Mostrando postagens com marcador Cativa Natureza. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Cativa Natureza. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Resenha | Veggie Box de Junho por Cativa Natureza


Eu recebi a Veggie Box há umas 3 semanas e durante esse tempo, consegui testar todos os produtos para que eu pudesse dar a minha opinião sobre cada um.

Para quem não conhece a Veggie Box e se interessou sobre como funciona e as edições passadas, eu já expliquei aqui.

A edição do mês de junho foi especial só com produtos da Cativa Natureza. Confesso que achei a edição desse mês a mais interessante de todas. Todos produtos que vieram eu já tinha certo interesse em testá-los e achei a toalhinha de rosto super fofa! Vieram pra mim:


Argila Negra



É uma argila rica em minerais usada para máscara facial ou corporal. Ela atua na pele removendo impurezas e oleosidade, além de ativar a circulação do sangue. É considerada a mais nobre das argilas.

Pessoalmente falando, ainda não testei no corpo, mas faço máscara facial de argila pelo menos uma vez por semana e sinto que ajuda muito para secar espinhas e evitar o surgimento de cravos, principalmente depois de um dia inteiro usando maquiagem. Parece que a pele respira melhor depois!

Eu misturo cerca de uma colher de argila com umas gotinhas de água, vinagre de maçã ou hidrolato de tea tree e deixo na pele até quase secar completamente. Quando começa a secar, removo a máscara com água. O ideal é não deixar secar completamente no rosto para evitar que a pele fique ressecada e avermelhada. E antes de aplicar a máscara, a pele deve estar limpa.

Se a sua pele não for oleosa, experimente aplicar somente na zona T ou adicionar umas gotinhas de óleo vegetal na mistura. Dessa forma, a hidratação da pele não vai ser sugada completamente.

Comparando com a argila verde, não consegui notar grandes diferenças. Mas percebi que a argila negra deixa a pele menos ressecada e mais macia, com aspecto de pele mais saudável. Agora no inverno, a argila preta está sendo uma boa alternativa.

Shampoo Sólido de Pitanga


Esse shampoo em barra foi o produto que eu mais tinha criado expectativas e queria muito ter gostado, mas infelizmente não me adaptei a ele. Tenho muita simpatia pela Cativa, por isso me sinto mal de fazer uma resenha tão negativa.


Para começar, achei a cor da barra bem feiinha e não atrativa. Acho que poderiam ter colocado algum corante natural. Mas se eu tivesse gostado muito do produto, relevaria. A questão estética não teria feito muita diferença na minha decisão de comprar novamente.

Corto a barra em partes menores e coloco numa saboneteira para evitar desperdício durante o banho.

O cheiro também não me agradou. A barra até tem um cheirinho cítrico/herbal gostosinho, mas durante o banho, deixa a desejar. Me pareceu cheiro de sabão de limpeza caseiro (minha avó fazia! rs). Depois de seco, o cabelo não fica com nenhum cheiro.

Durante o banho, tive certa dificuldade em lavar o cabelo todo. Achei difícil de espalhar, começou a embaraçar, mas percebi que faz espuma razoavelmente. Ele deixa a sensação de que o cabelo está super mega limpo e que retirou toda a oleosidade do couro cabeludo. Faz até barulhinho de cabelo limpinho.

O problema é que depois de seco, meu cabelo ficou com um aspecto muito estranho. Me pareceu ensebado, como se tivesse resíduo acumulado e totalmente opaco! Imaginei que pudesse ser porque eu não tinha enxaguado direito, mas na próxima lavagem, deixei meu cabelo enxaguando bastante depois do condicionador e mesmo assim o resultado foi semelhante.

A única coisa que eu gostei foi o mega volume que ele deixou na raiz. Meu cabelo é liso, fino, oleoso na raiz e escorrido na testa, e talvez esse seja o único shampoo que dá muito volume, mas a troco de cabelo com aspecto feio. Então pra mim não valeu a pena.

