Mostrando postagens com marcador Herbia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Herbia. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 22 de março de 2017

Novidades | Maquiagens Veganas Nacionais

A preferência pela maquiagem vegana é um reflexo da mudança de pensamento no qual tenta-se escolher o que consumimos de forma mais responsável. Essa tendência vem se expandindo globalmente conforme se cria a consciência de que os animais não devem ser explorados para fins cosméticos, seja em testes ou como matéria prima.  

Para uma maquiagem ser vegana, é preciso que a empresa não realize ou financie testes em animais e também não possua ingredientes de origem animal, tais como: lanolina (retirada do sebo de carneiros), estearatos e glicerina oriundos de gordura animal, cera alba (cera de abelha), colágeno (retirado da cartilagem de animais), carmine (insetos esmagados) etc. Algumas marcas ainda vão além e produzem maquiagens orgânicas (cuja parte da matéria-prima é proveniente de cultivo livre de agrotóxicos e são consideradas sustentáveis, além de desenvolvidas com ingredientes naturais.


Veja os últimos lançamentos de maquiagens veganas no Brasil para todos os tipos de bolsos e gostos que vão fazer os olhos (e a pele) de apaixonadas por maquiagens brilharem.



BAIMS


(Baims/Divulgação)

A Baims é uma empresa que veio da Alemanha e possui maquiagens não só veganas, como naturais e orgânicas. As embalagens são feitas em bambu e evita-se o uso de plástico. Os pincéis possuem cerdas sintéticas e são feitos com alumínio reciclado. Os produtos possuem certificação orgânica, vegan e cruelty free. É vendida na loja virtual e em algumas lojas físicas. 



BIOZENTHI



(Biozenthi/Divulgação)

A Biozenthi lançou uma linha de maquiagens veganas e hipoalergênicas composta por batons líquidos matte, bases e protetores solar e pode ser comprada na loja virtual da marca.


SIMPLE ORGANIC


(Simple Organic/Divulgação)

A marca Simple Organic foi lançada no SPFW e já iniciou a pré-venda de maquiagens naturais e orgânicas, sendo grande parte delas veganas (alguns itens possuem cera alba), no site da marca.



ORGANELA


Todas os itens de maquiagem da marca são veganos, naturais e certificados orgânicos. Podem ser comprados na loja virtual da Organela.


ARTE DOS AROMAS



A empresa é conhecida pelos cosméticos para peles e tem alguns produtos com certificação orgânica. Recentemente foram lançadas 4 cores de batons e podem ser encontrados na loja virtual da Arte dos Aromas. 


DONA ORGÂNICA

(Divulgação)

A Dona Orgânica veio da Alemanha e além de serem veganas (com exceção dos batons Stick), as maquiagens possuem ingredientes orgânicos e as embalagens possuem uma pegada sustentável, feitas em bambu, evitando-se o uso de plástico. Podem ser compradas em lojas virtuais e algumas lojas físicas.

FACE IT



(Cabéra / Clicio Barroso/Divulgação)

A Face It produz batons veganos certificados pela PETA com formulações naturais, focando em qualidade e pigmentação. Podem ser encontrados no site da empresa.



MACRILAN


A Macrilan não é totalmente vegana, já que alguns pincéis são feitos com pelo animal, mas recentemente lançou a linha de pincéis profissionais MAX, que possui todas as cerdas sintéticas. O preço de cada pincel é bastante acessível e pode ser encontrado em perfumarias e diversas lojas virtuais.



(Divulgação/Maquiadoro)



OH! MARIA



(Divulgação)


O site da marca ainda está em construção desde muito tempo, mas é possível ver que alguns itens de maquiagens já possui a menção de "formulado sem derivados de animais". Caso queira receber atualizações, deixe o seu e-mail na caixa de novidades do site.




KIKO MILANO




A marca italiana Kiko Cosmetics chegou ao Brasil com preços acessíveis e está para iniciar a venda online no site. De acordo com o site Cruelty Free Kitty, a marca afirmou que não realiza testes em animais (seguindo as diretrizes da União Européia) e não vende na China (onde os testes de cosméticos em animais são exigidos). No FAQ do site, a empresa afirma que ainda utilizam cera de abelha, lanolina, carmine e alguns pincéis de cerdas de pelo animal. No entanto, a alternativa vegetal/sintética sempre é priorizada e basta ler a lista ingredientes no site para se certificar quando um item é vegano (quando não possui estes ingredientes). 

Pelo que pude entender, os esmaltes, lápis labiais, lápis de olhos, algumas sombras da linha Smart Colour, base em pó, corretivos e batom líquido são alguns exemplos de itens sem ingredientes de origem animal.



HOT MAKEUP



A marca chegou ao Brasil há poucos meses e pode ser encontrada em lojas virtuais como Sephora e Beleza na Web. Nem tudo é vegano, mas os produtos que são veganos estão indicados no site internacional da empresa com o selo da PETA de "vegan and cruelty free".




