Mostrando postagens com marcador pele oleosa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pele oleosa. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Resenha | Kit Regenerador da Quintal Cosméticos


Quem acompanha o blog há mais tempo sabe que eu me dou muito bem com máscaras de argilas. Se usada uma ou duas vezes por semana, uma boa máscara de argila ajuda a extrair impurezas dos poros, iluminar a pele sem viço, cansada e, a longo prazo, evita o aparecimento de cravos e espinhas. 

Há 2 meses venho testando o kit regenerador contendo uma máscara de argila preta e um hidratante facial da Quintal Cosméticos, uma empresa fofíssima, totalmente vegana e filha da Feito Brasil

As argilas preta e verde são excelentes para peles oleosas e mistas. Já as peles secas podem usar a argila branca e a vermelha, conforme o diagrama abaixo:



Como a minha pele é oleosa e aparecem espinhas esporádicas, recebi o tratamento regenerador, que é o ideal.



A argila utilizada é a da Terramater (certificada pela Ecocert). O diferencial da máscara de argila tradicional feita com água e argila em pó para essa da Quintal, é que ela vem enriquecida com óleos de rosa mosqueta e rícino, vitamina E e extrato de aloe vera na forma de ingredientes nano estruturados. Aliás, o hidratante também possui esses ativos. A nanotecnologia aplicada em cosméticos se refere a utilização de pequenas partículas contendo princípios ativos que são capazes de penetrar nas camadas mais profundas da pele, potencializando os efeitos do produto. Acredita-se que a performance seja superior aos convencionais.


Pesquisas realizadas pela Faculdade de Engenharia Química da Unicamp demonstram que atualmente vem sendo dada uma maior ênfase a dermocosméticos com ação diferenciada, como é o caso dos nanocosméticos, em que se espera, por exemplo, uma ação mais eficaz em rugas e preenchimentos, pela penetração mais profunda das partículas na pele, sem o risco de alcançar a corrente sanguínea. Isto porque, quando as moléculas dos princípios ativos dos cremes possuem tamanhos maiores elas ficam apenas na superfície da pele, protegendo-a da perda de água, tendo efeito puramente cosmético (FAPESP, 2008).



Minhas impressões

Com uma quantidade generosa da máscara, espalho no rosto inteiro e deixo agir por 20 minutos. Durante esse tempo, a máscara vai secando e a pele dá leves puxadinhas. Retiro com água fria, fazendo massagem e uma leve esfoliação. Removo o excesso de produto no rosto com o meu tônico caseiroEspero secar e aplico uma gotinha de hidratante, concentrando nas olheiras e evitando o nariz. 

Não notei efeito rebote (quando o excesso de ressecamento provoca um aumento de oleosidade produzida pela pele). Depois de horas, a pele continua hidratada e sequinha! Acredito ser devido à sílica de arroz e tapioca. 

Como já estou acostumada com argilas, o hidratante foi o que mais me impressionou. Ele não tem cheiro forte, é absorvido pela pele numa velocidade recorde e alguns segundos depois a pele já está super sequinha, aveludada e macia. Adorei! Além disso, senti que a minha pele fica mais bonita e uniforme, com poros menores. Na região dos olhos, percebi que a pele fica até mais esticadinha. 

Se você já está acostumada e adaptada com a máscara da argila preta em pó, talvez essa máscara não vá te surpreender, pois ela tem resultados bem similares, principalmente se você faz misturinhas com aloe vera e óleos vegetais. No entanto, caso seja iniciante no mundo das argilas, essa máscara é uma boa forma de começar a usar com frequência e gostar.

O kit e os produtos separadamente podem ser encontrados na loja virtual da Quintal ou na loja da Sephora. O hidratante de 50g custa R$68 e a máscara de 140g, R$86. O kit custa R$134.



sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Resposta do SAC | Dermage





"Caro Cliente ELIANA CASTRO, seu chamado foi concluído. Segue conclusão: 

Boa Tarde! Informamos que a Dermage é uma empresa brasileira que desenvolve produtos dermocosméticos inovadores para a pele da mulher brasileira. Os produtos da Linha Dermage são de alta performance, apresentando eficácia, segurança e sensoriais exclusivos de rápida absorção e suavidade. Por filosofia da empresa, a Dermage não realiza testes em animais! Todos os produtos dermocosméticos são testados dermatologicamente, in vitro e/ou in vivo em humanos, sendo eficazes e seguros. No caso de alergia à substância específica, todos os produtos da Dermage possuem a descrição completa de sua composição nas embalagens para verificação. Algumas fórmulas da Dermage podem conter substâncias de origem animal, entretanto a maioria é de origem mineral, sintética ou vegetal. Informamos que, exceto os produtos Regenerage lábios, Nail Force ? Unhas&Cutículas, Base Oil free FPS 25, Batons da linha Extreme color, Cover & block e High light palette os quais possuem lanolina em suas composições e Máscaras para cílios, Duo Eye Brown Miracle, Sombras que possuem hidrolisado de colágeno em suas composições. Nossa linha Ineout também possui derivados suínos e/ou bovinos. Nossos demais produtos não possuem componentes de origem animal em sua formulação. Todos os produtos da Dermage possuem a descrição completa de sua composição nas embalagens para verificação. Caso haja interesse em algum produto específico, favor nos informe para que possamos ajudá-la da melhor forma. Todas as lojas da Dermage possuem testers para experimentação dos produtos. Atenciosamente, SAC - Dermage"
sac@dermage.com.br

Obs: A linha Delifresh Organics vem com a menção de "cruelty free" e "sem ativos de origem animal" no rótulo:



quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Parando de tomar pílula anticoncepcional | Pele | Depressão

Fonte

Olá, gente!

Pelo que podem esperar pelo título, vou relatar a minha experiência após parar de tomar pílula anticoncepcional e os motivos que me levaram a isso. Não gosto muito de me expor, mas fiz um esforço para, quem sabe, poder ajudar alguém que passa pela mesma situação.


