Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta veggie box. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta veggie box. Classificar por data Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Veggie Box: Assinatura mensal de cosméticos veganos no Brasil



Há alguns dias eu postei sobre um serviço de assinatura mensal de cosméticos veganos - o "Vegan Beauty Box" da Vegan Cuts. No entanto, a caixa vinha dos Estados Unidos e levava muitos dias para chegar ao Brasil. Pessoalmente eu já me acostumei a esperar 1 mês para receber encomendas, mas nem todo mundo tem paciência de esperar.

A novidade é que há um projeto seguindo mais ou menos a mesma ideia aqui no Brasil - a "Veggie Box".

As vantagens desse tipo de assinatura é que se tem a oportunidade de conhecer uma variedade de produtos veganos e marcas por preços mais baixos, além da comodidade de receber os produtos em casa, quando na maioria das vezes, muitos desses produtos não são fáceis de encontrar em lojas físicas.

Antes de sair do papel, os criadores do projeto deram início a um sistema de crowdfunding (ou a famosa "vaquinha") para arrecadar $$, já que, segundo eles, investir em cosméticos veganos é um pouco arriscado no Brasil; a maioria das pessoas ainda não se preocupa em escolher produtos de beleza mais éticos. Basta 5 minutos na "blogosfera" de produtos de beleza para perceber isso. As pessoas sabem que certas empresas de cosméticos testam em animais, mas não estão dispostas a deixar de comprar da marca preferida pela causa.

Confesso que demorei a entender como funciona essa "vaquinha", mas é a forma que eles conseguiram de angariar fundos. Dessa forma, eles pretendem iniciar esse projeto assim que a meta for alcançada. E caso essa meta não seja alcançada, os contribuintes receberão a primeira "Veggie Box", mas o serviço de assinatura poderá não ser concretizado.

Fui convidada para selecionar produtos que eu considero interessantes para essa primeira Veggie Box! Ainda não sei quais os produtos foram escolhidos (houve a necessidade de se adequar às empresas parceiras). Pode ser que tenha lip balm, esmalte, pincel de maquiagem, sabonete etc...é surpresa!

Cada caixa irá conter de 4 a 7 produtos (incluindo amostras e full size), todos de empresas que não testam em animais e sem ingredientes de origem animal. Haverá também alguns produtos com certificado de orgânico. Nas edições seguintes serão escolhidas novas blogueiras para curadoria dos produtos. Ao que tudo indica, a primeira box será enviada no dia 20 de janeiro de 2015.

Veggiebox

Podem esperar produtos de empresas como Surya, Feito Brasil, EcoTools e Arte dos Aromas. Há projetos de conseguir parcerias com empresas internacionais também!!

Por enquanto os produtos são considerados universais, mas num futuro é possível que haja uma forma de personalizá-los a partir da cor/tipo da pele e cabelo, por exemplo.

Há várias formas de apoiar essa campanha:



Os links da campanha são esses:

- Página do Facebook
- Site da Veggie Box
- Site da campanha

Vídeo da campanha:



Obs: como é tudo novo, acho super importante opinar e dar sugestões a eles. O contato pode ser feito nesse link.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Resenha dos produtos da Veggie Box de março


O post está um pouquinho atrasado, mas aí vai a resenha com a minha opinião sobre os produtos da Veggie Box de março.

Quem chegou agora e ainda não conhece o serviço, eu explico sobre a Veggie Box neste post.

Os produtos recebidos deste mês foram:

  • Esmalte "Disco Dress" da Color Club
  • Lápis de olho preto da Elke
  • Sabonete de argila branca da Boutique do Corpo
  • Esponja de banho da Orgânica
  • Amostra de shampoo e condicionador da Surya
  • Amostra de absorventes orgânicos da Natracare

Vou começar com o produto que eu mais gostei e achei a maior "bola dentro" da Veggie Box.

1. Esmalte "Disco Dress" da Color Club



Os esmaltes da Color Club são importados através da Oceane Femme. Eles não testam em animais e os esmaltes não contém ingredientes de origem animal. Além disso, não possuem tolueno, formaldeído e Dibutilftalato (DBP), os quais são substâncias químicas causadoras de alergias e encontradas nas fórmulas da maioria dos esmaltes convencionais.