Só não foi um total fail porque estou usando como sabonete de rosto e corpo. Lembrando que essa foi a minha experiência. A Vivi (do blog SOS Vegan) que tem cabelo cacheado, gostou muito do shampoo.

COMPOSIÇÃO: orbignya oleifera seed oil (Óleo de Coco de Babaçu), sodium hydroxide, alcohol, glycerin, saccharum officinarum, decyl glucoside, citric acid, theobroma grandiflorum seed butter (Manteiga de Cupuaçu), copaifera officinalis oil (Óleo de Copaíba), eugenia uniflora extract* (Extrato das Folhas da Pitanga), aloe barbadensis extract (Extrato de Aloe Vera), melaleuca alternifolia extract* (Extrato de Tea Tree/Melaleuca), pelargonium graveolens flower oil (Óleo Essencial de Gerânio), salvea esclarea oil (Óleo Essencial de Sávia Esclerea), citrus nobilis oil (Óleo Essencial de Mandarina), CI 77891, aqua, citronellol, geraniol, linalool, limonene.

Fortalecedor de Unhas



Este produto está fazendo muita diferença nas minhas unhas. Não é uma base, mas pode ser usado antes do esmalte. É uma solução a base de óleos essenciais de cravo e tea tree e óleo de linhaça e andiroba. Estes óleos essenciais são anti-fúngicos e a o óleo de andiroba e linhaça são indicados para quem sofre de unhas frágeis e quebradiças.

As minhas unhas não são naturalmente frágeis, mas se fragilizam sempre que entro em contato com produtos de limpeza (sabão em pó, detergente etc).

Estou usando toda noite antes de dormir e percebi que as minhas unhas estão com um aspecto muito mais uniforme e saudável. Não notei nenhuma quebra, mas estou sempre lixando e mantendo elas num tamanho médio. Ah e o cheirinho de cravo é muito agradável.

Composição: eugenia caryophyllata essential oil, melaleuca alternifolia essential oil*, carapa guianensis oil*, linum usitatissimum seed oil*, tocopheryl acetate, eugenol, limonene.

Sabonete de Argila Verde


Ele já apareceu aqui no blog antes e a minha pele se dá muito bem com ele. Tem argila verde, melaleuca, menta e capim limão na composição, os quais são indicados para peles oleosas e propensas a acne. A pele fica sequinha e livre de oleosidade durante o dia. O cheiro é muito bom!



BB Cream 6 em 1 com FPS 20



Eu li algumas resenhas sobre o BB cream da Cativa, criei várias expectativas e fiquei curiosa sobre como ele se adaptaria a todos os tipos de pele.

O sachê que eu recebi foi o suficiente para 4 aplicações no rosto todo e eu usei nos 4 dias seguidos. 
Para começar, notei que a cor dele é rosada, com algumas partes contendo micas douradas e partes de óleo. O cheiro é suave, mas um pouco estranho, difícil de explicar!  

Na primeira vez que usei, lavei o rosto com sabonete facial, apliquei um tônico e passei o bb cream na pele seca. Senti que o produto não espalhava direito e secava muito rápido, antes mesmo de espalhar pelo rosto. Se eu forçasse espalhar o que secou, formavam bolinhas como se estivesse descascando. Consegui então bravamente aplicar no rosto inteiro de maneira super rápida.

No dia seguinte, apliquei o BB Cream da Cativa com um hidratante facial. Dessa forma, achei que ele deslizou melhor na pele, não descascou e ficou mais uniforme.

Notei que, apesar de deixar um acabamento sequinho, ele também deixa um glow super bonito na pele, mas sem nenhuma partícula de brilho aparente. Infelizmente o tom rosado não se adaptou à minha cor de pele (amarelada). Ficou uma divisão visível entre o pescoço e o rosto. Percebi também que a cobertura é bem levinha, apenas deixa a pele com um tom uniforme, mas não cobre todas as manchinhas. O ponto positivo é que ele dura o dia todo e permanece sequinho, parecendo que aderiu bem à pele. Também não obstruiu meus poros nem apareceram espinhas.