Comecei a tomar pílula aos 16 anos por indicação da minha ginecologista porque não queria engravidar, tinha cólicas, irritação e enxaqueca insuportáveis, pele muito oleosa e acne. Na época, comecei com a Yasmin e pouco tempo depois mudei para a Yaz, que é considerada uma das pílulas com mais baixa dosagem de hormônio disponíveis.

Tomar pílula sempre foi muito conveniente para mim: escolhia quando iria menstruar, não me preocupava com gravidez e as cólicas diminuíram drasticamente. A minha pele melhorou bastante, apesar de ainda aparecerem espinhas eventuais e muitos cravos. Não tive nenhum problema que é constantemente associado a quem toma pílula, como trombose, embolia, ganho de peso, AVC etc. Nunca pensei em parar de tomar, mesmo com a enxurrada de relatos sugerindo métodos alternativos que estavam pipocando nas redes sociais. Aliás, as ginecologistas sempre me diziam que se eu estava me sentindo bem, não havia motivo para mudar. Afinal, "não se mexe em time que está ganhando". Foram cerca de 15 anos usando a pílula.

Em maio desse ano, comecei a me sentir extremamente deprimida, ansiosa, com muitas variações de humor, pensamentos suicidas e com a sensação de que nada que eu fazia valia a pena. Parei de fazer várias coisas das quais eu gostava, como escrever no blog (aliás, eu peço muitas desculpas a quem me pedia atualizações). A gente é bombardeada com notícias negativas o tempo todo, principalmente porque me considero uma pessoa super sensível, que absorve o sofrimento alheio de forma muito intensa. É verdade que estamos todos passando por um momento difícil no Brasil, mas saber lidar com isso depende muito do nosso estado psicológico. Como ajudar animais e inspirar pessoas se estamos mal?

Fonte

Já tinha tomado antidepressivos aos 23 anos e em junho desse ano tive que tomar novamente. O alerta vermelho surgiu quando eu li em algum lugar que tomar pílula poderia desencadear depressão em quem já tem predisposição. Eu nunca pensei que isso poderia ocorrer (nunca me alertaram!). Mas um estudo recente (leia aqui em português) indicou que existe uma associação significativa em usuárias de pílula anticoncepcional e uso de antidepressivos, sugerindo que um dos efeitos colaterais de métodos hormonais era aumentar o risco de depressão.

Decidi então parar de tomar a pílula e, como não quero engravidar, optei pelo DIU de cobre (pretendo fazer um post futuramente sobre a minha experiência com ele).

Após alguns meses sem tomar pílula, consultei com uma endocrinologista para saber se havia algum desbalanço hormonal e felizmente os exames estavam normais. De um modo geral, notei em mim as seguintes mudanças:

  • uma diferença enorme na libido. Parecia que eu era castrada e não sabia!
  • nenhuma diferença na pele. Esse era o meu maior medo ao parar de tomar pílula. No entanto, por incrível que pareça, a minha pele não piorou nem melhorou. Surgiram algumas espinhas na tpm, mas nada que me incomodasse.
  • a menstruação regularizou em pouco tempo, mas o fluxo aumentou bastante
  • TPM totalmente suportável
  • diminuição de manchinhas escuras no rosto (melasma)
  • meus seios "murcharam" um pouco
  • aumento de oleosidade nas costas
  • até agora não tive nenhuma enxaqueca
  • ganhei massa muscular e perdi gordura abdominal (me senti mais disposta a malhar e correr)
  • o principal: finalmente comecei a gostar de mim novamente


Conclusão

Se você está tomando pílula e sente que está "enlouquecendo" e sem controle de suas emoções, converse com a sua ginecologista e considere usar outro método anticoncepcional.

Essa foi apenas a minha experiência. Não estou dizendo que esses sintomas e efeitos irão se repetir para todos, mas também não acredito que tomar pílula seja para todo mundo, especialmente em quem já tem pré disposição a ter depressão ou histórico familiar. Espero que o post tenha sido útil! 


Obs: Eu não me sinto culpada nem considero hipocrisia o fato de eu ser vegana e ter tomado pílula (que é necessariamente testada em animais). Já falei anteriormente sobre isso.


Links interessantes

https://www.theguardian.com/commentisfree/2016/oct/03/pill-linked-depression-doctors-hormonal-contraceptives

http://exame.abril.com.br/tecnologia/anticoncepcional-hormonal-pode-duplicar-risco-de-depressao/

http://noticias.r7.com/saude/fotos/anticoncepcional-afeta-memoria-emocoes-e-pode-mudar-estrutura-do-cerebro-diz-estudo-18042015#!/foto/1

https://lookaholic.wordpress.com/2016/03/03/cinco-meses-sem-tomar-anticoncepcional/

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Argilas da Terramater


Eu sempre comento sobre o quanto eu amo as máscaras de argila em posts aleatórios mas nunca fiz um post específico sobre argilas. Aproveitando que eu recebi esses sachês de argilas da Terramater da loja Lar Natural, vou comentar sobre cada cor de argila e o que eu achei de cada uma delas, lembrando que a minha pele é oleosa com tendência à acne e eventuais espinhas.

Eu já tenho o costume de usar argila e comecei usando as argilas da Terramater diariamente quando estava com a pele muito ruim e lotada de espinhas no final do ano passado. Com o passar do tempo, fui notando que a minha pele estava mais normalizada e passei a usar 1 vez por semana. Se você se incomoda com a pele oleosa ou com cravos e espinhas, recomendo altamente que experimente aplicar máscara de argila no rosto pelo menos 1 vez por semana. Na minha pele as argilas fazem muita diferença! A frequência de uso da máscara de argila seca as espinhas mais rapidamente e diminui o aparecimento de cravos e espinhas (ela não remove cravos da pele). 

O modo de fazer é simples: misturar 1 colher de sopa de argila em algumas gotas de água até formar uma pasta cremosa nem muito líquida nem muito difícil de espalhar. Se quiser potencializar, ao invés da água, pode usar hidrolatos ou misturar algumas gotas de óleo essencial na misturinha da máscara. Com o rosto limpo, aplique a pasta no rosto todo ou na zona t e aguarde 20 minutos até a máscara secar. Se a pele for sensível, deixe menos tempo na pele. Remova com água, aplique tônico e hidratante facial.