A cor "Disco Dress" é um roxo opaco maravilindo de cair o queixo. Achei a textura com qualidade superior aos esmaltes nacionais de farmácia e também senti que ele seca mais rápido. A duração foi de 3 dias sem usar base ou finalizadores. Não sei se foi impressão minha, mas achei que ele muda de cor com o tempo.

Preço aproximado: R$20


2. Sabonete de argila branca e macadâmia da Boutique do Corpo



Eu não conhecia a marca Boutique do Corpo e achei legal ter mais uma opção de sabonete vegetal. O sabonete é artesanal a base de glicerina vegetal. Achei um sabonete cremoso normal com cheiro de sabonete convencional. Ele faz espuma e retira a oleosidade da pele sem ressecar excessivamente. Adorei a embalagem com o símbolo de cruelty free.
Comigo não funcionou usar no rosto.

Esse sabonete não pode ser considerado natural devido à presença de sulfato.

Preço aproximado: R$5,90.

3. Lápis de olho preto da Elke


Esqueci completamente de guardar a embalagem com a composição, desculpem!

Este lápis é facilmente encontrado em farmácias e perfumarias aqui em BH. Pelo preço, acho um excelente custo-benefício. A textura é macia, fácil de esfumar e é super pretinho. A duração não é das melhores, mas é só usar um primer de olhos que ele fixa o dia inteiro. Por ser muito cremoso, ele é uma ótima base para sombras.

Preço aproximado: R$13.


Um dos ingredientes presentes na composição é a cera de abelha/cera alba (beeswax) e eu questionei a Veggie Box a respeito disso. A resposta foi a seguinte: 

"Já imaginávamos que o produto causaria polêmica, pelo (beeswax). Esse produto não contém essa composição na fórmula. O que ocorreu foi esse componente foi retirado da formula do produto em Janeiro, porem o produto não pode ser comercializado por uma questão estratégica da propria Elke sem essa informação. Nós argumentamos com eles nessa questão , mas informaram que ainda possuem milhares de embalagens com essa informação mesmo após a mudança. E uma coisa surpreendente a Elke possui cerca de 10 produtos que são veganos/cruelty free. Porem em sua descrição tecnica informam que são convencionais isso é um questão interna de posicionamente de marketing deles."

Eu achei um tanto estranho um produto possuir uma composição diferente da que está alegada no rótulo, já que alérgicos podem comprar achando ser uma coisa enquanto compram outra. O que nos resta é acreditar na palavra da empresa, mas eu não compraria da Elke até a embalagem vir com a informação correta.

Há quase 2 anos eu fiz a resenha de um lápis marrom da Elke aqui no blog e, segundo o SAC, ele não possuía nada de origem animal, nem nada suspeito composição. Atualmente os lápis vem com uma fórmula diferente. Infelizmente, algumas empresas mudam a fórmula sem mais nem menos e não temos controle sobre isso.

4. Esponja de banho da Orgânica


Eu já conhecia de nome a Orgânica em supermercados. É uma marca de produtos para banho como acessórios, escovas, buchas, sabonetes em barra e líquido e hidratantes corporais. O rótulo alega que os produtos são "puro vegetal", no entanto, todos contém 1% de mel. Eu já tentei contato com a empresa pedindo explicações, mas nunca me responderam.

A bucha é em nylon com formato de rosa.

Preço: R$9


5. Amostra de shampoo e condicionador da Surya

Eu usei esse shampoo por muito tempo há anos. Sou apaixonada pelo perfume do shampoo e do sabonete líquido de morango e buriti. Atualmente eu não costumo usar porque ele resseca o meu cabelo e o condicionador não é suficiente para hidratar, desembaraçar e deixar sem frizz. Para quem tem cabelo normal e sem químicas, é uma boa opção de shampoo e condicionador veganos baratos. 


6. Amostra de absorventes orgânicos da Natracare

A Natracare é uma empresa gringa de absorventes orgânicos e naturais e não testa em animais. Aqui no Brasil eu desconheço uma marca de absorventes cruelty free. Além disso, eles não causam alergias e não são feitos com plástico e não contém perfume.

Eu uso e recomendo altamente os coletores menstruais de silicone, mas quem prefere usar absorventes, a Natracare é uma opção vegana e ecológica.

Nesta caixinha veio uma amostra de absorvente externo, um protetor diário de calcinha e um absorvente interno.



Obs: nesta edição da Veggie Box veio uma cartinha com um poema sobre as mulheres (em homenagem ao dia 8 de março) e eu queria deixar a minha opinião. Se a ideia é ser uma box com um diferencial, será que não é hora de evitar textos irrelevantes que reforçam estereótipos e machismo? Uma mensagem sobre direitos animais seria ótimo. Melhor ainda se viesse em formato PDF para evitar papel.



Sugerir que toda mulher sonha com um príncipe encantado pode acabar nos ofendendo. Eu sei que a intenção era de agradar, mas achei desnecessário. Será que todas as mulheres podem ser estereotipadas desse jeito? Certamente não. Vivemos numa época na qual estamos reafirmando a existência de uma enorme variedade de comportamentos e interesses. Algumas de nós não estão buscando príncipes, mas princesas (aliás, a expressão "príncipe encantando" é tão 1930!). Outras mulheres não estão buscando ninguém, simplesmente porque preferem ficar sozinhas. Essa frase reforça a ideia de que não somos boas o suficientes e precisamos de um homem para dar sentido à nossa vida. É um tanto constrangedor achar que hoje em dia a mulher trabalha, estuda, dirige, é independente financeiramente e ainda tem que esperar por um príncipe encantado.

terça-feira, 24 de março de 2015

Resenha | Veggie Box de Fevereiro



Primeiramente peço desculpas pelo post um pouquinho atrasado. Além de preferir testar bem todos os produtos antes de resenhar, não tem me sobrado muito tempo durante a semana para postar. Estou com vários posts pra publicar, mas é só chegar o final de semana e o meu ânimo fica uma bosta só. Espero voltar à rotina de uma frequência boa de posts semanais, mas já adianto que os meus peludos tem sempre preferência :)

Quem chegou agora e não conhece a Veggie Box, recomendo a leitura dos meus posts anteriores aqui e aqui.

Nessa Veggie Box de fevereiro vieram:

  • Hidratante corporal hipoalergênico da MBoah, versão miniatura 36 ml
  • Hidratante para tattoo da MBoah, versão miniatura 36 ml
  • Sombra iluminadora em pó da Bioart
  • Gel dental da Cativa Natureza
  • Sachê perfumado da Feito Brasil
  • Necessaire "Veggie bag"


Começando pelos produtos que eu mais gostei, que foram os hidratantes corporais da MBoah:


Eu já fiz uma resenha do hidratante para pele seca nesse post e percebi pouca diferença para o de pele normal. Ambos hidratam sem deixar a pele oleosa/melequenta, além de serem rapidamente absorvidos pela pele. Já o hidratante para tattoo, é mais grossinho e tem maior poder de hidratação, indicado para os cuidados diários com a tatuagem. Ele hidrata e protege contra o desbotamento, deixando a pele tatuada mais viçosa. Dentre os ingredientes ativos na composição estão: o aloe vera, pantenol, manteiga de karité, vitaminas A e E... ou seja, ótimos ingredientes para pele. Eu gostei muito do fato de ambos não possuírem perfume!
Preço: R$24 cada.

O segundo produto favorito da box é a sombra iluminadora em pó da Bioart.


Eu já comentei sobre essa sombra neste post. Ela tem cor champagne rosada/pêssego com brilho dourado discreto. Ela é muito versátil e pode ser usada durante o dia ou à noite. Combina demais com cores mais escuras, como azul marinho. Uma outra forma de usar é misturar um pouquinho da sombra em pó na base líquida ou no primer facial para dar um glow na pele em ocasiões especiais. Juro que não fica muito purpurinada!
Preço: R$38


O produto que menos gostei foi o gel dental orgânico da Cativa Natureza por motivos de: incompatibilidade com o meu bolso. Confesso que adoro ver novos produtos veganos sendo lançados e fico querendo testar tudo, principalmente se forem orgânicos. Até cogitei continuar comprando esse gel dental quando testei, mas caí pra trás quando fui ver o preço: R$19,90.

Ela limpa direitinho os dentes e deixa um frescor como uma pasta de dente convencional, mas possui um gostinho amargo, que acredito ser do óleo essencial de melaleuca. A textura é em gel quase líquido e faz pouca espuma na escovação.

Para quem se preocupa em usar cremes dentais sem flúor e com composição mais natural possível, vai gostar. Mas se a intenção for para ser usada por crianças (engolir flúor não é bom), não acho que ela vá se adaptar devido ao gostinho amargo da melaleuca. Nesse caso, acredito que o creme dental orgânico sem flúor da Contente tenha maior aceitabilidade, já que é mais docinha.


O sachê perfumado da Feito Brasil é gostosinho e já está perfumando minhas roupas na gaveta. Ele tem um cheirinho amadeirado e doce ao mesmo tempo. A necessaire "Veggie Bag" é super fofa em pano e fácil de lavar.

Deu pra notar que a soma dos preços dos produtos superou o preço cobrado pela Veggie Box (R$89,90 por mês e frete grátis para quase todo o país) e é uma forma bacana de testar produtos.


Essa Veggie Box não teve a curadoria de uma pessoa em específico, mas como no dia 8 de março foi o dia internacional da mulher, ela veio com um texto e um poema. Como crítica construtiva, eu acredito que essa era uma oportunidade de dizer sobre empoderamento e autonomia de mulheres, sobre a luta pela ética e igualdade social e sobre como a inferiorização e o alto índice de violência contra as mulheres no Brasil devem ser lembrados e discutidos. É um dia de luta e não de homenagens com poesias e flores, tratando mulheres como seres puros de luz. Espero que na próxima vez esse fato seja considerado.


segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Ritual Box da Sublime - dezembro


A Ritual Box é mais um serviço brasileiro de assinatura mensal de cosméticos veganos (não testados e sem ingredientes de origem animal), similar à Veggie Box, que eu tive o prazer de participar na curadoria. Como vegana e apaixonada por cosméticos, está sendo muito legal vivenciar essa época na qual surgiram simultaneamente no Brasil duas empresas que oferecem caixas-surpresa recheadas de cosméticos comprometidas com a qualidade dos produtos oferecidos e com a iniciativa de enviar somente cosméticos veganos. Dessa forma, cada um decide por assinar as duas ou escolher a que mais se identifica. Minha esperança é que ambas cresçam e atinjam novos públicos, já que a abordagem de produtos cruelty free/veganos em blogs brasileiros ainda é bem restrita.

A diferença entre as duas é que a a seleção dos produtos da Veggie Box possui participação de blogueiras do ramo de cosméticos, enquanto a escolha da caixa da Ritual Box é feita pela própria Sublime Rituais, a qual é inspirada em um tema diferente por mês, remetendo sempre a um ritual de beleza. Por exemplo, no mês de janeiro a Ritual Box teve como tema o verão ("quente como o verão"). Assim, os produtos foram selecionados para essa época do ano e um deles foi o gel pós sol da Cativa Natureza. A fundadora Isadora explicou nesse vídeo mais detalhes sobre a proposta da Ritual Box de verão. 

Eu recebi a caixa de dezembro, que teve como tema o Natal. 


Produtos:

- Cartão contendo a descrição de todos os produtos da caixa
- Revista (Sublime Mag) com receitas (algumas são ovo-lacto :/)
- 2 pinhas
- Sachê de perfume
- Shampoo de castanha da Arte dos Aromas 250 ml
- Esfoliante corporal da Arte dos Aromas 250 ml
- Condicionador de castanha da Arte dos Aromas 30 ml
- Sombra iluminadora da Bioart 1,6g
- Shower gel da Vyvedas 300g

Os produtos que eu mais gostei foram o shampoo de castanha e a sombra iluminadora. 

O shampoo da Arte dos Aromas tem consistência cremosa e cor perolada. Apesar de conter sulfato, ele é muito hidratante e deixou meu cabelo brilhante e macio, nada ressecado e sem frizz nas pontas. No entanto, como eu tenho a raiz do cabelo oleosa, nos dias seguintes à lavagem, senti aumento de oleosidade. Ele é indicado para cabelos secos, tingidos e danificados e acredito que seja uma ótima opção para quem precisa de shampoo hidratante e ainda não se adaptou a shampoos sem sulfato. Ah, e eu senti falta de uma válvula pump para evitar o desperdício na hora de aplicar.


A sombra iluminadora da Bioart em pó tem composição natural e mineral. A cor é meio champagne/pêssego com brilhos dourados. O brilho é discreto na pálpebra e quando misturada com a base, dá um "glow" lindo na pele.

Sombra aplicada com pincel umedecido com água para dar efeito metalizado

Sem flash - aplicada sobre primer
Com flash

Eu gosto muito de maquiagem mineral e sempre comprei de marcas internacionais (Silk Naturals, Concrete Minerals etc) e fico muito feliz de ver que existem opções nacionais.

O produto que eu menos gostei foi o shower gel da Vyvedas. A consistência é boa e ele limpa direitinho a pele do corpo sem ressecar, mas pessoalmente eu não curto perfumes amadeirados nem de óleo essencial de Ylang Ylang. Para quem evita substâncias polêmicas, ele também contém 3 tipos de parabenos.


O esfoliante da Arte dos Aromas é suave e deixa a pele muito macia, podendo ser usado por quem possui pele sensível. Mas na minha pele eu ainda prefiro o efeito do esfoliante caseiro de açúcar, óleo de coco e óleo essencial de hortelã que mostrei a receita aqui.

Já o condicionador de castanha eu gostei da consistência e da composição. Eu uso ele junto com uma máscara de hidratação ou reconstrução, porque ele sozinho não consegue deixar as pontas do cabelo (que são descoloridas e danificadas) totalmente hidratadas. Mas acredito que para cabelos normais ele seja o suficiente.



O preço atual promocional da assinatura é R$72 mais o frete.

No geral eu gostei muito da seleção dos produtos (4 produtos full size, 1 miniatura e 1 acessório para casa) e, como a Vitória calculou neste post, o preço final dos produtos compensa o investimento mensal.

Site: http://sublimerituais.com.br/ (a vela de massagem vendida no site da Arte dos Aromas não é vegana porque contém cera de abelha).

Facebook: https://www.facebook.com/sublimerituais

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Resenha dos produtos | Veggie Box de Julho



Para quem não conhece a Veggie Box e se interessou sobre como funciona e as edições passadas, eu já expliquei aqui.

Os produtos recebidos nessa edição da Veggie Box de julho foram:


Esmaltes da Latika nas cores - "Creme de Framboise" e "Sussurro do Vento"



Olha a folha de bananeira!


Eu não conhecia a Latika e gostei de saber que temos mais uma opção de produtos veganos. Enviei uma mensagem perguntando sobre os esmaltes e o BB Cream e essa foi a resposta:

"Boa tarde Eliana

Conforme havia lhe informado, chequei com os nossos fornecedores a origem das matérias primas utilizadas nos nossos produtos e fui informada por eles que os nossos produtos não contém substâncias de origem animal. O Caprylic/Capric Triglyceride contido no BB Cream é de origem vegetal.

Não testamos em animais e não terceirizamos com empresas que assim o fazem.

Segue a relação dos ingredientes básicos utilizados em todas as cores / esmaltes: Butyl Acetate, Ethyl Acetate, Dibutyl Phtalate, Nitrocellulose, Toluene, Tosylamide Formaldehyde Resin, Alcohol, Benzophenone, Maleic Acid, Lecithin, Isopropyl Alcohol, Stearalkonium Hectorite + os pigmentos relativos a cada cor.

Fico á disposição caso tenha mais dúvidas.

Atenciosamente
Maritza L. Barthmann
Resp. Técnica
Latika Importação e Exportação Ltda ME"



Embora eu já tenha cores muito parecidas de esmaltes (vermelho e cinza), achei essas cores bonitas. Talvez a cinza não seja muito usável por certas pessoas. Seria ótimo se pudéssemos escolher nossas cores preferidas e cores que não gostaríamos de receber. Então fica a dica para a Veggie Box criar essa opção!

A textura de ambos é cremosa e seca razoavelmente rápido. Achei eles fáceis de aplicar. A duração nas unhas sem descamar é ligeiramente maior que a de esmaltes do tipo Impala. Alguns deles possuem na composição ingredientes que causam alergia, como o tolueno, o formaldeído e o DBP. No entanto, há opções "3 Free" sem esses ingredientes, como é o caso desse esmalte vermelho ("Creme de Framboise").
 

Óleo de Babaçu da Phytotherápica


Meu produto preferido da caixa!


O coco Babaçu é uma planta nativa do norte do Brasil e seu óleo tem várias propriedades à pele e ao cabelo, sendo amplamente usado em cosméticos. Não é considerado comedogênico (ou seja, não obstrui os poros) e possui cerca de 50% de ácido láurico (um agente bactericida). Dentre seus benefícios, podem-se destacar a ação anticaspa e a hidratação de pele e cabelos. 

Por incrível que pareça, eu gostei mais do resultado desse óleo de babaçu que o óleo de coco para umectação capilar noturna. Meu cabelo é fino, oleoso na raiz, ressecado e poroso nas pontas. Achei que ele penetra mais no meu cabelo. Eu faço assim: antes de dormir eu aplico uma pequena quantidade na mão, esfrego até derreter e aplico mecha a mecha, desde a raiz e massageando até as pontas. Faço um coque e durmo. No dia seguinte eu acordo e lavo o cabelo com shampoo e máscara, normalmente. Estou fazendo essa umectação toda semana e o cabelo depois de lavado fica SENSA! Eu também misturei um pouco desse óleo com a máscara da Surya e também deixou meu cabelo muito mais macio e brilhoso.

O único ponto negativo é essa embalagem, que dificulta pra tirar o produto que costuma ficar solidificado em temperatura ambiente (25°C). Sendo assim, a melhor forma é retirar com uma espátula ou aquecer o frasco em banho-maria. Ah, e ele não tem cheiro de nada.


Máscara de Cílios Nati Emporium



A Nati (ou Native?) Emporium é uma pequena empresa de produtos artesanais e naturais, sendo a maioria vegano (ainda utilizam cera de abelha em alguns, mas estão em processo de substituição).

Eu já tinha experimentado os sabonetes quando tive a oportunidade de comprar num bazar em São Paulo (comentei aqui). Apesar de não ter me adaptado com o shampoo sólido, os sabonetes são ótimos e super cheirosos.

Essa máscara contém ingredientes bem naturais mesmo, podendo ser usada por alérgicos. Não espere que ela alongue ou dê muito volume nos cílios, ela apenas define de forma bem sutil, sem deixar os cílios durinhos. A duração nos cílios é baixa, cerca de 6 horas. Recomendaria apenas para quem preza por aparência natural e não quer cílios volumosos e longos, ou para quem tem alergia e prefere usar apenas ingredientes não sintéticos, sem ter que desembolsar muito.

Dica para quem possui a máscara e quer dar um "up": misture argila preta ou sombra preta com 1 gota de óleo de rícino, misture e tente colocar no tubinho com a ajuda do aplicador.


Tônico Adstringente da Nati Emporium


Composição: Água de Rosas com Hamamelis e Arnica, Água de Melissa e Flor de Laranjeira com Camomila, Combinação de Ervas, Bardana, Vitamina E e Óleo Essencial de Lavanda.


Os tônicos são indicados para uso após a limpeza do rosto com sabonete. Após a limpeza, o que a pele precisa é de uma série de ingredientes que recuperam e reparam a superfície. O tônico adequado pode deixar a pele com aparência mais saudável e mais viçosa tanto após a limpeza quanto ao longo do dia.

Em peles mistas e oleosas, é recomendado usar tônicos adstringentes, com ingredientes que ajudam a diminuir a aparência de poros dilatados e controlar a oleosidade ao longo do dia. As secas podem usar tônicos que não sejam adstringentes, mas que contenham ingredientes que beneficiam a redução de vermelhidão e regiões descamadas.

Tônicos a base de álcool são muito comuns, mas devem ser evitados porque podem causar irritação e pode prejudicar a capacidade de produção de colágeno da pele. Eles também podem aumentar a oleosidade da pele depois de algum tempo que foram aplicados.

Esse tônico adstringente da Nati Emporium é adequado tanto para peles mistas e oleosas/acneicas quanto as secas. Ele possui ingredientes como a camomila que é um anti-irritante da pele, a arnica acelera o processo de cicatrização, o hamamélis (witch hazel) reduz inflamação, refresca a pele e reduz a aparência de poros dilatados. A vitamina E hidrata e o perfume agradável se deve à água de rosas e óleo essencial de lavanda.

Embora eu seja adepta do meu tônico caseiro a base de vinagre, chá verde e tea tree (resenha aqui), minha pele se adaptou bem a esse tônico da Native, senti a pele fresquinha e também notei uma leve redução de oleosidade ao longo do dia. O cheiro é agradável. É uma pena que durou menos de um mês

 
Sobre as amostras: ainda não consegui chegar a uma conclusão sobre o creme facial da Cativa, mas a minha opinião sobre o BB Cream mudou um pouco desde a última resenha. Não sei o que aconteceu, se a amostra veio com uma fórmula diferente, mas dessa vez achei bem mais fácil de espalhar.

Brinde: pente de madeira

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Resenha | Veggie Box de janeiro


A espera finalmente acabou! Agora a maioria das pessoas que contribuiu com o crowdfunding já recebeu as caixas com produtos de beleza veganos da Veggie Box. Nessa primeira edição, eu tive o prazer de trabalhar na co-curadoria da caixa com eles. Foi uma experiência muito legal! Eu fiquei animada com a ideia de poder dar dicas de produtos veganos que poderiam estar nesta caixa e nas próximas, já que a variedade de cosméticos e maquiagens veganas no Brasil ainda é bem restrita.

Para quem não sabe o que é a Veggie Box, eu fiz uma resenha completa sobre o projeto nesse link. Mas é basicamente uma assinatura mensal de cosméticos veganos, os quais podem vir de 4 a 6 produtos tamanho full size e amostras/miniaturas.

Todos os produtos dessa caixa foram escolhidos por mim e pela equipe da Veggie Box. Por ser a primeira caixa e por estarem ainda na fase de consolidação, tivemos alguns probleminhas com os fornecedores, mas eles já estão trabalhando para evitar imprevistos nas próximas. 


O primeiro produto que eu sugeri foi o pincel da Ecotools, o Duo 1245, que eu tenho há anos. Ele é um pincel esfumador em uma extremidade e tem um apontador de lápis na outra. Esse pincel é muito útil para quem usa lápis de olhos. Eu uso todos os dias para esfumar o traçado do lápis e deixar mais suave e menos marcado. Ele também pode ser usado para aplicar e esfumar sombras escuras no cantinho externo dos olhos. Preço médio: R$15,00    

Eu e algumas pessoas recebemos o pincel com pente e escovinha, o 1205 da Ecotools. Me foi dito que a Ecotools não conseguiu suprir a demanda pelos pincéis Duo e esse veio no lugar. O pente serve para separar os cílios em caso de máscara que acumula. Já a escovinha é usada para escovar a sobrancelha. Eu costumo usar para fazer a sobrancelha (aparar e preencher). Acredito que é o tipo de pincel que a maioria das pessoas já possui, porque ele costuma vir em vários kits. Esse é o meu terceiro pincel de escovinha!    


Vieram 2 esmaltes da Océane Femme que foram lançados há poucos dias. Eu escolhi a cor Chloe, que é um nude escuro/rosa queimado. É uma cor moderna que foge do óbvio. A outra cor, a Passion (vermelho), foi escolhida pela maioria das seguidoras da página no Facebook e é um vermelho aberto. As duas ficam bonitas nas unhas. Ambas possuem textura cremosa, sem brilho e tem longa duração.
Esses esmaltes não contém carmine (CI 75470). Além disso, para quem sofre de alergia, a base é 5 free, ou seja, livre de Tolueno, Formaldeído, Parabeno, DBP e Cânfora. Preço médio: R$10,00 cada. 
                 

O outro produto é o sabonete em barra super fofo da Feito Brasil, da linha "Ame o seu amor". A marca é inteiramente vegana! Esse sabonete faz bastante espuma e tem um perfume suave. 

Preço médio: R$15,00


E por último, o lip balm da Cativa Natureza. Ele contém apenas ingredientes naturais e 90% de ingredientes orgânicos. A textura é bem líquida e escorre fácil. Ele não é um bálsamo para lábios muito potente, mas ajuda na hidratação no dia a dia. No início eu apertava a bisnaga e saía muita quantidade. Eu também percebia que tinham algumas partículas, mas não consegui identificar o que era. A forma que eu adaptei foi aplicar sem apertar a bisnaga, somente encostando ele no lábio. Dessa forma não sai muito. Estou usando ele há alguns dias e lip balms são sempre bem vindos, mas não gostei tanto e vi que outras pessoas também não se adaptaram à textura líquida. Eu tinha sugerido o lip balm da Surya, que é um dos meus preferidos e espero que ele venha nas próximas.
Preço: R$16,00.

Já está disponível no site a compra das próximas Veggie Box. O valor mensal é de R$69,90 mais o frete. A assinatura trimestral custa R$189,90.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Snack Box de Julho da Veggie Box


A Veggie Box lançou neste mês a primeira caixa de assinatura de lanches veganos do Brasil.

A proposta, a meu ver, atende principalmente as pessoas iniciantes no veganismo que querem conhecer melhor marcas e produtos adequados para veganos e/ou quem não tem acesso aos produtos por morar em cidades pequenas. E, claro, a assinatura também atende quem já consome esses tipos de produtos e procura pela comodidade em recebê-los em casa.

Os produtos recebidos nesta edição foram:

  • Macarrão de arroz da Tui Alimentos
  • Antepasto da Legurmê
  • Cookies integrais da Mãe Terra
  • Salgadinho de soja Soytoast da Jasmine
  • Sopa Natural Madá da Mãe Terra
  • Cookies integrais da Jasmine
  • 2 barras de frutas desidratadas Nutra Vita


Antepasto de abobrinha, tomate e ervas da Legurmê



Os antepastos podem ser usados tanto como entradas para acompanhar pães e torradas, como acompanhamento ou molho para massas e saladas, tapiocas etc. Ficam muito saborosos como petiscos e podem ser considerados saudáveis, já que não contém conservantes e são pouco calóricos (25 kcal e 103 mg de sódio em 1 colher de sopa).

Fiz esses pães torrados com o antepasto de abobrinha, tomate e ervas para minha mãe e ela adorou e até pediu pra eu comprar mais! Não conhecia a empresa e infelizmente ainda não tem aqui em BH.


O site da Legurmê é: http://legurme.com.br/


Sopa Natural Madá da Mãe Terra



A sopa em pó da Mãe Terra eu já encontro com mais facilidade. Ela não contém conservantes, nem glutamato monossódico, tem 59 kcal e é realmente uma delícia. Já experimentei todos os sabores e gostei muito deles. É um ótimo quebra galho para tomar antes de dormir por exemplo. Eu também gosto de colocar uma colher de quinoa em grãos cozida e misturar na sopinha.


Só não curti tanto os cookies integrais de frutas vermelhas da Jasmine. Eu não sou fã de cookies, tento evitar açúcar e achei eles muito doces e um pouco enjoativos. Mas é questão de gosto mesmo. Já as barrinhas de frutas desidratadas não contém açúcar.

No geral, são lanches práticos para levar na bolsa ou fazer em casa sem deixar de ser saudável. Se você já conhece razoavelmente produtos adequados para veganos e tem acesso a eles, acredito que a Snack Box não seja tão interessante.


Para saber mais sobre os planos de assinatura mensal e semestral visite o site da Veggie Box.