci in merito alla loro attività.
Tutto questo vuol dire che  cerchiamo di agire da protagonisti in merito alla lotta contro il problema della sperimentazione animale  garantendo il nostro contributo, dirottando cioè i test sul prodotto finito in direzioni diverse ovvero  formando una rete di collaborazione con università, laboratori e associazioni per divulgare e incoraggiare pratiche alternative alla  sperimentazione animale nel settore cosmetico locale e internazionale .
Cordiali saluti"
http://aquolina.it/eng/contatti


Lush - Vanillary

O Vanillary é tão querido que recebeu uma resenha para ele sozinho neste post: http://belezavegan.blogspot.com.br/2014/09/perfume-vanillary-da-lush.html

Lush - Sikkim Girls 

Este é um perfume marcante que eu adoro o cheiro na latinha, mas não em mim. Eu tenho a impressão de que ele deixa um rastro de perfume de mulher mais velha, meio perfume de vó! E não é só por causa do jasmim e da tuberosa. Tem também um musk amadeirado que lembra a incenso que não me agrada. Parece um perfume da Índia, oriental e bastante exótico, bem como diz a descrição. Acho que depende muito da pele e infelizmente não funcionou na minha. Mas não é um perfume ruim, pelo contrário. É um perfume rico e único. Eu consigo imaginar perfeitamente alguém amando ele. Ele dura muito na pele, assim como o Vanillary.

Eu tenho na versão sólida em lata, que é mais suave e eu achei a embalagem super prática. Não ocupa espaço para levar na bolsa. Como é uma cerinha, dá  aplicar nas pontinhas do cabelo para hidratar e perfumar.

A versão em latinha só é vendida na loja e custa cerca de R$60. Pela loja virtual da Lush é possível comprar o vidro (R$125 por 10 ml).


Herbia - Água Perfumada de Lavanda e Verbena

Apesar de não ser propriamente um perfume, ele poderia perfeitamente se transformar em um que eu ia amar. Eu uso para perfumar a roupa de cama e o quarto antes de dormir. O perfume é uma delícia e extremamente suave! É à base de álcool e óleos essenciais de lavanda e verbena branca.

Custa R$28 por 100 ml (nova versão) em lojas como a Lohas Store.

Riquezas da Terra - Lavanda e Mirra

Não é bem um perfume, eu diria que é um body splash natural. Ele é à base de álcool de cereais e contém óleos essenciais de lavanda e mirra. A fixação não é das melhores, já que se trata de um produto natural, sem substâncias fixadoras. No entanto, ele deixa um perfume muito agradável e é refrescante usar no calor. A mirra, para quem não conhece, tem um toque oriental, lembra um pouco alguns incensos, mas a presença da lavanda consegue contrabalancear bem. 

Eu estou usando antes de dormir ou para estudar em casa. Custa R$18 por 120 ml na loja virtual da empresa.


terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Sabonete facial de carvão - Coal Face da Lush



A resenha hoje é de um produto muito querido, que faz gosto de divulgar aqui no blog.

O Coal Face é um sabonete facial de carvão vegetal cuja função é limpar profundamente peles mistas e oleosas, sem ressecar. Segundo o site da Lush:
"O carvão em pó absorve o excesso de oleosidade e atua como um esfoliante suave, enquanto os óleos essenciais de pau-rosa e sândalo reduzem a vermelhidão e clareiam manchas."
Comprei 160 gramas em setembro do ano passado e durou até meados de janeiro desse ano (4 meses). Até comprar uma nova barra, fiquei alguns dias usando um outro sabonete (Dr. Bronner's) e notei que a minha pele não estava tão boa quanto antes. E essa percepção de pele "boa" eu quero dizer: pele menos oleosa, mais clara e com menos cravos e espinhas. E as eventuais cicatrizes de cravos espremidos secavam e sumiam mais rápido. A presença de glicerina e óleo de coco e uva, por outro lado, não deixam a pele ressecar.

Nesse mês eu comprei o sabonete novamente e pude realmente notar como minha pele fica melhor com ele.

O perfume do sabonete é neutro e suave, por isso não espere um perfume forte e maravilhoso como normalmente tem os sabonetes da Lush.


Como eu uso: Antes de usar eu corto um pedaço do sabonete em uma barrinha menor e guardo o restante. Isso fará com que se economize produto. Ao acordar, molho essa barrinha menor, faço espuma com as mãos e aplico no rosto úmido fazendo movimentos circulares. Ele possui partículas bem pequenas de carvão que esfoliam levemente a pele. Deixo a espuma agir na pele por um minuto e enxáguo. Se sentir que ainda há resíduos de sujeira, oleosidade ou maquiagem, reaplico. Em seguida seco o rosto e aplico o meu tônico caseiro de vinagre (receita aqui) e hidrato com o creme 24 horas da Alva (resenha aqui). Repito o processo antes de dormir.



Ele não é um sabonete muito barato, mas se você tem pele oleosa ou mista, está insatisfeita com o sabonete que usa atualmente e já tentou os sabonetes de argila, acredito que vale a pena testar o Coal Face.