Além de máscaras faciais, é possível usar a argila em maquiagens, cosméticos, receitas caseiras e máscaras no couro cabeludo como anti-resívduos. 

As vantagens das argilas para a pele são: 
- Purifica, vitaliza e estimula a renovação celular da pele.
- Limpa profundamente os poros e refina a estrutura da pele. É uma ótima maneira de se evitar acne, cravos e espinhas.
- Estimula a circulação sanguínea
- Ela pode ser usado em todos os tipos de pele
- Possui propriedades antibacterianas, já que retira a umidade da pele
- Contém minerais que são bons para a pele (absorvem impurezas, toxinas e bactérias) 
- Permite misturar as cores de argila de acordo com o tipo de pele
- As máscaras de argila são naturais, seguras, simples de fazer e tem baixo custo. 

Obs:
- Evite inalar o pó da argila porque pode ser prejudicial ao pulmão a longo prazo. Faça a máscara em locais arejados.
- Evite usar utensílios de metal para evitar possíveis reações químicas.
- Em peles secas, normais e sensíveis as indicadas são: argilas branca, amarela e rosa. Em peles oleosas: argilas verde e vermelha. Peles maduras: argilas roxa e amarela.


Existem vários tipos de argilas. Essas são a "kaolin". Um sachê de 30 g dura aproximadamente 5 aplicações.



  • Argila Roxa - Rejuvenescimento

Ela possui coloração marrom rosada e depois que seca na pele, fica com a cor lavanda. Segundo a descrição da empresa, é rica em magnésio e pode estimular a formação de colágeno na pele.
Senti que ela removeu a oleosidade da pele de forma mais suave e melhorou a circulação na região aplicada. Deu uma sensação de pele mais esticadinha e ficou menos oleosa ao longo do dia. Não gostei do fato de ela ter deixado resíduos nos poros, mas ao aplicar um tônico os pontinhos roxos saem.

  • Argila Verde - Antioleosidade
Eu considero a argila verde uma argila "detox", porque ela é a mais eficaz em remover oleosidade e impurezas. Ela é ideal para usar quando chegar em casa depois de um dia inteiro usando maquiagem, principalmente em dias de calor. Ela dá uma sensação refrescante e de limpeza profunda. A pele fica sequinha por muitas horas. Se não usar hidratante depois, a pele resseca e pode até repuxar, dependendo do tipo de pele. É a minha preferida de todas!

  • Argila Branca - Equilíbrio
A argila branca é a mais suave e a menos adstringente de todas, indicada para peles sensíveis, normais ou secas. Ela é praticamente um calmante da pele por reduzir inflamações e pode ser misturada com a argila verde, caso considere a verde muito potente. Pode ser usada no couro cabeludo para remover resíduos e oleosidade.

Eu já usei a argila branca misturada no hidratante. Ele vira uma espécie de primer facial e deixa a pele mais sequinha e com poros menores. A receita é: 1/2 parte de argila branca para 1 parte de hidratante facial e um pouquinho de gel de aloe vera ou água. Se a sua pele for escura, pode misturar um pouco de base (líquida ou em pó) para evitar ficar com a pele esbranquiçada. E ela também pode ser misturada na base em pó.

  • Argila Vermelha - Anti-idade
É considerada uma argila rica em óxidos de ferro e cobre, por isso a cor avermelhada/alaranjada. Assim como toda argila, ela remove a oleosidade, melhora a circulação sanguínea, deixa a pele vitalizada e com maior elasticidade (estimula a produção de colágeno na pele).
Eu não consegui diferenciar muito ela da roxa e não notei nenhuma diferença quanto às propriedades anti-idade, a não ser a pele mais esticadinha na hora e mais seca. Assim como a roxa, achei que ela deixa um resíduo vermelho nos poros da pele, mas sai com o tônico.


Uma dúvida que eu sempre tive é: existem outras argilas que podem ser compradas a granel por preços mais em conta. Dessa forma, o que faz as argilas da Terramater serem mais caras? Quais são os diferenciais delas em relação às outras? Eu entrei em contato duas vezes com o SAC da Terramater mas não obtive respostas. Eu tenho a argila verde comprada a granel e a impressão que eu tenho é que ela é muito mais adstringente e potente que a da Terramater. Já a branca, não notei nenhuma diferença de desempenho. Pelo que pesquisei, elas diferem mesmo quanto à origem de certificação orgânica das argilas da Terramater e quanto à descontaminação. Algumas são descontaminadas com radiação gama (que pode gerar lixo radioativo) e outras com gás ozônio (que é derivado do oxigênio e extremamente reativo).

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Comparação | Tee Tree Water da Lush x Hidrolato da Herbia


Algumas pessoas podem estar pensando: "Eliana, você está comparando laranja com abacaxi!", mas como pode ser observado ao longo do post, a comparação é válida porque a proposta destes produtos é similar, ambos são pautados na aromaterapia e a comparação pode ajudar quem está indeciso.


Primeiro, vamos à descrição de cada um:


"A Água Floral Orgânica Herbia de Tea Tree tem excelente propriedade antisséptica. É indicado para tratar peles oleosas e com acne, pois tem efeito cicatrizante e revigorante. Pode ser usado na limpeza de pele, alívio de queimaduras, tratamento de lesões e infecções gerais como micose ou herpes. Cabelos oleosos e com caspa, também podem ser lavados com a água floral."

Preço: R$27,90 (200 ml)


"É adstringente e auxilia na emoliência da pele, diminuindo a oleosidade e estimulando a circulação. É um grande aliado para esteticistas no momento de extração de cravos e acnes, substituindo emolientes sintéticos e químicos. No ambiente pode ser borrifado para relaxamento da mente e indução do sono. Borrifar no travesseiro antes de dormir garante uma noite de sono mais tranquila."