AMETSA



Os produtos possuem certificação de cruelty free da PETA e com exceção do batom de cor "Fátima", que contém cera de abelha, todas as outras cores são veganas segundo o SAC. Podem ser comprados no site da Ametsa.


HERBIA


 (Lohasstore/Divulgação)
                                                                    
A Herbia produz cosméticos orgânicos e totalmente veganos. Recentemente foram lançados batons com acabamento matte e máscara de cílios. 

Podem ser encontrados na loja virtual Lohas Store.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Comparação | Tee Tree Water da Lush x Hidrolato da Herbia


Algumas pessoas podem estar pensando: "Eliana, você está comparando laranja com abacaxi!", mas como pode ser observado ao longo do post, a comparação é válida porque a proposta destes produtos é similar, ambos são pautados na aromaterapia e a comparação pode ajudar quem está indeciso.


Primeiro, vamos à descrição de cada um:


"A Água Floral Orgânica Herbia de Tea Tree tem excelente propriedade antisséptica. É indicado para tratar peles oleosas e com acne, pois tem efeito cicatrizante e revigorante. Pode ser usado na limpeza de pele, alívio de queimaduras, tratamento de lesões e infecções gerais como micose ou herpes. Cabelos oleosos e com caspa, também podem ser lavados com a água floral."

Preço: R$27,90 (200 ml)


"É adstringente e auxilia na emoliência da pele, diminuindo a oleosidade e estimulando a circulação. É um grande aliado para esteticistas no momento de extração de cravos e acnes, substituindo emolientes sintéticos e químicos. No ambiente pode ser borrifado para relaxamento da mente e indução do sono. Borrifar no travesseiro antes de dormir garante uma noite de sono mais tranquila."

Preço: R$27,90 (200 ml) 




"Mantenha a pele limpa e refrescada. O tea tree possui propriedades antibacterianas, antifúngicas e antimicrobianas, que ajudam a afastar as bactérias causadoras das acnes. A toranja é rica em vitaminas e também funciona como um adstringente leve, enquanto o junípero é antisséptico e ajuda a conservar a pele limpa e revigorada. Use a qualquer hora do dia para manter a pele renovada ou use na limpeza facial e na remoção da maquiagem."

Preço: R$66,50 (250g) ou R$33,20 (100g)



Como eu tenho usado:

1) Como "água termal"
Tem feito muito calor e a minha pele fica oleosa ao longo do dia. O ideal seria poder lavar o rosto e reaplicar protetor solar e maquiagem. Na prática, a maquiagem permanece no meu rosto por mais de 8 horas por dia. Nesse meio tempo, borrifo diretamente no rosto, espero secar mas sem esfregar, como se fosse uma água termal. Dessa forma, devido às características antibacterianas do tea tree, ambos os produtos evitam a formação de cravos e espinhas e deixam a pele mais "fresquinha", sem precisar retocar o pó, que no caso não beneficiaria a pele em nada, apenas daria efeito matificante.

2) Como tônico
Após a limpeza da pele com sabonete, aplico em um algodãozinho no rosto, fazendo movimentos circulares. Embora ambos sejam destinados a essa função, na minha pele nenhum deles foi suficiente para controlar a oleosidade e evitar o aparecimento de cravos e espinhas. Eu preciso de algo mais potente. Nesse caso, o que funciona melhor pra mim é misturar no algodão/toalhinha: vinagre de maçã + 3 borrifadas do hidrolato ou tônico da Lush. O cheiro não é dos melhores, mas essa combinação é excelente para a minha pele.

3) Refrescar o corpo
No final do dia, tenho usado no pescoço e no colo para refrescar e sinto que tanto os hidrolatos como o toner da Lush conseguem refrescar e "desinfetar" a pele. Eu gosto dessa sensação de refrescância que ambos dão.

4) Misturar no desodorante de cristal
Ao invés de molhar a pedra hume (desodorante de cristal de alúmen de potássio) com água apenas, borrifo com o hidrolato na pedra antes de passar nas axilas. Como o tea tree tem propriedades antissépticas, ele melhora um pouco a eficácia do cristal como desodorante.


Cheiro:
Nenhum deles é super forte nem super cheiroso. Ambos são suaves e lembram bastante o tea tree, que não é muito bom como a lavanda ou a rosa, na minha opinião.


Considerações finais:

Na minha opinião, são dispensáveis na rotina de cuidados faciais e eu vejo estes produtos mais como frescurinhas que possuem suas vantagens e facilidades. O ideal seria tomar banho e lavar o rosto com mais frequência, mas na prática nem sempre é possível e esses produtos ajudam no calor, principalmente quem tem a pele propensa à acne e transpira bastante.