Eu não compraria novamente porque a cor ficou estranha em mim, mas acredito que em peles mais rosadas/pêssego, pode dar certo. Não saberia dizer se ele é adaptável a peles mais morenas e negras, apesar de ser indicado a todos os tipos de pele. Além disso, ter que usar um hidratante antes do BB cream (para ele poder deslizar na pele sem descascar) perde um pouco do sentido pra mim de usar esse tipo de produto. Lembrando que essa é a minha opinião. Vi que algumas pessoas gostaram, como foi o caso da Nyle (blog Lookaholic).

___


O valor total dos produtos foi cerca de R$73 sem contar com as amostrinhas e os brindes com tema da Veggie Box. Como a assinatura é R$89 e sempre tem descontos, achei que nesse mês compensou.
,
Ela pediu pra aparecer! Adora tirar fotos com as encomendas e faz até pose... <3<3<3


segunda-feira, 13 de abril de 2015

Ritual Box de março | Detox


A quem ainda não conhece: a Ritual Box é um serviço de assinatura mensal de cosméticos veganos, cruelty free e, sempre que possível, naturais e orgânicos. Fiz um post com a versão de natal neste link. O site com os preços e todas as informações é o https://sublimerituais.com.br/. 

A edição de março da Ritual Box da Sublime teve como tema o "detox". Eu entendo que o significado de detox no mundo dos cosméticos seja um processo de limpeza mais pesada da pele, por meio de removedores de impurezas e células mortas superficiais. E para fazer essa faxina, nada melhor que usar ingredientes simples, orgânicos e saudáveis. 

Apesar de ser adepta de chás e dos sucos verdes, não acredito em detox (ou desintoxicação do organismo) da forma que é divulgado por aí, até porque, se o nosso organismo está saudável, ele já é capaz de eliminar toxinas por si próprio. Por isso, vejo os sucos denominados detox apenas como sucos nutritivos, saudáveis e sempre bem vindos. 

Se o assunto é separar um momento para fazer uma limpeza "mais pesada" da pele, eu estou 100% interessada! Adoro fazer limpeza de pele caseira e eu percebo a diferença assim que termino.

Os produtos recebidos dessa caixa foram:

  • Ecobag com o logo da Sublime Rituals
  • Sabonete esfoliante "Maria da Selva" da Cativa Natureza (120ml)
  • Sachê refil da máscara de argila facial dourada da Bioart (30g)
  • Tônico de açaí da Ikove (120ml)
  • 3 sachês de chá verde, limão e gengibre orgânico da Tribal Brasil
  • Sublime Magazine (receitas, explicações sobre os produtos etc)


1. Sabonete esfoliante de tea tree e arroz da Cativa Natureza



Possui ingredientes como óleos essenciais orgânicos de tea tree e gerânio, extratos vegetais de mulateiro, lavanda, laranja doce, hibiscos, damasco, baunilha, jasmim e gengibre. Os grânulos a base de arroz são bem pequenos e abundantes. Contém glicerina e óleo de coco. 

Acredito que esse esfoliante seja mais adequado a peles mistas e oleosas. A minha pele é oleosa e sensível, com tendência a ressecamento em algumas regiões e acne em outras (ou seja, caótica).  

Eu já tinha usado o esfoliante de erva mate da Cativa e achei que o poder de esfoliação do "Maria da Selva" é muito mais eficaz. Além disso, ele não irritou a minha pele como o outro irritou. Como todo esfoliante, se a pele estiver seca, a esfoliação é mais poderosa que na pele úmida. Usei 2 vezes na semana e não senti ressecamento excessivo nem efeito rebote. Ele tem cheirinho cítrico e uma bolotinha rende para o rosto todo. De todos os produtos da box, esse foi o que eu mais gostei.

O preço é R$35.

2. Máscara de argila dourada da Bioart



Após o uso do sabonete esfoliante, usei a máscara de argila. Eu já usava máscara de argila toda semana, mas sempre a argila em pó. No entanto, essa argila é em forma de pasta e contém outros ingredientes como ativos hidratantes, óleo de semente de uva/resveratrol e vitamina E.