Preço: R$27,90 (200 ml) 




"Mantenha a pele limpa e refrescada. O tea tree possui propriedades antibacterianas, antifúngicas e antimicrobianas, que ajudam a afastar as bactérias causadoras das acnes. A toranja é rica em vitaminas e também funciona como um adstringente leve, enquanto o junípero é antisséptico e ajuda a conservar a pele limpa e revigorada. Use a qualquer hora do dia para manter a pele renovada ou use na limpeza facial e na remoção da maquiagem."

Preço: R$66,50 (250g) ou R$33,20 (100g)



Como eu tenho usado:

1) Como "água termal"
Tem feito muito calor e a minha pele fica oleosa ao longo do dia. O ideal seria poder lavar o rosto e reaplicar protetor solar e maquiagem. Na prática, a maquiagem permanece no meu rosto por mais de 8 horas por dia. Nesse meio tempo, borrifo diretamente no rosto, espero secar mas sem esfregar, como se fosse uma água termal. Dessa forma, devido às características antibacterianas do tea tree, ambos os produtos evitam a formação de cravos e espinhas e deixam a pele mais "fresquinha", sem precisar retocar o pó, que no caso não beneficiaria a pele em nada, apenas daria efeito matificante.

2) Como tônico
Após a limpeza da pele com sabonete, aplico em um algodãozinho no rosto, fazendo movimentos circulares. Embora ambos sejam destinados a essa função, na minha pele nenhum deles foi suficiente para controlar a oleosidade e evitar o aparecimento de cravos e espinhas. Eu preciso de algo mais potente. Nesse caso, o que funciona melhor pra mim é misturar no algodão/toalhinha: vinagre de maçã + 3 borrifadas do hidrolato ou tônico da Lush. O cheiro não é dos melhores, mas essa combinação é excelente para a minha pele.

3) Refrescar o corpo
No final do dia, tenho usado no pescoço e no colo para refrescar e sinto que tanto os hidrolatos como o toner da Lush conseguem refrescar e "desinfetar" a pele. Eu gosto dessa sensação de refrescância que ambos dão.

4) Misturar no desodorante de cristal
Ao invés de molhar a pedra hume (desodorante de cristal de alúmen de potássio) com água apenas, borrifo com o hidrolato na pedra antes de passar nas axilas. Como o tea tree tem propriedades antissépticas, ele melhora um pouco a eficácia do cristal como desodorante.


Cheiro:
Nenhum deles é super forte nem super cheiroso. Ambos são suaves e lembram bastante o tea tree, que não é muito bom como a lavanda ou a rosa, na minha opinião.


Considerações finais:

Na minha opinião, são dispensáveis na rotina de cuidados faciais e eu vejo estes produtos mais como frescurinhas que possuem suas vantagens e facilidades. O ideal seria tomar banho e lavar o rosto com mais frequência, mas na prática nem sempre é possível e esses produtos ajudam no calor, principalmente quem tem a pele propensa à acne e transpira bastante.

O toner da Lush é água com adição de óleos essenciais, contém perfume e parabeno, enquanto o hidrolato é o resíduo da produção de óleos essenciais, acrescido de preservativos sintéticos não possivelmente tóxicos: benzoic acid e dehydroacetic acid. Na prática, quem tem mais experiência com óleos essenciais teria como fazer um DIY do toner da Lush caseiro (OE de Junípero + Grapefruit + tea tree diluídos em água. Como não vai ter conservante, a validade será reduzida), mas o hidrolato não teria como fazer. Além disso, o preço do hidrolato da Herbia é mais convidativo que o da Lush.

Obs: nem todo hidrolato é igual. Já testei os hidrolatos da Bioessência e continuo preferindo os da Herbia.

Obs: existem outras comparações que podem ser feitas com o Eau Roma Water da Lush e os hidrolatos de rosa e lavanda, por exemplo, mas eles funcionam melhor em peles sensíveis e normais/secas, que não é o meu caso.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Resenha | Base em pó Kat Von D


Há alguns meses a Kat Von D publicou um vídeo em seu canal dizendo que tinha se tornado vegana e a sua empresa de maquiagens não estava vinculada à marca Sephora e não seria vendida na China, onde os testes em animais são exigidos. Além disso, ela está comprometida em reformular e "veganizar" toda a linha até o final desse ano. Portanto, as maquiagens ainda não são totalmente veganas porque algumas ainda contém carmine, mas existe uma lista enorme com várias opções de maquiagens veganas. No site é possível conferir quais produtos são veganos. Dentre eles, estão os batons, as bases, o corretivo, delineador etc. As sombras infelizmente ainda não são veganas.

Como comentei no meu Instagram há alguns dias, acredito que quem procura por maquiagens veganas com qualidade profissional, comparável à MAC, Nars ou MUFE, definitivamente precisa conhecer as makes da Kat Von D. Eu percebo que a cada dia que passa as desculpas para não usar cosméticos veganos e cruelty free estão mais insustentáveis. Não me venha dizer que precisa usar maquiagem profissional de marca que testa em animais, quando as opções livres de crueldade só aumentam!

Vegan e cruelty free!

Aqui no Brasil é possível comprar as maquiagens na Sephora. Muitos dos produtos ainda estão em falta, mas de acordo com o SAC da Sephora, em breve alguns produtos terão reposição no estoque. Prevejo falência!


Agora falando da base em pó: eu comprei na cor Medium 53, que é um bege claro a médio com subtom amarelado. Obs: Se na sua cidade tem loja física da Sephora, eu recomendo altamente que você vá à loja e escolha a cor adequada. Caso não tenha, antes de comprar pelo site, dê uma boa pesquisada no Google e no Youtube para não errar na cor e principalmente no subtom (lembrando que cool undertone = subtom rosado, neutral undertone = subtom neutro e warm undertone = amarelado/dourado). E você ainda precisa levar em conta a cor do pescoço e do ombro, que geralmente diferem da cor do rosto. A cor 53 é bege amarelada, ou seja, tem subtom "warm":



A descrição de acordo com o site é: 