O toner da Lush é água com adição de óleos essenciais, contém perfume e parabeno, enquanto o hidrolato é o resíduo da produção de óleos essenciais, acrescido de preservativos sintéticos não possivelmente tóxicos: benzoic acid e dehydroacetic acid. Na prática, quem tem mais experiência com óleos essenciais teria como fazer um DIY do toner da Lush caseiro (OE de Junípero + Grapefruit + tea tree diluídos em água. Como não vai ter conservante, a validade será reduzida), mas o hidrolato não teria como fazer. Além disso, o preço do hidrolato da Herbia é mais convidativo que o da Lush.

Obs: nem todo hidrolato é igual. Já testei os hidrolatos da Bioessência e continuo preferindo os da Herbia.

Obs: existem outras comparações que podem ser feitas com o Eau Roma Water da Lush e os hidrolatos de rosa e lavanda, por exemplo, mas eles funcionam melhor em peles sensíveis e normais/secas, que não é o meu caso.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Meus perfumes veganos / cruelty free



É uma luta comprar perfumes cruelty free e veganos! As opções no Brasil não são tão variadas e conseguir a combinação de fragrância agradável, boa fixação e fácil de encontrar a preços acessíveis pode ser um desafio, principalmente quando compramos no escuro.

Esses são os perfumes que eu comprei e tenho usado desde que me tornei vegana, em 2007. Não sou super fã de perfumes complexos, desses muito sintéticos e artificiais. Tenho a tendência de gostar de perfumes mais simples, principalmente os florais e frutados.


Pacifica - Island Vanilla e Indian Coconut Nectar

A Pacifica é uma marca vegana e tem várias opções de perfumes. Os ingredientes usados nos perfumes são naturais e contém óleos essenciais, com a vantagem de possuírem um maior poder de fixação.

O perfume Island Vanilla é a baunilha pura e simples. É docinho e confortável sem exageros. Devido à sua simplicidade, gosto de usá-lo combinado com outros perfumes. Em mim ele dura cerca de 5 horas. Ao longo do dia ele fica cada vez mais caramelizado.

O Indian Coconut Nectar tem a fixação menor que o Vanilla. Apesar de possuir notas de baunilha, o que predomina é o coco. Ele é mais docinho e pode ficar enjoativo, apesar de amar o cheiro de coco. Lembra o cheiro de manjar de coco, por isso pode não agradar tanto.

Ambos os perfumes eu tenho na versão roll-on. Diferente de outros perfumes em roll-on, este não deixa resíduo oleoso na pele e não tive problemas com vazamentos na bolsa. Mas eles podem ser encontrados também na versão spray e sólido. Comprei na loja iherb, que entrega no Brasil por US$12 (10 ml) cada.


Abercrombie & Fitch - 8

O 8 é o meu perfume preferido de todos os tempos, uso há cerca de 10 anos. É floral e levemente cítrico. Eu descreveria como um perfume "sexy sem fazer muito esforço". Ele possui base de baunilha, mas também tem jasmim, pêssego e sândalo. Eu costumo usar de noite no verão, apesar de preferir usá-lo durante o dia no inverno. A duração na pele depende bastante do tempo. No calor dura umas 4 horas, mas no frio a duração é muito maior.

A Abercrombie está na lista de marcas cruelty free da Peta. Ele pode ser comprado na loja da Abercrombie, mas me parece que a loja não envia perfumes para o Brasil. Uma outra forma é comprar pelo ebay ou em sites de compras como Mercado Livre ou o Enjoei.


Aquolina - Simply Pink

Ele lembra muito o cheirinho daquela bonequinha chamada Moranguinho (quem lembra?). Embora seja um perfume bem menininha adolescente, eu gosto de usar eventualmente. Aliás, ele me traz uma sensação boa e na pele o perfume é bem abaunilhado, dá pra reconhecer frutas vermelhas e é levemente cítrico. É um doce e azedinho ao mesmo tempo. E devido a isso, mesmo sendo doce, pode ser usado tranquilamente em dias quentes. Apesar de eu gostar, acho bastante provável que muitas pessoas não gostem dele e possam achar enjoativo por ser bem doce. Dura o dia todo na minha pele.

Custa cerca de R$60 por 30 ml em lojas como Americanas e Época Cosméticos.

A Aquolina é uma empresa italiana e não testa em animais nem é vendida na China, conforme resposta que eu recebi do SAC (usem o google tradutor):