Aplico 3 camadas e espero secar e agir por 10 a 15 minutos. Retiro com água fria.

No início, eu sinto uma ardidinha. Mas como ela vem com ingredientes hidratantes junto com a argila, não dá sensação de repuxamento da pele - pelo contrário! Depois de removida, a pele fica extremamente macia e lisinha. Senti um leve clareamento da pele também, que é comum sentir ao usar argila na pele. Acredito que ela possa ser usada em qualquer tipo de pele.

Creio que o sachê de 30 gramas dure de 6 a 8 aplicações.  

O preço é R$25.

3. Tônico facial de acaí da Ikove 



Para finalizar a limpeza, o tônico facial. Este tônico contém óleos essenciais orgânicos de laranja doce, lavanda e mexerica, extrato de açaí, sálvia, camomila e cavalinha e aloe vera.

Apesar de eu ter uma certa antipatia com o péssimo serviço de atendimento ao cliente da Ikove, achei o tônico suave e eficaz. Aplico dando 3 borrifadas num algodão/toalha e massageando pelo rosto. Inacreditavelmente depois de tanta limpeza, este tônico conseguiu remover mais sujeira e resto de maquiagem sem ressecar a pele. Possui um perfume suave e agradável, lembra mexerica. Ele também pode ser aplicado diretamente no rosto, como uma água floral (ou hidrolato). 

O preço é R$38.


Depois de usar esses produtos, considero importante finalizar com um hidratante facial e um lip balm.

E por último, os sachês de chá verde orgânico com  gengibre e limão são sempre muito bem vindos. Eu tenho o costume de tomar chá verde diariamente devido ao meu metabolismo lento (quase parando). O chá verde e o gengibre são termogênicos conhecidos por acelerarem o metabolismo, por isso quem quer uma ajudinha para emagrecer, considere incluí-los na alimentação. 

O valor total dos produtos é de aproximadamente R$100 e o valor da assinatura mensal é de R$85/mês ou 3x R$80 em 3 meses ou 6x de R$76 por 6 meses.  

Receitas de sucos nutritivos 

Lista fofa e super útil! <3 


Obs: Caixa enviada para considerações no blog.

terça-feira, 24 de março de 2015

Resenha | Veggie Box de Fevereiro



Primeiramente peço desculpas pelo post um pouquinho atrasado. Além de preferir testar bem todos os produtos antes de resenhar, não tem me sobrado muito tempo durante a semana para postar. Estou com vários posts pra publicar, mas é só chegar o final de semana e o meu ânimo fica uma bosta só. Espero voltar à rotina de uma frequência boa de posts semanais, mas já adianto que os meus peludos tem sempre preferência :)

Quem chegou agora e não conhece a Veggie Box, recomendo a leitura dos meus posts anteriores aqui e aqui.

Nessa Veggie Box de fevereiro vieram:

  • Hidratante corporal hipoalergênico da MBoah, versão miniatura 36 ml
  • Hidratante para tattoo da MBoah, versão miniatura 36 ml
  • Sombra iluminadora em pó da Bioart
  • Gel dental da Cativa Natureza
  • Sachê perfumado da Feito Brasil
  • Necessaire "Veggie bag"


Começando pelos produtos que eu mais gostei, que foram os hidratantes corporais da MBoah:


Eu já fiz uma resenha do hidratante para pele seca nesse post e percebi pouca diferença para o de pele normal. Ambos hidratam sem deixar a pele oleosa/melequenta, além de serem rapidamente absorvidos pela pele. Já o hidratante para tattoo, é mais grossinho e tem maior poder de hidratação, indicado para os cuidados diários com a tatuagem. Ele hidrata e protege contra o desbotamento, deixando a pele tatuada mais viçosa. Dentre os ingredientes ativos na composição estão: o aloe vera, pantenol, manteiga de karité, vitaminas A e E... ou seja, ótimos ingredientes para pele. Eu gostei muito do fato de ambos não possuírem perfume!
Preço: R$24 cada.