"Our compact BFF has all the power of Lock-It Foundation, in pressed powder form. There’s tons of pigment packed into the silky-soft formula, and it’s so buildable! Lightly sweep across your face to even things out. Then find the areas that need a little extra attention and gently pat or roll the included sponge applicator over them for full coverage control! If you feel like you need to add a little more throughout the day, go for it. Lock-It doesn’t ever get a cakey finish and it stays smooth and matte no matter what for a full 24 hours." ou mais ou menos isso:

"Nossa Lock-It Powder Foundation tem todo o poder da Base [líquida] Lock-It Foundation, na forma compacta em pó. Há toneladas de pigmentos compactados na fórmula suave e sedosa, que pode ser construída em camadas! Aplique levemente no rosto para uniformizar o tom. Em seguida, encontre as áreas que precisam de um pouco de atenção extra e suavemente aplique ou role a esponja aplicadora incluída sobre ela para controle de cobertura total! Se você sente que você precisa adicionar um pouco mais ao longo do dia, reaplique. Lock-It nunca craquela ou deixa um acabamento pesado/ e permanece suave e matte não importa o que aconteça para um total de 24 horas."


Dessa forma, esse é um produto versátil, o qual pode ser considerado tanto um pó finalizador opaco como uma base de alta cobertura, podendo ser construída em camadas para aumentar a cobertura. Dependendo do pincel, você escolhe como ela se comportará na pele. Pincéis mais compactos tendem a pegar mais produto e aumentam a cobertura. A esponjinha que vem junto pesa drasticamente na cobertura. Eu prefiro usar um pincel com cerdas retas para uma cobertura média a alta.


Eu estou usando corretivo e essa base no dia a dia e achei que ela cumpre exatamente o que promete. Ela uniformiza a pele e cobre quase todas as minhas imperfeições, deixa um acabamento matte e dura o dia todo na pele, que é/fica oleosa ao longo do dia (mesmo quando faz MUITO calor), sem ficar muito pesado. É claro que como qualquer base de alta cobertura, ela dificilmente fica natural na pele. Ela evidencia bem que você está usando base, mas se isso te incomodar, é possível usá-la com um pincel de pó grande, mais fofo e menos compacto e pincelar levemente no rosto, para que apenas matifique a pele.

Eu também experimentei usar por cima da base cremosa da Lush (resenha aqui) e o acabamento fica impecável! Achei muito interessante usar essa combinação, principalmente à noite, em festas e para fotos. 

Outro aspecto positivo é que ela não obstruiu meus poros durante essas semanas que tenho usado.

Os únicos pontos negativos que consegui pensar é que ela pode acumular em regiões ressecadas do rosto (no meu caso, ao redor do nariz) e ela esfarela bastante na embalagem, mas fora isso é excelente como base e pó.


Sem base (esquerda) e somente com a base Lock-It Powder Foundation (direita)

Ingredientes: 


 Preço: R$129 por 9 g no site da Sephora

A lista completa dos produtos veganos pode ser encontrada no blog Logical Harmony.


segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Top 6 sabonetes veganos para peles oleosas

Desde a minha adolescência eu tenho usado toneladas de produtos no rosto recomendados por dermatologistas ou comprados por conta própria porque me incomodo profundamente com a minha pele oleosa. Uma das coisas que eu aprendi nesse processo é: se possível, afastar dos produtos de farmácia, mesmo os considerados cruelty free e veganos voltados para peles acneicas e oleosas (a não ser que tenha um problema mais grave). Isso porque a maioria deles retira excessivamente a oleosidade da pele e contém substâncias agressivas para peles mais sensíveis, o que acaba piorando a situação, como ressecamento excessivo em certas áreas do rosto e efeito rebote em outras. Além disso, alguns sabonetes de farmácia contém triclosan e substâncias que podem gerar superbactérias resistentes a bactericidas. Veja mais aqui e aqui

Outra coisa que considero importante é aprender sobre a própria pele, o que agrava e o que funciona melhor. No meu caso, eu sei que a alimentação não interfere, mas passar por períodos estressantes aumenta consideravelmente a oleosidade e o aparecimento de cravos e espinhas. Como é praticamente impossível não passar por momentos estressantes, sinto que é possível contornar a piora da condição da pele com uso tópico de certos produtos.

O melhor tônico da vida para mim é o vinagre misturado com água e óleos essenciais de tea tree e hortelã (já falei aqui). Outra coisa que melhora a vida é a máscara de argila pelo menos 2 vezes por semana no verão. E claro, escolher um bom sabonete para limpeza diária também é super importante.

Todos esses sabonetes citados abaixo deram certo comigo. Eles não sugam a oleosidade da pele excessivamente, mas limpam com eficácia e possuem propriedades antibacterianas (devido à presença de óleos essenciais). Eu prefiro os sabonetes em barra porque são mais baratos e duram bem mais que os líquidos. 


1. Argila Verde da Arte dos Aromas





Apesar de estar indicado para ser usado no corpo, eu uso no rosto. Já usei antes algumas vezes no passado e como estamos no verão, tem sido meu preferido no momento. Uso 2 vezes por dia e tenho percebido que a minha pele mais regulada, tem aparecido menos cravos e ao mesmo tempo não está ressecada. Ele faz uma limpeza profunda, remove toda a maquiagem sem dar efeito rebote. O cheiro também é bem suave e agradável - ele possui óleos essenciais de hortelã, lavanda e capim limão. Outro aspecto positivo é que ele não derrete facilmente e dura uns dois meses em saboneteira que drena. Preço: R$14,00 na loja Capym Store


2. Coal Face da Lush

Esse sabonete é um best seller da Lush e não é à toa. A presença do carvão remove impurezas da pele e faz uma leve esfoliação. Ele também remove a oleosidade da pele sem ressecar. Eu noto que ele seca espinhas mais rapidamente. Dura meses se guardado em saboneteira que drena. Os pontos negativos são a presença de sulfato na composição (que pode causar alergia, irritação e ressecamento em certas pessoas) e o preço salgadinho. Tem resenha dele nesse post. Preço: R$41,80 por 100 g.



3. Antiacne da Granado


Ele não é exatamente o melhor em termos de composição, mas é um produto acessível e pode ser encontrado facilmente em caso de não ter acesso a algum desses outros sabonetes. O cheiro dele não é dos melhores (o enxofre é pronunciado), mas eu noto que seca espinhas e machucadinhos muito mais rápido. Por isso ele é mais indicado para quem sofre com espinhas. Ele faz uma limpeza profunda mas senti que resseca um pouco a pele, por isso não pode descuidar da hidratação depois da limpeza. Preço: R$9,50 na loja virtual ou em farmácias.


4. Parsley Porridge da Lush


Eu recebi uma amostra dele em uma compra no site da Lush e logo de cara já gostei da composição: não possui sulfato, contém aloe vera, glicerina, óleo essencial de tea tree (bactericida "do bem"), aveia, salsinha e mais vários extratos vegetais. O cheiro do tea tree, do grapefruit e ervas estão bem pronunciados nesse sabonete que não tem o melhor dos perfumes. Ele vem com umas bolotinhas brancas de aloe vera, óleo de coco e farelo de aveia que hidratam a pele. Dessa lista, este é o sabonete mais hidratante de todos. É provável que quem possui a pele mista e/ou sensível se adapte bem a ele. Preço: R$30 por 100 g.

Ingredientes: Tea Tree Infusion, Rapeseed Oil and Coconut Oil, Glycerine, Sorbitol, Fresh Aloe Gel, Water (Aqua), Fresh Parsley, Fine Ground Oatmeal, Thyme Oil, Sandalwood Oil, Grapefruit Oil, Tea Tree Oil, Titanium Dioxide, Sodium Chloride, Chlorophyllin, Limonene, Geraniol, Farnesol, Linalool, Perfume, EDTA, Tetrasodium Etidronate, Sodium Hydroxide.


5. Argila da Boa Saboaria



O sabonete de argila verde da Boa Saboaria tem o melhor perfume de todos esses da lista, devido aos vários óleos essenciais na composição (limão siciliano, eucalipto, petit grain e cedro). Ele pode ser usado tanto no corpo quanto no rosto e não provoca ressecamento da pele. Comentei mais sobre ele nessa resenha. Preço: R$20,90 na loja da Sublime ou na loja virtual da Boa Saboaria Natural.


6. Argila Vermelha da Reserva Folio




Geralmente os sabonetes com argila (procure na composição por "kaolin" ou "kaolin clay") são muito eficazes para remover impurezas, estimular a circulação sanguínea e regular a oleosidade da pele. As argilas mais eficazes para peles oleosas são a verde e a vermelha. No caso desse sabonete, que é bastante adstringente, além da argila vermelha, ele contém também aloe vera e óleos de macadâmia, palma e babaçu, que ajudam a evitar o ressecamento da pele. E o cheiro é muito bom! Algumas pessoas usam esse sabonete até no cabelo, como a Michele do blog Tantas Plantas. Eu ainda não criei coragem por medo de ressecar. Obs: o sabonete de argila verde da Reserva Folio não é vegano porque contém própolis. Preço: R$14,70 por 90 g (possui certificação de orgânico do IBD)


Posts úteis:
http://belezavegan.blogspot.com.br/2013/10/resenha-hidrolato-de-tea-tree-da-herbia.html
http://belezavegan.blogspot.com.br/2014/03/5-opcoes-veganas-de-secativos-de.html
http://belezavegan.blogspot.com.br/2014/07/diy-hidratante-facial-para-peles.html
http://belezavegan.blogspot.com.br/2013/09/receita-diy-tonico-vegano-caseiro-para.html

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Resenha | Protetor solar Normalize Matte da Ada Tina (peles oleosas)


Um dos produtos que mais me pedem sugestão é de protetor solar vegano para pele oleosa. E não é por menos: a maioria das marcas de protetores solares de farmácia (talvez todas) são de empresas que testam em animais, como Nivea, La Roche-Posay, L'Oreal, Roc (Minesol), Vichy, Neutrogena, entre outras. No entanto, é possível encontrar os protetores da Ada Tina em algumas farmácias e em várias lojas virtuais.

A Ada Tina é uma empresa italiana de dermocosméticos e possui grande parte dos produtos isentos de ingredientes de origem anima (confira aqui quais são veganos de acordo com a resposta do SAC). Recentemente ela lançou uma campanha, a "#Never Tested", na qual alega nunca ter testado em animais, além de não vender na China (onde os testes em animais são exigidos por lei). O vídeo da campanha da Ada Tina Brasil pode ser conferido abaixo:




Eu decidi comprar o protetor solar por aqui porque ultimamente tem ficado super difícil importar (leia-se: dólar nas alturas + taxas absurdas de importação). Aproveitei que achei numa promoção na Época Cosméticos por R$75 (que infelizmente já acabou). Escolhi o fator 50 porque tenho tomado mais sol em horários perigosos (minha vitamina D despencou no inverno). Além disso, sou bem clara e tenho históricos de câncer de pele na família. Mas existe o fator 25 também e é um pouco mais barato.

O Normalize Matte é indicado para peles oleosas e a proposta é manter a pele sequinha sem aquela sensação desconfortável de protetor solar oleoso, principalmente no calor e com tempo úmido. 

Ele tem a textura densa e cremosa, mas é rapidamente absorvido pela pele. Coisa de segundos. Por isso, a dica é passar no rosto aos poucos, usando pequenas quantidades de cada vez. Uma bolinha do tamanho de uma ervilha é o suficiente para todo o rosto. 



A pele fica matificada logo após aplicar o protetor, mas ao longo do dia a oleosidade da pele aparece normalmente, um pouco menos se eu aplico um pó depois. A grande diferença dele para os outros é que não parece que acabei de passar protetor solar no rosto, já que ele não deixa resíduo pegajoso e melequento. Não aconteceu de obstruir os meus poros como já aconteceu com alguns protetores. E eu também não notei a pele esbranquiçada.

Outra vantagem dele é o cheiro, que é super suave.

De uma forma geral, não tenho nada a reclamar dele e estou bastante satisfeita. Talvez acho que ele poderia deixar a pele sequinha por mais horas. Mas aí já é pedir demais.