"Gentile Eliana
la nostra politica aziendale è assolutamente contraria alla sperimentazione animale, pertanto nell’ottica di garantire comunque sui nostri prodotti  una corretta  valutazione della sicurezza e dell'efficacia, nel corso del progetto di  sviluppo delle nuove formulazioni,  vengono utilizzati protocolli di analisi alternativi con lo stesso obiettivo, garantire sicurezza e qualità per il consumatore.   A questo fine utilizziamo quindi le  più avanzate tecniche di valutazione in vitro affiancate da studi statistici dettagliati, appoggiandoci alle associazioni di categoria ed  alle principali Università italiane. Inoltre, la nostra R&D, lavora ricercando continuamente materie prime innovative nate da tecnologie avanzate che permettano attraverso lo studio della loro dettagliata bibliografia il supporto di  valutazioni sempre più precise ed efficaci in merito alla loro attività.
Tutto questo vuol dire che  cerchiamo di agire da protagonisti in merito alla lotta contro il problema della sperimentazione animale  garantendo il nostro contributo, dirottando cioè i test sul prodotto finito in direzioni diverse ovvero  formando una rete di collaborazione con università, laboratori e associazioni per divulgare e incoraggiare pratiche alternative alla  sperimentazione animale nel settore cosmetico locale e internazionale .
Cordiali saluti"
http://aquolina.it/eng/contatti


Lush - Vanillary

O Vanillary é tão querido que recebeu uma resenha para ele sozinho neste post: http://belezavegan.blogspot.com.br/2014/09/perfume-vanillary-da-lush.html

Lush - Sikkim Girls 

Este é um perfume marcante que eu adoro o cheiro na latinha, mas não em mim. Eu tenho a impressão de que ele deixa um rastro de perfume de mulher mais velha, meio perfume de vó! E não é só por causa do jasmim e da tuberosa. Tem também um musk amadeirado que lembra a incenso que não me agrada. Parece um perfume da Índia, oriental e bastante exótico, bem como diz a descrição. Acho que depende muito da pele e infelizmente não funcionou na minha. Mas não é um perfume ruim, pelo contrário. É um perfume rico e único. Eu consigo imaginar perfeitamente alguém amando ele. Ele dura muito na pele, assim como o Vanillary.

Eu tenho na versão sólida em lata, que é mais suave e eu achei a embalagem super prática. Não ocupa espaço para levar na bolsa. Como é uma cerinha, dá  aplicar nas pontinhas do cabelo para hidratar e perfumar.

A versão em latinha só é vendida na loja e custa cerca de R$60. Pela loja virtual da Lush é possível comprar o vidro (R$125 por 10 ml).


Herbia - Água Perfumada de Lavanda e Verbena

Apesar de não ser propriamente um perfume, ele poderia perfeitamente se transformar em um que eu ia amar. Eu uso para perfumar a roupa de cama e o quarto antes de dormir. O perfume é uma delícia e extremamente suave! É à base de álcool e óleos essenciais de lavanda e verbena branca.

Custa R$28 por 100 ml (nova versão) em lojas como a Lohas Store.

Riquezas da Terra - Lavanda e Mirra

Não é bem um perfume, eu diria que é um body splash natural. Ele é à base de álcool de cereais e contém óleos essenciais de lavanda e mirra. A fixação não é das melhores, já que se trata de um produto natural, sem substâncias fixadoras. No entanto, ele deixa um perfume muito agradável e é refrescante usar no calor. A mirra, para quem não conhece, tem um toque oriental, lembra um pouco alguns incensos, mas a presença da lavanda consegue contrabalancear bem. 

Eu estou usando antes de dormir ou para estudar em casa. Custa R$18 por 120 ml na loja virtual da empresa.


quinta-feira, 18 de junho de 2015

Sublime - Ritual Box de Junho: Spa moment


Para quem não conhece, a Ritual Box é um serviço de assinatura mensal de cosméticos cruelty free, veganos e preferencialmente naturais e orgânicos. Cada mês a caixa é enviada à assinante obedecendo a um ritual de cuidados ou um tema determinado. Para mais informações, visite o site da Sublime.

Neste mês a Sublime Rituais caprichou e selecionou cosméticos com o tema "Spa Moment". A escolha dos produtos foi pensada em um ritual de limpeza de pele facial e corporal, aliada à aromaterapia proporcionada pelos óleos essenciais presentes nos produtos. 

De todas as caixas que eu recebi da Sublime, essa foi a que eu mais me identifiquei e gostei dos produtos, principalmente porque eu tenho a pele facial oleosa e sensível. Por essa razão, eu estou sempre buscando por produtos muito específicos, que exercem função de remover oleosidade e ao mesmo tempo não agredir a pele.

Para começar, começo falando sobre o produto que mais me surpreendeu:

Sabonete de Eucalipto, Cedro, Limão Siciliano e Petit Grain da Boa Saboaria


A BOA é uma saboaria artesanal a qual fabrica sabonetes vegetais naturais, sem sulfatos, sendo a maioria deles vegano (alguns contém cera de abelha e própolis). 

Vale a pena citar a descrição deste sabonete porque eu senti exatamente isso:
Usando somente óleos naturais essenciais que têm o poder de restaurar o equilíbrio e a harmonia de nossos corpos, mente e emoções, trazemos para nós, o espírito e a alma das plantas, na forma mais concentrada de energia vegetal. Eles entram nas fórmulas da BOA, porque além de serem poderosos anti-sépticos, antibióticos e rejuvenescedores para a pele, suas fragrâncias naturais atuam de forma sutil no centro do nosso cérebro, trazendo surpresas e um êxtase silencioso pro nosso dia.
A fragrância cítrica e refrescante é deliciosa, perfuma o banheiro e deixa uma sensação de bem estar, muito agradável.