Ingredientes: Liquorice Root Decoction (Glycyrrhiza glabra), Propylene Glycol, Rapeseed Oil, Coconut Oil (Brassica napus; Cocos nucifera), Water (Aqua), Fragrance, Sodium Stearate, Sodium Hydroxide, Sodium Lauryl Sulfate, Powdered Charcoal, Sandalwood Oil (Santalum austro-caledonicum vieill and Fusanus spicatus), Rosewood Oil (Aniba rosaeordora), Glycerine, Sodium Chloride, EDTA, Tetrasodium Etidronate, *Farnesol, *Geraniol,*Linalool, Silver Lustre (Potassium silicate, Titanium dioxide, Iron oxides and Iron hydroxides).

Preço: R$38 por 100g no site da Lush.

Obs: Não tem no site a opção de venda dele, mas acredito que esteja em estoque logo. Quem estiver em São Paulo pode comprar nas lojas físicas.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Resenha | Tratamento Capilar Marilyn da Lush


O tratamento capilar "Marilyn" é uma máscara pré-shampoo indicada para cabelos loiros (tingidos ou naturais) para deixá-los mais claros e menos alaranjados. Quem tiver o cabelo castanho também pode usar para clarear um pouco.

Dentre os ativos principais estão: o extrato e infusão de camomila (responsáveis por deixar o cabelo mais claro e iluminado), suco de limão e infusão de açafrão (que também ajudam a clarear e dar reflexos dourados), mucilagem de linhaça e óleo de oliva para hidratar e deixar o cabelo maleável.



Meu cabelo era bem loiro no passado e eu estou deixando voltar o castanho natural aos poucos, porém as pontas continuam clarinhas e desbotadas (tipo mechas californianas) e é resultado de várias descolorações e tinturas na cor castanho. Sendo assim, eu apliquei o tratamento somente nessa parte mais clara.

Conforme o indicado, deixei por uns 20-40 minutos no cabelo sujo e seco, depois lavei normalmente com shampoo e condicionador. Apesar de não ter sentido meu cabelo totalmente hidratado depois de lavar, não ressecou e senti ele mais brilhante, luminoso e mais loiro cada vez que eu usava o produto. Não achei que ele tira o amarelado. Existe um shampoo roxo indicado para isso: o Daddy-o.



O pote durou 10 aplicações generosas (tenho muito cabelo). Usei 1 vez por semana, mas cada um usa de acordo com a frequência que quiser. O cheiro não é delicinha como os produtos da Lush normalmente são, mas já que se trata de uma pré-lavagem, o cheiro não permanece depois de seco.

Resultados - antes, depois da primeira aplicação e depois de 8 e 10 aplicações, sendo que na última eu tomei sol:




É uma alternativa mais natural e menos agressiva que a água oxigenada. Mas por ser um produto clareador, não pode descuidar da hidratação!

Preço: R$68,00 por 225g na loja virtual.


Produto enviado pela assessoria. 
Farei posts com produtos da Lush com mais frequência no blog porque fiz várias compras na loja e também recebi uns produtos da marca. A Lush é uma marca foda que eu amo, mas sei que os preços nem sempre são os mais convidativos. Por isso acho interessante mostrar aqui a minha opinião para que as pessoas pesquisem sobre os produtos em vários blogs antes de comprar e, com isso, possa ajudar a decidir se um produto vale ou não a pena.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Resenha | Perfume Condicionante Happy Happy Joy Joy da Lush


O "Happy Happy Joy Joy" é um condicionador com a proposta de perfumar o cabelo. Possui leite de amêndoas, óleo de jojoba e extrato de flor de laranjeira como ingredientes principais. Além disso, há água floral e óleos essenciais de Neroli e Grapefruit que agem amaciando e perfumando o cabelo.

Como condicionador, é muito levinho, tem consistência pouco densa e acredito ser ideal para cabelos oleosos e sem química. Não considero que esse condicionador desembaraça e hidrata profundamente o meu cabelo, que é descolorido e danificado nas pontas, com tendência a embaraçar.

Dessa forma, como não é um produto barato, para não desperdiçar eu misturo ele com um pouco de um condicionador mais potente e com cheiro mais neutro (no caso, uso o da Paul Mitchell ou a máscara vermelha da Surya). Percebo que o cabelo fica um pouco mais macio e brilhante que o normal quando uso o Happy Happy Joy Joy em conjunto.


Acredito que possa ser usado em cabelos curtos sem que ele deixe oleoso ou pese.


Já como perfume, é uma explosão floral maravilhosa! No frasco, o perfume parece ser forte, mas no cabelo, o cheiro é muito "confortável". Me pego cheirando o cabelo durante o dia, porque fixa super bem. Quem é apaixonado por perfume de flor de laranjeira (não é cheiro de laranja) e fragrância floral, provavelmente vai amar o perfume desse condicionador. Creio que a intenção da escolha dos óleos essenciais é mesmo agir como "levantador de astral" através da aromaterapia, por isso o nome.

Eu compraria novamente somente por causa do perfume que ele deixa no cabelo (sou muito apegada com fragrâncias). Como eu preciso misturá-lo a um outro condicionador para hidratar profundamente as pontas ressecadas, talvez não valha a pena para quem não ama perfumes florais e tenha o cabelo ressecado.



Recebi o produto da assessoria da marca. Custa R$69,90 por 100g na loja da Lush.