O segundo produto favorito da box é a sombra iluminadora em pó da Bioart.


Eu já comentei sobre essa sombra neste post. Ela tem cor champagne rosada/pêssego com brilho dourado discreto. Ela é muito versátil e pode ser usada durante o dia ou à noite. Combina demais com cores mais escuras, como azul marinho. Uma outra forma de usar é misturar um pouquinho da sombra em pó na base líquida ou no primer facial para dar um glow na pele em ocasiões especiais. Juro que não fica muito purpurinada!
Preço: R$38


O produto que menos gostei foi o gel dental orgânico da Cativa Natureza por motivos de: incompatibilidade com o meu bolso. Confesso que adoro ver novos produtos veganos sendo lançados e fico querendo testar tudo, principalmente se forem orgânicos. Até cogitei continuar comprando esse gel dental quando testei, mas caí pra trás quando fui ver o preço: R$19,90.

Ela limpa direitinho os dentes e deixa um frescor como uma pasta de dente convencional, mas possui um gostinho amargo, que acredito ser do óleo essencial de melaleuca. A textura é em gel quase líquido e faz pouca espuma na escovação.

Para quem se preocupa em usar cremes dentais sem flúor e com composição mais natural possível, vai gostar. Mas se a intenção for para ser usada por crianças (engolir flúor não é bom), não acho que ela vá se adaptar devido ao gostinho amargo da melaleuca. Nesse caso, acredito que o creme dental orgânico sem flúor da Contente tenha maior aceitabilidade, já que é mais docinha.


O sachê perfumado da Feito Brasil é gostosinho e já está perfumando minhas roupas na gaveta. Ele tem um cheirinho amadeirado e doce ao mesmo tempo. A necessaire "Veggie Bag" é super fofa em pano e fácil de lavar.

Deu pra notar que a soma dos preços dos produtos superou o preço cobrado pela Veggie Box (R$89,90 por mês e frete grátis para quase todo o país) e é uma forma bacana de testar produtos.


Essa Veggie Box não teve a curadoria de uma pessoa em específico, mas como no dia 8 de março foi o dia internacional da mulher, ela veio com um texto e um poema. Como crítica construtiva, eu acredito que essa era uma oportunidade de dizer sobre empoderamento e autonomia de mulheres, sobre a luta pela ética e igualdade social e sobre como a inferiorização e o alto índice de violência contra as mulheres no Brasil devem ser lembrados e discutidos. É um dia de luta e não de homenagens com poesias e flores, tratando mulheres como seres puros de luz. Espero que na próxima vez esse fato seja considerado.


segunda-feira, 16 de junho de 2014

Produtos que eu não compraria de novo


Às vezes eu sinto que alguns produtos não valeram a pena o investimento. É tão chato jogar dinheiro fora que eu resolvi mostrar aqui alguns produtos que eu não gostei e não compraria novamente. Talvez ajude quem esteja com dúvida em comprar. E é importante dizer que eles não deram certo comigo (seja pela cor errada, pela ineficácia, pelo cheiro etc), mas podem dar certo com outra pessoa. De qualquer forma eu vou dizer os motivos de não terem dado certo e explicar com argumentos do porquê de não querer comprá-los novamente. Não tenho absolutamente nada contra as marcas, apenas não gostei dos produtos em específico.



1. Gel esfoliante orgânico da Cativa Natureza
Eu não sei porque ainda compro esfoliantes, já que é possível encontrar os melhores esfoliantes na nossa cozinha (café, aveia, fubá, açúcar etc).
Esse esfoliante da Cativa é vegano e possui a formulação muito rica, composta por ingredientes naturais e orgânicos, mas os grânulos são muito fininhos e não fazem um trabalho eficaz em esfoliar bem a pele do rosto. Não sinto que ele remove as células mortas nem os pontos pretos. Além disso, eu acho que ele sensibiliza demais a minha pele, de forma a deixá-la toda vermelha e ardendo. Enfim, se você busca um esfoliante facial para ativar a circulação do rosto, experimente usar o fubá ou a aveia no rosto com movimentos circulares. Para remover células mortas e pontos pretos, faça máscara de argila verde que é mais eficaz que esfoliantes comerciais.