Os ingredientes não são muito naturais, mas não contém Oxybenzone (ou Benzophenone-3), que é uma substância responsável por causar impactos negativos em organismos marinhos (Fonte).

Composição:

 Methylene Bis-Benzotriazolyl Tetramethylbutylphenol, Bis-Ethylhexyloxyphenol Methoxyphenyl Triazine, Titanium Dioxide, Hydrated Silica, Dimethicone/Methicone Copolymer, Aluminum Hydroxide, Ethylhexyl Triazone, Ethylhexyl Methoxycinnamate, Butylene Glycol Cocoate, Dicaprylyl Carbonate, Bisabolol, Tocopheryl Acetate, Diethylamino Hydroxybenzoyl Hexyl Benzoate, Acrylates/C10-30 Alkyl Acrylate Crosspolymer, Sodium Hydroxide, Hydroxyethylcellulose, Citrullus Vulgaris (Watermelon) Fruit Extract, Tribehenin Peg-20 Esters, Methylisothiazolinone, Phenoxyethanol, Pentaerythrityl Tetra-Di-T-Butyl Hydroxyhydrocinnamate, Disodium Edta, Aqua, Aluminum Starch Octenylsuccinate, Ethoxydiglycol, Silica, Xylitylglucoside, Anhydroxylitol, Xylitol.


Ele pode ser encontrado em algumas lojas físicas (lista no site) e em lojas virtuais como Época Cosméticos, Beleza na Web e na loja virtual da Ada Tina.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Resenha | Veggie Box de Junho por Cativa Natureza


Eu recebi a Veggie Box há umas 3 semanas e durante esse tempo, consegui testar todos os produtos para que eu pudesse dar a minha opinião sobre cada um.

Para quem não conhece a Veggie Box e se interessou sobre como funciona e as edições passadas, eu já expliquei aqui.

A edição do mês de junho foi especial só com produtos da Cativa Natureza. Confesso que achei a edição desse mês a mais interessante de todas. Todos produtos que vieram eu já tinha certo interesse em testá-los e achei a toalhinha de rosto super fofa! Vieram pra mim:


Argila Negra



É uma argila rica em minerais usada para máscara facial ou corporal. Ela atua na pele removendo impurezas e oleosidade, além de ativar a circulação do sangue. É considerada a mais nobre das argilas.

Pessoalmente falando, ainda não testei no corpo, mas faço máscara facial de argila pelo menos uma vez por semana e sinto que ajuda muito para secar espinhas e evitar o surgimento de cravos, principalmente depois de um dia inteiro usando maquiagem. Parece que a pele respira melhor depois!

Eu misturo cerca de uma colher de argila com umas gotinhas de água, vinagre de maçã ou hidrolato de tea tree e deixo na pele até quase secar completamente. Quando começa a secar, removo a máscara com água. O ideal é não deixar secar completamente no rosto para evitar que a pele fique ressecada e avermelhada. E antes de aplicar a máscara, a pele deve estar limpa.

Se a sua pele não for oleosa, experimente aplicar somente na zona T ou adicionar umas gotinhas de óleo vegetal na mistura. Dessa forma, a hidratação da pele não vai ser sugada completamente.

Comparando com a argila verde, não consegui notar grandes diferenças. Mas percebi que a argila negra deixa a pele menos ressecada e mais macia, com aspecto de pele mais saudável. Agora no inverno, a argila preta está sendo uma boa alternativa.

Shampoo Sólido de Pitanga


Esse shampoo em barra foi o produto que eu mais tinha criado expectativas e queria muito ter gostado, mas infelizmente não me adaptei a ele. Tenho muita simpatia pela Cativa, por isso me sinto mal de fazer uma resenha tão negativa.


Para começar, achei a cor da barra bem feiinha e não atrativa. Acho que poderiam ter colocado algum corante natural. Mas se eu tivesse gostado muito do produto, relevaria. A questão estética não teria feito muita diferença na minha decisão de comprar novamente.

Corto a barra em partes menores e coloco numa saboneteira para evitar desperdício durante o banho.

O cheiro também não me agradou. A barra até tem um cheirinho cítrico/herbal gostosinho, mas durante o banho, deixa a desejar. Me pareceu cheiro de sabão de limpeza caseiro (minha avó fazia! rs). Depois de seco, o cabelo não fica com nenhum cheiro.

Durante o banho, tive certa dificuldade em lavar o cabelo todo. Achei difícil de espalhar, começou a embaraçar, mas percebi que faz espuma razoavelmente. Ele deixa a sensação de que o cabelo está super mega limpo e que retirou toda a oleosidade do couro cabeludo. Faz até barulhinho de cabelo limpinho.

O problema é que depois de seco, meu cabelo ficou com um aspecto muito estranho. Me pareceu ensebado, como se tivesse resíduo acumulado e totalmente opaco! Imaginei que pudesse ser porque eu não tinha enxaguado direito, mas na próxima lavagem, deixei meu cabelo enxaguando bastante depois do condicionador e mesmo assim o resultado foi semelhante.

A única coisa que eu gostei foi o mega volume que ele deixou na raiz. Meu cabelo é liso, fino, oleoso na raiz e escorrido na testa, e talvez esse seja o único shampoo que dá muito volume, mas a troco de cabelo com aspecto feio. Então pra mim não valeu a pena.

Só não foi um total fail porque estou usando como sabonete de rosto e corpo. Lembrando que essa foi a minha experiência. A Vivi (do blog SOS Vegan) que tem cabelo cacheado, gostou muito do shampoo.

COMPOSIÇÃO: orbignya oleifera seed oil (Óleo de Coco de Babaçu), sodium hydroxide, alcohol, glycerin, saccharum officinarum, decyl glucoside, citric acid, theobroma grandiflorum seed butter (Manteiga de Cupuaçu), copaifera officinalis oil (Óleo de Copaíba), eugenia uniflora extract* (Extrato das Folhas da Pitanga), aloe barbadensis extract (Extrato de Aloe Vera), melaleuca alternifolia extract* (Extrato de Tea Tree/Melaleuca), pelargonium graveolens flower oil (Óleo Essencial de Gerânio), salvea esclarea oil (Óleo Essencial de Sávia Esclerea), citrus nobilis oil (Óleo Essencial de Mandarina), CI 77891, aqua, citronellol, geraniol, linalool, limonene.

Fortalecedor de Unhas



Este produto está fazendo muita diferença nas minhas unhas. Não é uma base, mas pode ser usado antes do esmalte. É uma solução a base de óleos essenciais de cravo e tea tree e óleo de linhaça e andiroba. Estes óleos essenciais são anti-fúngicos e a o óleo de andiroba e linhaça são indicados para quem sofre de unhas frágeis e quebradiças.

As minhas unhas não são naturalmente frágeis, mas se fragilizam sempre que entro em contato com produtos de limpeza (sabão em pó, detergente etc).

Estou usando toda noite antes de dormir e percebi que as minhas unhas estão com um aspecto muito mais uniforme e saudável. Não notei nenhuma quebra, mas estou sempre lixando e mantendo elas num tamanho médio. Ah e o cheirinho de cravo é muito agradável.

Composição: eugenia caryophyllata essential oil, melaleuca alternifolia essential oil*, carapa guianensis oil*, linum usitatissimum seed oil*, tocopheryl acetate, eugenol, limonene.

Sabonete de Argila Verde


Ele já apareceu aqui no blog antes e a minha pele se dá muito bem com ele. Tem argila verde, melaleuca, menta e capim limão na composição, os quais são indicados para peles oleosas e propensas a acne. A pele fica sequinha e livre de oleosidade durante o dia. O cheiro é muito bom!



BB Cream 6 em 1 com FPS 20



Eu li algumas resenhas sobre o BB cream da Cativa, criei várias expectativas e fiquei curiosa sobre como ele se adaptaria a todos os tipos de pele.

O sachê que eu recebi foi o suficiente para 4 aplicações no rosto todo e eu usei nos 4 dias seguidos. 
Para começar, notei que a cor dele é rosada, com algumas partes contendo micas douradas e partes de óleo. O cheiro é suave, mas um pouco estranho, difícil de explicar!  

Na primeira vez que usei, lavei o rosto com sabonete facial, apliquei um tônico e passei o bb cream na pele seca. Senti que o produto não espalhava direito e secava muito rápido, antes mesmo de espalhar pelo rosto. Se eu forçasse espalhar o que secou, formavam bolinhas como se estivesse descascando. Consegui então bravamente aplicar no rosto inteiro de maneira super rápida.

No dia seguinte, apliquei o BB Cream da Cativa com um hidratante facial. Dessa forma, achei que ele deslizou melhor na pele, não descascou e ficou mais uniforme.

Notei que, apesar de deixar um acabamento sequinho, ele também deixa um glow super bonito na pele, mas sem nenhuma partícula de brilho aparente. Infelizmente o tom rosado não se adaptou à minha cor de pele (amarelada). Ficou uma divisão visível entre o pescoço e o rosto. Percebi também que a cobertura é bem levinha, apenas deixa a pele com um tom uniforme, mas não cobre todas as manchinhas. O ponto positivo é que ele dura o dia todo e permanece sequinho, parecendo que aderiu bem à pele. Também não obstruiu meus poros nem apareceram espinhas.

Eu não compraria novamente porque a cor ficou estranha em mim, mas acredito que em peles mais rosadas/pêssego, pode dar certo. Não saberia dizer se ele é adaptável a peles mais morenas e negras, apesar de ser indicado a todos os tipos de pele. Além disso, ter que usar um hidratante antes do BB cream (para ele poder deslizar na pele sem descascar) perde um pouco do sentido pra mim de usar esse tipo de produto. Lembrando que essa é a minha opinião. Vi que algumas pessoas gostaram, como foi o caso da Nyle (blog Lookaholic).

___


O valor total dos produtos foi cerca de R$73 sem contar com as amostrinhas e os brindes com tema da Veggie Box. Como a assinatura é R$89 e sempre tem descontos, achei que nesse mês compensou.
,
Ela pediu pra aparecer! Adora tirar fotos com as encomendas e faz até pose... <3<3<3


segunda-feira, 16 de março de 2015

Corretivo Secret Cover Concealer da Milani


Há algum tempo uma leitora (obrigada, Paula!) comentou que a Milani tinha recebido a certificação de cruelty free da Leaping Bunny e da Peta, além de ter uma lista de produtos veganos no site. E para melhorar, a Milani está sendo vendida no Brasil, podendo ser encontrada em várias lojas físicas e virtuais (saiba onde encontrar nesse link).

Exemplos de produtos veganos


Comprei para testar esses 2 corretivos nas cores Warm Beige (01) e Natural Beige (07). Ambas as cores possuem subtons neutros, sendo a Warm Beige um pouco mais escura que a Natural Beige. Existem várias cores desses corretivos disponíveis e, por sorte, a cor Warm Beige é na cor exata da minha pele. A Natural Beige ficou muito mais clara para mim e talvez só sirva no inverno ou se estiver misturada.



A textura é em creme bem consistente, por isso gosto de aquecer o produto com os dedos antes de aplicar, para garantir que espalhe bem.

A cobertura é média e pode ser construída. Senti que ele cobriu bem as minhas marcas e manchinhas de espinha. Não tenho muita olheira, mas não notei que acumula nas linhas e nem craquela com o tempo, mas eu percebi que a pele precisa estar bem hidratada, senão qualquer ressecamento fica mais pronunciado. 

Ele dura o dia todo e não obstruiu meus poros.

Gostei muito desse corretivo e acredito que ele dá certo em todos os tipos de pele, não só nas mistas e oleosas.

Vem 7,7 gramas e custou R$30 na loja Femme Cosméticos, mas é possível encontrar também na loja Paletas, Pincéis e Cia ou importar na loja Beauty Joint por U$5 dólares.

Ingredientes: 


Amostra na pele toda usando o corretivo na cor Warm Beige (para referência, sou NC30):

Pele sem nada e pele com corretivo 

Pele com só com o corretivo