O sabonete limpa bem a pele sem ressecar e ainda dá uma leve hidratada devido à presença de óleo de amêndoas e azeite de oliva. Por esse motivo, não deixou a sensação de pele repuxando ou deu efeito rebote. A ausência de sulfato faz desse sabonete ser ideal também para peles sensíveis. 

Usei tanto no rosto como no corpo e percebi que ele funciona para ambos. Notei como ele foi capaz de cicatrizar e secar mais rápido machucadinhos e espinhas. Isso é graças à argila verde e aos óleos essenciais.

Cortei ao meio para usar no rosto e corpo. Ao cortar o sabonete em pedaços menores, economiza-se bastante, já que ele não fica inteiro derretendo em contato com a água.

Junto com o sabonete, veio uma bucha vegetal e eu gostei de usá-la nos pés.

Quem gosta de sabonetes artesanais, vale a pena experimentar!


O preço é bem carinho, mas levando em consideração os seus benefícios e que são sabonetes artesanais e naturais, possuem matéria prima de qualidade e demoram cerca de 40 dias para ficarem prontos (pelo processo cold press), acho que de vez em quando, num sábado de tarde ou num banho depois de um dia sem graça, é muito interessante.

Os outros sabonetes da marca também são tentadores: http://www.saboariaboa.com.br/

Água Floral Orgânica | Hidrolato de Lemongrass da Herbia e Argila verde da Terramater 

 

Eu já falei sobre o hidrolato de Tea Tree neste post, mas o de Lemongrass foi novidade pra mim. Ele possui um cheiro suave de chá (capim limão). O hidrolato contém o resíduo da fabricação de óleo essencial (no caso, capim limão e melaleuca), no qual são preservados basicamente os mesmos benefícios dos OEs. A diferença entre um hidrolato e um óleo essencial é que o hidrolato é bem menos concentrado. Dessa forma, o considero mais fácil de usar, principalmente em quem não tem o hábito de usar óleos essenciais.

Tanto o Lemongrass (capim limão) como o Tea Tree (melaleuca) são considerados benéficos à pele, principalmente as oleosas e com tendência a acne, já que são antissépticos, adstringentes, fungicidas e anti-inflamatórios. Pode ser usado como:

- tônico adstringente (borrifar em algodão ou toalhinha),
- borrifado diretamente no rosto ou no corpo;
- misturado à argila para máscara facial (até formar uma pasta homogênea);
- misturado à água para escalda pés (para matar os fungos!), 

Eu já experimentei hidrolatos de outras marcas, como o da Bioessência, mas o da Herbia é imbatível, na minha opinião.


Já comentei aqui no blog bastante sobre a argila verde. Ela é um produto que sempre salva a vida. Quando a pele tá um caos, sobrecarregada de maquiagem, oleosidade, sujeira, poluição, cravinhos e espinhas... é só lavar bem e aplicar a máscara de argila verde para que a pele volte a ter dignidade novamente. E é super importante hidratar bem a pele depois para evitar o efeito rebote.

Eu tenho um pacote de 1 kg que comprei por R$10 e não vi diferenças de resultados entre essa argila em sachê da Terramater. Pelo que pesquisei, o que difere entre elas é a forma de extração da argila e sua origem. A orgânica é proveniente de solos que não sofreram a ação de agrotóxicos.

Preço: Argila - R$8 e Hidrolato - R$28

Creme Esfoliante Corporal Andiroba com Lavanda, Alecrim e Sementes de Apricot da Arte dos Aromas



Achei o esfoliante orgânico da Arte dos Aromas bastante eficiente em remover células mortas da pele e ativar a circulação do corpo. Ele possui uma concentração ideal de grânulos obtidos da casca da semente de andiroba. Ao mesmo tempo, a manteiga de cacau e a aloe vera presentes na composição, deixam a pele macia e levemente hidratada, sem ficar oleosa. O cheiro é cítrico e refrescante proveniente dos óleos essenciais de lavanda, laranja, limão, alecrim e capim limão.


Por mais que eu adore testar esfoliantes corporais, eu AMO fazer os meus próprios esfoliantes a base de pó de café (pode ser a borra) e óleo de coco (o cheiro de café com coco é sensacional!), ou açúcar, óleo vegetal e óleo essencial de hortelã. Eles deixam a pele do corpo um pouco oleosa, mas eu não ligo.

Por essa razão, esse é o único produto da box que eu talvez não compraria, já que eu consigo fazer esfoliantes caseiros e economizar $. Mas quem não quer fazer em casa e procura por esfoliantes corporais ecológicos (sem micropartículas de polímero que são altamente poluentes), essa é uma opção.

Preço do esfoliante: R$39 por 188g


A revistinha que veio esse mês, a "Sublime Mag", contou com receitinhas árabes veganas maravis e super fáceis de fazer! Olha só esse falafel:



Na minha opinião, a caixa desse mês compensou o valor pago e foi mais proveitosa para quem tem pele mista/oleosa/acneica e curte uma aromaterapia. Para completar o momento spa, achei que faltou um óleo corporal de banho. Mas de qualquer forma, fiquei muito satisfeita com os produtos.

Preço total dos produtos desse mês: R$94
Preço da Ritual Box mensal: R$85 | trimestral: R$82 | semestral: R$79


A assessoria da Sublime Rituais me enviou a caixa para teste. A resenha dos produtos foi feita baseada na minha opinião sincera e o resultado na minha pele. O resultado pode variar de acordo com o tipo de pele de cada um.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Resenha | Shampoo e Condicionador de Lippia Alba da Herbia


Eu já falei bastante sobre a Herbia por aqui, mas para quem não conhece, é uma empresa cruelty free que só produz cosméticos naturais, orgânicos e isentos de ingredientes de origem animal. 

Há pouco tempo as embalagens da linha Lippia Alva foram reformuladas e num futuro próximo será a vez das embalagens da linha Lavanda e Verbena. Achei as embalagens mais bonitas que as anteriores e gostei do fato de os produtos não virem mais em caixas. Senti falta de menções como "produto vegano" ou "não contém ingredientes de origem animal". 


Dessa vez eu testei o shampoo e condicionador da linha Lippia Alba. A linha não contem sulfatos, petrolatos,  parabenos, corantes, nem fragrâncias sintéticas. Ela é composta por 11 óleos essenciais: limão, lavanda híbrida, lemongrass, lemongrass híbrido, citronela, laranja, menta, alecrim, patchouli, pau-rosa e erva-cidreira (Lippia Alba ou Verbena brasileira). Bom, só pela lista riquíssima, é possível prever que eles juntos resultam em uma explosão de fragrâncias e uma aromaterapia intensa! 

Sei muito pouco sobre aromaterapia, mas pelas minhas experiências e conversas com aromaterapeutas, os meus óleos essenciais fazem milagres para mim, tanto como descongestionantes nasais (hortelã e eucalipto no difusor ou em vaporização), como para relaxamento (lavanda em difusores) e tratamento de pele (gotinha de tea tree com óleo de jojoba no rosto). Quanto aos óleos  presentes na lista da linha da Herbia, o óleo essencial de alecrim é conhecido por estimular a circulação do couro cabeludo, que por sua vez, pode fazer o cabelo crescer mais fortalecido e, há quem diga, até mais rápido. Já o óleo de Lippia alba, tem propriedades anti-sépticas, bactericidas e adstringentes.

Além dos OEs, a linha possui extrato de açaí orgânico, extrato de camomila, óleo de castanha do Pará e extrato de Artemísia. No condicionador ainda contém óleos de babaçu e pracaxi, manteigas de cupuaçu, cacau e pantenol.

Durante quase 2 meses eu usei o shampoo e o condicionador, dia sim, dia não.


O shampoo:

O cheiro do shampoo é bastante forte e a fragrância que prevalece é a de erva-cidreira. Eu achei agradável, mas pessoas mais sensíveis podem achar forte demais. No cabelo seco, ainda é possível sentir o perfume, mas um pouco mais suave. 

Ele tem aspecto de gel e quando aplicado no cabelo é um pouco difícil de espalhar, mas a partir da 2ª lavagem dá pra usar a metade da quantidade no cabelo todo. 

Durante a lavagem, o cabelo fica macio e eu aproveito para massagear bastante o couro cabeludo para aproveitar todas as propriedades dos ingredientes. Nessa massagem, o cabelo embaraça um pouco.

O resultado no meu cabelo depois de seco é um couro cabeludo com aparência saudável e um cabelo sedoso com um brilho espelhado.

Ingredientes:



O condicionador:

O perfume não é tão forte como o shampoo e tem cheiro de manteiga vegetal. A consistência é molinha e não muito densa. Ele também é um pouco difícil de ser espalhado no cabelo, já que a sensação é de que o cabelo "suga" todo o produto. Aí eu acabo tendo que aplicar mais do que o necessário. Ah, sabe aquela sensação de cabelo derretendo? Ele não faz isso. 

O meu cabelo é fino, liso e propenso a embolar, além de conter resquícios de química nas pontas. A melhor forma que eu encontrei de desembaraçar meu cabelo, foi usando um pente de dentes largos no chuveiro, assim que eu aplico esse condicionador. Dessa forma, o cabelo desembaraça com facilidade e fica molinho. Se eu for desembaraçar quando saio do banho, é um pouco mais complicado, porque ele não é muito emoliente como um condicionador tradicional e, nesse caso, preciso de um creme de pentear ou leave in.

Depois de seco, o cabelo fica macio, sedoso, maleável e com perfume suave de erva-doce.

Ingredientes:




Minhas considerações:

Eu adorei o shampoo e gostei do condicionador. Talvez na hora do banho a lavagem não seja das mais fáceis e agradáveis, mas a gente acaba acostumando. Os resultados no cabelo depois de seco compensam! O brilho que eu vejo no cabelo é acima do normal. Enquanto o shampoo consegue limpar e retirar a oleosidade sem agredir os fios, o condicionador deixa o cabelo mais macio e hidratado.

Senti também que o meu cabelo clareou um pouco depois que comecei a usar essa linha. Acredito ser devido ao extrato de camomila. Se você possui tintura escura no cabelo, considere que ela pode desbotar.

Entre o perfume da linha lippia alba e da linha de lavanda, fico com o de lavanda, mas é uma preferência pessoal. 

Acredito que essa dupla seja uma opção muito bacana para quem busca por produtos de qualidade isentos de ingredientes agressivos e potencialmente tóxicos. Além disso, eu recomendo para quem não possui ou possui pouca química no cabelo. E, obviamente, a dupla é super adequada para quem faz "low poo".

O preço não é dos mais amigos, mas está na média dos cosméticos naturais e orgânicos. O shampoo e o condicionador custam R$39,90 cada na nova loja virtual da Herbia: lohas store.



Cabelo brilhando! *-*


Obs: A assessoria da Herbia me enviou o conjunto para teste. A resenha foi feita baseada na minha opinião sincera e o resultado no meu cabelo. O resultado pode variar de acordo com o tipo de cabelo de cada um. Em certos cabelos a transição de cosméticos convencionais para naturais pode levar um certo tempo para adaptação, por isso é preciso um pouco de paciência. Mas depois do período de adaptação, os resultados são visíveis.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Resenha: Hidrolato de Tea Tree da Herbia para peles oleosas e/ou acneicas


Descobri há pouco tempo o que é o hidrolato e vou explicar rapidamente aqui para quem se interessa por produtos naturais e orgânicos. Hidrolatos (também chamados de hydrosol, essential water, herbal distilate ou floral water em inglês) são subprodutos da produção de óleos essenciais obtidos através da destilação de plantas aromáticas.

Geralmente o pH dos hidrolatos varia de 5 a 6, fazendo com que possam ser usados diretamente na pele, como tônicos faciais, misturados em argila para máscaras, spray corporal etc. Os óleos essenciais quando aplicados diretamente na pele podem causar irritação por terem alta concentração. No entanto, o hidrolato possui as mesmas características dos óleos essenciais, mas com baixa concentração.

O tea tree (Melaleuca alternifoliaé especialmente indicado para peles oleosas e/ou acneicas. Vários estudos científicos indicaram o tea tree como uma alternativa ao benzoyl peroxide (um ácido eficaz contra acne). Alguns estudos a respeito das propriedades do OE de tea tree na pele são: esse, esse, esse e esse. Uma das vantagens é que o tea tree não provoca os efeitos colaterais que esses ácidos geralmente provocam (irritação, vermelhidão, descamação e ressecamento excessivo da pele). É uma alternativa mais natural e cruelty free (infelizmente esses ácidos em gel para acne são medicamentos e pertencem à laboratórios que testam em animais). Acho válido investir em alternativas naturais - e muitas delas são eficazes - quando se quer evitar cosméticos não-veganos. 

* Observação: alguns óleos essenciais são contra-indicados em casos de: alergia, gravidez, pressão alta, epilepsia, ferimentos abertos, diabetes, erupções cutâneas.



As formas de uso que eu experimentei até agora foram:

- Como solução na máscara de argila verde



Misturo 1 colher de argila verde com 1 colher de hidrolato mais 1 colher de água ou chá pronto.
Ambos ajudam na cicatrização de espinhas, diminuição de cravos, ativar a circulação e remoção de oleosidade. Deixo a máscara agir por 10-15 minutos e enxáguo. É importante hidratar bem a pele em seguida.

- Como tônico adstringente
Não borrifo na pele, mas em um algodãozinho. Achei que borrifar diretamente irrita um pouco a pele. Não é tão eficaz em remover resíduos de maquiagem ou sujeira na pele, mas remove oleosidade. Aplico ao acordar. Também misturei no meu tônico caseiro e ficou maravilhoso!! Gostei tanto que nem quero usar outro. Ah, e usar geladinho é excelente para fechar os poros. Receita nesse post.

- Spray para desodorizar os pés
O tea tree tem ação bactericida e fungicida. Por essa razão eu aplico depois do banho com os pés limpos e evito proliferação de fungos e bactérias.

- Secativo de espinhas
Olhando a composição de alguns secativos naturais de espinhas, vi que o OE de tea tree era o agente principal deles junto com a lavanda. A vantagem dele é que não provoca ressecamento em volta da pele como o ácido salicílico, por exemplo.
Apesar de poder usar o óleo essencial de tea tree na região da espinha com uma haste de algodão, o hidrolato é uma alternativa mais suave para quem tem pele sensível e também ajuda a cicatrizar. Eu não tenho problemas com o OE, então eu ainda prefiro usá-lo quando tenho alguma inflamação/espinha.

O hidrolato da Herbia custa R$22,90 no site da Herbia.

A assessoria da Herbia me enviou o hidrolato para teste. A resenha foi feita baseada na minha opinião sincera e o resultado na minha pele. O resultado pode variar de acordo com o tipo de pele de cada um. 


domingo, 12 de maio de 2013

Herbia: Shampoo e Condicionador de Lavanda e Verbena Branca


Para quem não conhece, a Herbia é uma empresa de cosméticos naturais e veganos, contendo insumos orgânicos certificados pelo IBD. Os cosméticos orgânicos da Herbia possuem em sua formulação óleos essenciais em maior teor, aumentando os benefícios das propriedades terapêuticas. Para saber mais sobre as propriedades dos óleos essenciais, veja este link. Além de shampoos e condicionadores a empresa trabalha com hidratantes, sabonetes, perfumes de ambiente e óleos essenciais.

Tenho usado o shampoo e condicionador de Lavanda e Verbena branca durante os últimos 10 dias. Apesar de ser indicado usar 3 vezes por semana, usei diariamente - tenho o hábito de lavar o cabelo todos os dias. Nesse meio tempo fiz uma umectação com manteiga de karité pura nas pontas, óleo de argan de vez em quando e protetor térmico da Alterna (Hemp Organics) quando sequei com secador. Usei também o reconstrutor orgânico da Giovanni, que uso normalmente 1 vez por semana. Esses são produtos que já fazem parte da minha rotina, independente do shampoo.

A primeira coisa que notei foi o cheirinho maravilhoso de lavanda e uma fragrância herbal de verbena. Amei o cheiro e ele fixa um pouco no cabelo depois de seco, mas de forma bem suave. Sabe quando o vento bate no cabelo e vc sente um cheiro gostosinho? É bem isso.

A textura do shampoo é um pouco menos viscosa que a de shampoos convencionais, mas espalhou direitinho e fez espuma normalmente. Dá uma sensação de refrescância e de couro cabeludo bem limpinho.

O condicionador tem textura bem firme, é cheirosinho também, mas achei um pouco difícil de espalhar, parece que o cabelo "suga" o condicionador e o cabelo parece não "amolecer". Poderia ser um pouco mais emoliente! O rendimento fica comprometido por conta disso. Tenho que emplastar de produto para fazer que ele desembarace! Mas é importante ressaltar que tenho muito cabelo e comprimento longo, além de já ter passado por várias descolorações e químicas. Tive um pouco de dificuldade de pentear o cabelo depois, mas intercalava um pouco de óleo de argan ou leave in da Alterna para desembaraçar. Quem tem cabelo normal e oleoso não deve precisar usar tanto condicionador assim.

Composição do shampoo à esquerda e do condicionador à direita

A conclusão que eu tirei foi que todos os produtos convencionas - com novecentas químicas nada saudáveis e dispensáveis na composição - não superam em nada o desempenho dessa dupla orgânica da Herbia. Sempre tive um pouco de preconceito quanto à shampoos e condicionadores naturais, achava que não dariam conta do recado, principalmente em cabelos danificados. Depois de ter usado uns produtos naturais que comprei no iherb e agora esse shampoo e condicionador da Herbia, mudei de opinião e acredito que, pelo menos em mim, eles fazem o trabalho direitinho e com direito à deixar um brilho lindo - o que não dispensa, claro, o uso de hidratações e finalizadores da rotina de cada um.

Tirei fotos para provar como o cabelo ficou brilhante, sedoso e nada ressecado. A raiz foi onde não sofreu influência de nenhum outro produto a não ser o shampoo da Herbia:



Obs: A cor da tintura já desbotou!!

O preço do conjunto (shampoo + condicionador) é R$36,90 na loja virtual. Acho o preço muito justo por um produto de qualidade orgânico. Quem tem algum receio em usar produtos naturais, ou acha o preço um pouco salgado, pode ser interessante revezá-los com um convencional que esteja usando.


A assessoria da Herbia me enviou o conjunto para teste. A resenha foi feita baseada na minha opinião sincera e o resultado no meu cabelo. O resultado pode variar de acordo com o tipo de cabelo de cada um. Em certos cabelos a transição de cosméticos convencionais para naturais pode levar um certo tempo para adaptação, por isso é preciso um pouco de paciência. Mas depois do período de adaptação, os resultados são visíveis.