2. Primer de olhos na cor champagne da Elf
Quando comprei esse primer, achei que fosse ser um primer de olhos com a proposta similar ao primer potion da Urban Decay na cor "Sin". Mas não! Ele possui partículas de brilho enormes, tão grandes que qualquer sombra aplicada em cima não faz essas partículas sumirem. A não ser que você queira esse efeito nada discreto de sombra disco ball de criança de 12 anos, eu não acho que ele seja um primer que valorize a pálpebra ou a sombra. Ainda bem que só custou 1 dólar!
Obs: o primer mineral da Elf, por outro lado, possui pigmentação clarinha opaca e é um dos meus preferidos.

3. Máscara incolor para cílios e sobrancelhas da Elf
Esse rímel incolor não faz absolutamente nada com os meus cílios, não define, não curva, não hidrata... ou seja, pra mim é inútil. Já o gel para sobrancelhas pareceu que eu passei gel de cabelo. Elas ficaram durinhas (e não arrumadas como deveriam) e no final do dia eu fiquei com pelotinhas de gel. Tipo: grotesco! Mais uma vez, ainda bem que custou super baratinho.

4. Corretivo em creme da Alverde
Pra começar, ele possui fragrância e ela me incomodou bastante. Além disso, a cor é nada a ver pra mim, super acinzentado! A cobertura não é das melhores. E para fechar com chave de ouro, ele é não é sequinho e deixa a pele com aparência bastante oleosa.

5. Base na cor 2 medium da Alva
Quando comprei a base e comecei a usar com certa frequência, eu gostei muito dela e até fiz resenha aqui no blog. Ela tem ingredientes ótimos, não obstruiu meus poros, não causou espinhas e tem cobertura levinha. No entanto, agora que estou mais clara, a cor dela fica muito rosada pra mim e não dá nem para disfarçar. Além disso, ela não segura a oleosidade nem no frio. A cor número 1 é o oposto: muito amarelada! Se estiver pensando em comprá-la, recomendo testar a cor na pele do rosto antes para não se arrepender.

6. Primer facial HD da NYX
A não ser que você seja muito branca ou queira fazer maquiagem artística com a cara toda branca, esse primer não é ideal para ser usado em pessoas com a cor de pele bege, morena ou negra. Ele deixa a pele branca azulada e nem a base por cima consegue disfarçar. Além disso, como função de primer, ele não controla a oleosidade, não disfarça os poros nem prolonga a maquiagem. Tem o cheiro bem estranho também. Eu não tirei fotos com ele, por isso não sei dizer se fotografa bem como anunciado.

7. Gel facial guaraná, mate e levedura da Multivegetal
Não sei dizer se tive alguma reação alérgica com determinado ingrediente, mas toda vez que eu uso esse gel, fico com o rosto ardendo e o nariz coçando por muitos minutos e depois alivia. Já usei o óleo essencial de menta com óleo vegetal no rosto e sei que não é ele quem causa essa sensação. Tive a mesma reação com o gel esfoliante para peles oleosas da marca e também não me adaptei. Sinto a pele bem sequinha após usá-lo e o cheiro de ervas com menta não é ruim. Mas essa sensação de ardência inicial é tão desagradável para mim, que não valeu a pena e eu tenho até medo de usar.

8. Loção de tea tree para controle de oleosidade da Desert Essence
Esse hidratante facial tem a fórmula tão rica em óleos vegetais, óleos essenciais e ingredientes nutritivos, preço tão em conta, que eu não me conformo de não ter me adaptado a ele. Eu tenho uma reação alérgica cada vez que uso, fico com a pele do rosto toda ardendo e queimando durante alguns minutos. É desesperador! É muito mais forte que o da Multivegetal. Fico parecendo um pimentão e isso não é nada agradável. haha Ah, e ele não segura a oleosidade por muito tempo.

9. Shampoo para cabelos loiros da Éh
Eu comprei esse shampoo há bastante tempo e já foi promovido a shampoo de lavar pincéis. Na época a empresa alegava que os produtos eram veganos, mas hoje não são mais. Ele é indicado para cabelos loiros e tudo o que ele fez foi ressecar e fazer meu cabelo virar uma palha. Não achei que ele desamarela ou realça a cor.

10. Máscara de Buriti Amazônia Preciosa da Surya
Como disse nessa resenha, essa máscara infelizmente não cumpre o que promete, que é reparar e hidratar cabelos tingidos. Ela não é emoliente o suficiente também e a forma de aplicação não é amigável.

11. Dekap Color da Yamá
Esse produto deveria receber o prêmio gambá. O cheiro é horrível! É o pior de todos os cheiros do mundo!! haha! Ele desbota a cor do cabelo tingido até que bem, mas aguentar esse cheiro no cabelo depois de seco e depois até de 3 lavagens é dureza. Eu usei tudo quanto é perfume e óleo essencial no cabelo e o cheiro de esgoto/chorume/ovo podre não sai. Pelo menos ele te encoraja a não tingir o cabelo sem antes pensar umas 35 vezes.


terça-feira, 29 de outubro de 2013

Sabonete de argila verde da Cativa Natureza



Recentemente eu aproveitei que estava por perto e fui na loja da Cativa Natureza em São Paulo. Acabei comprando algumas coisinhas, tudo é tão cheiroso e as funcionárias são super solícitas! A Cativa não faz testes em animais, produz cosméticos mais naturais/orgânicos e, segundo a proprietária, os produtos que não são veganos por conterem insumos animais são os que contém própolis e mel como a Linha Pele Oleosa, um dos sabonetes corporais (própolis e mel) e o lip balm com cor que contém lanolina.


Os produtos da Cativa tem certificação do IBD. Para quem não sabe, o IBD e o ECOCERT são certificadoras que proíbem testes em animais e o uso de matérias-primas que levem à morte ou causem danos aos animais, porém ambas autorizam o uso de matérias-primas de origem animal , desde que elas não tragam prejuízos aos animais e não haja substitutos. Sabemos que não existe essa história de "não tragam prejuízos aos animais". A indústria leiteira SEMPRE traz prejuízos aos animais, por exemplo. A morte não é o único "prejuízo". O ideal nesse caso, é ler os ingredientes no rótulo e procurar por ingredientes que podem conter leite, lanolina etc.

Tenho usado de 2-3 vezes por dia o sabonete para peles oleosas com argila verde. Há também outros sabonetes para cada tipo de pele, como o de argila vermelha para pele madura, o amarelo para pele delicada e o de argila branca para peles normais.

A sensação depois de lavar é de pele totalmente sem oleosidade. O sabonete retira mesmo a oleosidade e faz uma limpeza muito profunda. Não acho que minha pele seja mega oleosa, então senti que deu uma ressecada. Experimentei não usar nada em seguida e deu efeito rebote, a pele começou a produzir mais sebo que o normal, mas não senti repuxar. Por essa razão, é imprescindível usar um tônico e um hidratante de qualidade depois. Não acredito que deve dar certo para peles mistas.

Meu namorado também comprou para usar no rosto e gosta muito (ele não é tão chato como eu e tem a pele mais oleosa).

Por enquanto, acho que não vou continuar usando como sabonete diário. Vou guardar para levar em viagens e para quando tiver que levar na bolsa, pela praticidade de ser em barra e pequeno.

A duração é muito boa apesar do tamanho. É só não colocar ele embaixo da torneira por mais tempo que o necessário, que dura bastante. Estou usando há quase 1 mês e nem chegou na metade.

O cheiro é ótimo, lembra erva cidreira e menta, super refrescante.

O sabonete tem 60 g e custou R$16,00.

A composição é excelente: