Beleza natural, futilidades e machismo

Me desculpem desviar do veganismo hoje, mas a reflexão que eu vou escrever não tem a ver com veganismo, mas com o assunto "beleza". Resolvi escrever porque eu estou cansada de ouvir por aí as pesquisas que dizem "homens preferem mulheres sem maquiagem" e que "homens preferem a beleza natural das mulheres."

A pergunta a ser respondida é: e eu com isso? O que a minha vida tem a ver com as preferências masculinas? Esse tipo de reportagem apenas evidencia a ideia machista que as mulheres vivem em função de agradar os homens. Pra piorar, disfarçam o machismo com mensagens do tipo "mulheres, nós homens somos tão legais que preferimos vocês naturais! Não precisam ficar se enfeitando tanto! Nós somos fáceis de agradar!"

Uma das coisas que mais me irrita é essa chatice de "mulher natural". Caras que se acham "verdadeiros, bonzinhos e legais" adoram sair por aí dizendo "não usem maquiagem, vocês são lindas como são, não pinte o cabelo, não coloque silicone, você não precisa disso".

Segundo essas pessoas, a beleza da mulher tem que ser natural, mas entenda por "natural" um padrão de beleza arbitrário imposto, e que de natural não tem nada. Ela deve ter corpo "impecável", estar depilada, sobrancelha feita, cabelo brilhando sem tintura, "domado", perfumada... O que querem dizer com beleza natural? Nada, afinal certas artificialidades são obrigatórias. Segundo a definição de natural dos homens, maquiagem não pode mas depilar é fundamental. Querem que a mulher seja "natural", mas basta mostrar uma foto de uma celebridade considerada bonita sem make que esses seres perfeitos (homens e mulheres) começam a fazer críticas agressivas e humilhantes a respeito da aparência delas.

Pra piorar, esses "caras legais" que defendem a beleza feminina sem "artificialidades" sempre descambam no "mulher que usa maquiagem é burra, fútil e vazia, sutiã com bojo é propaganda enganosa, quem tinge o cabelo é falsa" e etc. E dá-lhe estereótipos preconceituosos.

Mulher com maquiagem é propaganda enganosa, dizem alguns. Mas e quando você conhece e começa a gostar de um cara achando que ele é legal porque ele pagou de gente boa sábado à noite, e depois descobre que ele é um babaca machista conservador? Ou propaganda enganosa é só em relação ao visual? De repente disfarçar uma espinha ou uma olheira é super grave, mas e mascarar um caráter duvidoso? Quantos homens fingem serem legais, simpáticos, educados, gentis, pra ficar com uma mulher? Tudo teatrinho friamente calculado e ensaiado, sabemos, mas não costumo ver críticas a isso.


Imagem que estava rodando a internet a um tempo atrás

E se a mãe pinta os cabelos brancos? Ela é falsa também e não pode querer ter homens verdadeiros? Mulher tem que ter beleza natural, mas pintar cabelo branco é fundamental, né? E os homens que usam artifícios nada naturais pra ficar mais forte? Esses foram "esquecidos".

Quer mulher natural, mas não quer mulher de cabelo branco. Quer mulher natural, mas quando a Cláudia Ohana (eterna Natasha!) posou pra playboy "cabeluda", virou motivo de chacota durante décadas. A Adriane Galisteu é sempre criticada por mostrar os pelos das pernas. Acha que é homem natural, mas corta o cabelo, faz a barba, depila o peito, usa desodorante, toma esteroides para ficar mais forte. Qual a definição de natural, afinal? Além de completamente arbitrária, parece que ela só vale para a mulher.

Pra mim, isso é um jeito de impor regras na vontade alheia feminina de se sentir atraente. É um jeito de controlar a mulher pra ter a aparência que ele acha "natural", e não a que ela se sente bem tendo. Essa eterna megalomania de achar que as mulheres vivem em função dos homens, de agradar homem, de arrumar homem...

As ações das mulheres serão sempre criticadas. Pouco importa se elas estão fazendo alguma coisa para se sentirem bem consigo mesmas, ou se estão querendo mesmo atrair os homens (e não há nada de errado nisso). Quando um cara vai pra academia ficar mais forte, ele pode estar fazendo isso para se sentir bem ou para se sentir atraente para as meninas e não há nada errado em querer fazer isso.

É importante lembrar que quando uma mulher usa um rímel azul, um delineador roxo ou um batom vinho, ela pode não estar fazendo isso somente para atrair homens. A maquiagem também é uma forma de se expressar, pode ser divertido brincar com cores, é cultural (os índios que o digam), pode melhorar a autoestima ou esconder algo que não estamos satisfeitos em nosso corpo ou rosto. Resumindo: pode ser apenas divertido! Hobbies existem pra isso, não?

Sim, produtos de beleza são futilidades. Mas são essas futilidades divertidas que fazem a vida valer a pena. Ninguém vive só pra estudar, trabalhar, pagar conta de água, luz e comer arroz e feijão. Porém, as futilidades femininas são sempre as mais atacadas, curiosamente. Não costumam criticar quando um homem passa horas malhando na academia (nem venha dizer que é por saúde). Quando uma mulher ganha um concurso de Miss, ela é muitas vezes considerada fútil, vazia e provavelmente burra. Já quando o cara ganha campeonato de fisiculturismo, é exemplo de persistência e força de vontade a ser seguido, é disciplinado e merece ser exaltado. Nunca associam à burrice ou futilidade. E eu conheço muitos homens que não conseguem discutir algo mais complexo que musculação e futebol.

Só pra constar, eu sou contra essa ditadura da maquiagem que também é imposta. Usa quem quer, quando quer e o quanto quer. Viva a liberdade de escolha, contanto que não esteja fazendo mal a ninguém nem aos animais (cruelty free sempre!). Devemos fazer críticas às imposições criadas na sociedade. E discutir beleza é tão relativo... algumas pessoas preferem estar maquiadas, outras não. Ótimo! Viva a diversidade! Não acho que seja eficaz julgar quem usa ou quem não usa, não acho que maquiagem seja um mal que deve ser combatido. Somos muito mais que aparência.

Cada vez que umx chatx vier falar que sente "saudade" da época que as mulheres não usavam maquiagem, silicone e botox, que suas escolhas são desnecessárias e supérfluas, essas serão as minhas respostas:



"Prezadas meninas, não fiquem inseguras. Vocês não precisam de maquiagem e roupas legais. Vocês são todas bonitas pra caralho."
Resposta: "Prezado menino do espaço sideral, não me diga o que fazer."

Ah, você não usa maquiagem? 
Por favor me diga o quanto você é uma pessoa melhor que eu.

38 comentários:

  1. Excelente! Existem pessoas que se alienam tanto em não seguir padrões que acabam formando novos padrões. Mas seu texto cai muito bem para os fatores psicológicos inclusive, nossa sociedade sempre incentivou características psicológicas masculinas e sempre reprimiu as características femininas, e as revistas de massa estão ai para confirmar o que eu digo, a mulher supervalorizada é um homem de saia, e quem sou eu para dizer o certo ou errado, mas minha opinião é que o mundo masculino é a parte desse planeta que sofre menos opressão e pensa que pode opinar, as mulheres, os animais e as crianças, tido como ''inferiores'' ou abaixo dos homens são sempre os que mais sofrem opressão e precisam seguir padrões impostos. No final das contas existe um link com o veganismo indiretamente sim. Eu acho que as pessoas deveriam viver e deixar viver, cada um sabe do que gosta e do que faz, e acima de tudo aprender a fazer bom uso do respeito.

    Simpatizo muito com suas idéias Eliana, obrigada por compartilhar seus pensamentos, não me senti sozinha no mundo hehe :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvia!
      Gostei do seu comentário! É exatamente isso o que eu penso e fico muito feliz que tenha gostado do texto.
      Obs: adorei seu blog!!! Estou te seguindo.
      Beijos

      Excluir
  2. Bem legal o texto, nem tem muito o que falar, é isso aí mesmo! Muito foda a resposta da garota hahahah Queria só observar um detalhe.. homens não sabem o que querem, de modo geral eles não sabem o que é estar "sem maquiagem". Já viu aquelas montagens em que aparece a moça com maquiagem leve e os comentários são tipo "oh, você fica tão linda sem maquiagem", daí aparece ela toda maquiada e os comentários são "por que você usa tanta maquiagem?" daí aparece ela de cara lavada e dizem: "você está doente? parece abatidinha..." HAHAHAHA então mesmo quando pensam que são bonzinhos por nos amarem como nós somos... estão redondamente enganados rsrsr olha só:
    http://www.thegloss.com/wp-content/uploads/2013/07/makeup.jpg
    http://www.msbeautygold.com/wp-content/uploads/2013/11/No-makeup-look-3.jpg
    http://i.imgur.com/Gcwzd1m.png
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah essa menina conseguiu resumir o meu texto nessa foto! É exatamente isso, nem eles sabem quando alguém está mesmo sem maquiagem. E viva a maquiagem!
      Beijos

      Excluir
  3. Ótimo post Eliana!
    Compartilho da sua indignação também :/
    É realmente frustrante sofrer críticas sem total fundamento o tempo inteiro fazendo o que vc quer/gosta de fazer, ou ver capas de revistas femininas com manchetes machistas e ridículas fazendo-nos ser objetos de desejo masculino ("como agradar o seu homem", "descubra como arrazar com os meninos" ou ainda "perca X quilos em uma semana" hahaha!)

    Gosto muito desses seus posts reflexivos, pois levam a uma discussão saudável :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jess, obrigada! Fico muito feliz que tenha gostado.
      É mesmo frustrante isso! E essas revistas tem sempre a mesma capa todo mês! haha
      Beijos

      Excluir
  4. Respostas
    1. Oi Nadja,
      Triste ter que explicar isso, né?

      Excluir
  5. Concordo com você!! Infelizmente a sociedade é muito machista e pior a maioria das mulheres também são! Não sou feminista também! Sou da "vibe" que cada um viva como quer e não se meta na vida alheia! Se as pessoas passassem a se preocuparem menos com os outros e olharem mais para suas próprias atitudes(autocrítica) com certeza a sociedade seria bem melhor e menos hipócrita!

    Beijooo!

    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Izabella!
      É, infelizmente eu ouvi na semana passada de uma mulher que ela achava que mulheres que usavam maquiagem tinham atestado de burrice. É triste ouvir machismos de mulheres!
      Se vc tem essa vibe, pode ter certeza, vc é feminista! E olha, eu também sou e acredito que se o mundo fosse feminista, seria um lugar bem melhor! Feminismo é a negação do machismo, é o direito de escolha e igualdades. Não é o contrário do machismo.
      Beijos

      Excluir
  6. Muito bom o texto. E esse discurso de "natural" ainda é usado pra "justificar" transfobia. Vejo muita gente falando "nossa, pra que tanta maquiagem, ficou parecendo um traveco", tratando as travestis e mulheres trans como não-mulheres.

    (Ah, eu tinha feito um comentário melhor/mais explicado pelo celular e na hora de enviar, passei a página sem querer ¬¬)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa... eu nunca ouvi isso ainda. Mas sei bem que rola muita transfobia, sim, lamentavelmente. Bom vc lembrar isso também, não tinha pensado nisso.

      Ai que merda esse blogger que apaga as mensagens do nada, né! Já aconteceu isso comigo várias vezes.

      Excluir
  7. ah tá....como se numa sociedade machista tudo isso aí fosse "escolha",como se afutilidade feminina ( viover para agradar os homens e imposição de cruéis padrões de beleza) fosse comparável á masculina( os caras fazem por eles mesmose é sempre ligado á esporte,movimento). Enfim,vindo de vegana,não me surpreende....e se tudo é "opinião" e vc não está nem aí para a dos outros,então,não fique de mimimi se muitos não escutam vcs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O uso do ad hominem ("...vindo de uma vegana") somado ao seu português sofrível me deram preguiça de responder.

      Excluir
  8. Eliana, você é sensacional. Resumiu tudo que eu penso nesse artigo. Dá uma preguiça de certas pessoas mesmo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sanndy! :)
      Que legal que tenha gostado do post e que bom que também tenha se identificado. Nem me fale dessas pessoas! haha

      Excluir
  9. Eliana, você conseguiu, como sempre, traduzir tudo que eu penso!
    Pode não parecer, mas existe uma correlação com o veganismo sim; somos todos donos de nossas vidas e não a vivemos em prol de terceiros! - acho que o texto sintetizou bastante isso.
    Sempre que vou para uma festa em que a família se reúne, ou apenas um almoço, sou interrogada primeiramente por estar comendo algo que não contenha carne. Tem aquelas velhas amigas da minha avo que ficam querendo meter na minha cabeça que tenho que ter mais corpo, que sou magra pela ausência de carne e blablabla
    ''Primeiro, a sua verdade vale apenas para você, eu não estou machucando ninguém sendo assim, e o corpo me pertence'' - é o tenho vontade de falar, mas sou educada demais para isso. Ja nem sei mais se toda essa educação vale realmente a pena. As vezes me sinto besta, sabe?
    Fica difícil explicar que a carne não tem utilidade em nutrir as pessoas, e que pode ser reposta perfeitamente.
    E para piorar, um tempo eu estava com anemia porque trocava refeiçoes importantes por uma fruta, e propagaram que eu estava assim pela ausência de carne. Sao informações falaciosas como essas que afastam cada vez mais pessoas do veganismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que pensa assim também,Vany!
      Então, também acho que veganismo e feminismo andam de mãos dadas.
      Eu era assim no início, não discutia com ninguém. Mas hoje, estou mais segura quanto aos questionamentos e sempre que vem me perguntar ou debochar, acabo deixando essas pessoas sem resposta! Não é nem questão de educação, mas de se posicionar de acordo com os nossos princípios.
      Vê direitinho essa anemia. É normal a gente comer mal no início, mas pode servir de desculpa para as outras pessoas nos questionarem! :/ Não que elas tenham a saúde perfeita, mas tudo que elas procuram é um defeito para apontar o dedo, infelizmente.

      Excluir
    2. Acho que não sou confiante mesmo, Eliana! Espero que minha vida siga o mesmo rumo que a sua e evolua, porque só consigo me expressar bem com uma pessoa, quando tem muita gente mesmo que eu queira, não consigo! Eu acho que deveria ser mais oportunista e aproveitar ocasiões em que o veganismo esta em pauta e expor minha opinião a respeito do assunto, mas muito pelo contrario, detesto que falem do veganismo perto de mim. Sinto como se devesse falar algo, mas sou insegura demais para isso.
      Um exemplo foi meu professor de Biologia falando sobre o quanto vegetarianos são bestas... meu sangue ferveu, mas não falei nada, e as pessoas que presenciaram aquilo ficaram certas de que o veganismo realmente não passa de uma grande perca de tempo. Me sinto culpada por isso -_-

      Excluir
    3. Te entendo perfeitamente! Mas a segurança aparece quando sabemos bastante de um assunto. Depois de um tempo as respostas ficam automáticas, porque os argumentos dos carnistas se repetem, são sempre os mesmos mimimi.

      Não sei se vc já conhece, mas recomendo o blog do Robson: http://veganagente.consciencia.blog.br/

      Excluir
    4. Vc tinha que ver ele falando, chegou a ser cômico!
      Foi mais ou menos assim; tem gente que deixa de comer carne por pena dos animais, mas os proprios animais fazem isso, e qnd vc morrer mesmo que vc nao coma carne, os insetos vao comer vc,é a cadeia alimentar, gente!
      Concordo ctg quando diz que os argumentos sao sempre repetidos. Ele so nao citou o argumento das plantas sentirem dor (mas tbm ia ser sacanagem um professor de biologia dizer isso). kkkk Valeu pelo link do site, vou dar uma olhada! Nao conhecia

      Excluir
  10. Uma coisa que escuto com grande frequência é
    - Nossa, mas você é tao bonita naturalmente, não precisa de tudo isso!

    Como se eu me maquiasse para que me admirem... eu me maquio para contrastar a minha personalidade e sinceramente odeio pessoas que fazem tudo simplesmente porque esta na moda.
    No mundo atual da perfeição inalcançável, onde todos querem ser cobiçados, admirados, perfeitos, não existe mais a individualidade. "Se é isso o que funciona, é isso o que vou usar". Não enxergam o erro fatal por trás dessas palavras, onde o novo nunca se encontra, mas só o velho em preto e branco, amassado e gasto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu também acho que o mais importante é nos sentirmos bem, independente de estarmos ou não maquiadas. Mas mesmo se alguém se maquiasse pra que os outros admirassem, e daí? Não há nada de errado em querermos ser admirados pelos outros. Contanto que não exista uma pressão social, eu não vejo motivos para não nos arrumarmos para os outros.

      Excluir
    2. Acho que, quando quando uma pessoa agrada alguém sem nenhuma pressão, de alguma maneira ela esta se agradando ao agradar aquela pessoa, então ainda sim esta partindo de um agrado vindo dela mesma.

      Excluir
  11. Eliana, fiz um texto sobre isso, porque vivenciei situações similares e com seu texto comecei a voltar minha mente sobre elas...
    Acho que escrevo de uma maneira meio confusa... mas tentei! http://conclusoesnoturnas.blogspot.com.br/2014/10/autenticidade-estetica.html
    E mais uma vez tenho a lhe dizer; sua maneira de argumentar é perfeita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vany, adorei o seu texto! *-*
      Fico feliz que tenha gostado do post.

      Outro dia eu estava pensando que poderia acrescentar também nessa argumentação de que "o natural é que é bom", como que os transexuais e homossexuais ficariam nessa situação? Deveríamos dizer a eles que se contentem com o natural? Tipo: "vcs não precisam de trocar de sexo, sejam 'naturais'". Mas como é que fica a nossa vontade de nos expressar? E é nessa lógica que eu penso que na verdade, quando nos dizem para sermos naturais, na verdade é que a pessoa não passa de um caga regra na vida alheia, de querer que os outros se comportem da maneira como ELE acha melhor...

      Excluir
    2. *Escrevi muito mal! haha me desculpe, estou com um baita sono!
      Beijos

      Excluir
    3. Compreendi perfeitamente, Eliana haha
      Como citei no texto, autenticidade vem de dentro, e os transexuais se sentem assim, e porque não dizer que eles são assim? Eu entendo a palavra naturalidade como descritiva de uma pessoa espontânea, e você?
      Quando eu tinha 13 anos admirava - e ainda admiro, só não me rotulo mais - a subcultura gótica - e minha mãe dizia que eu estava me fazendo ser alguém fora da minha naturalidade, mas eu só me sentia bem daquela forma, e porque não dizer que eu era assim? Para mim tudo que vem de dentro é natural.

      Excluir
    4. Não condigo pensar numa definição de natural. Mas concordo com você quando diz que natural é o que vem de dentro.
      Geralmente natural é remetido à natureza. E muitas vezes essa definição leva às pessoas a cometer falácias naturalistas ("o que vem da natureza é bom. o sintético/artifical é ruim").

      Excluir
  12. Entrei no facebook ainda agorinha e vi uma amiga minha publicar criticando homens muito sarados...
    Eu nao curto... mas nao quer dizer que nao seja bonito... Como eu expus no meu texto, acredito que somos todos bonitos, apenas nao para uma unica pessoa. Tipo, odeio funk, e houve ate uma epoca em que eu odiava todos que escutassem aquilo, mas aprendi que se alguem quer mesmo cantar ou ouvir aquilo esta tudo bem (contanto que nao me force a ouvir). Nao acho que seja ruim... para mim o mundo é rodeado de coisas boas para pessoas diferentes. Enquanto eu gosto de Darkwave, Indie, Blues, Jazz e musica classica existem pessoas que acham sonolentas ou so nao se adequam a esse tipo de musica.
    Para mim verdade absoluta no que diz respeito a conceito de beleza seja em uma musica, roupa ou algo do genero nunca vai existir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, uma coisa é opinião pessoal. Você pode preferir uma cor ou uma música, e não há nada de errado nisso. Outra coisa é impor essa opinião, como fazem os religiosos quando não querem que os homossexuais se casem, por exemplo.

      Tem gente que acha mulher gorda feia (e tem todo o direito de achar). O problema é essa pessoa querer que todas as mulheres sejam magras e começar a humilhar quem é gorda, só porque ELA acha mulher gorda feia.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  13. Como vc disse, Eliana, ninguém tem que dizer a ninguém o que fazer com o próprio corpo... penso isso para homens ou mulheres. Somos livres! E desaprovei a atitude da minha amiga por conta disso.

    ResponderExcluir
  14. Ja me falaram que eu devia falar um pouco mais sobre os benefícios que o veganismo trás para a saúde, mas que moral eu tenho fumando para falar de saúde? Sem contar que eu acho que como sendo donos de nossa própria vida, temos o direito de optar por ter saúde ou não, contanto que isso não vá interferir na vida de terceiros, para mim cada um com sua vida e suas decisões, o que se difere de achar que ser onívoro não passa de uma opinião pessoal, pois a sua liberdade aniquila outras liberdades, mesmo que esta seja instintiva, ninguém tem o direito de tirar a vida de alguem com algum problema neurológico, um bebe, tampouco de um animal, que assim como todos os seres sencientes sente sensações prazerosas e desprazerosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo 100% com vc, Vany. Podemos fazer o que quiser com a nossa vida, mas não temos o direito de machucar terceiros.

      Excluir
  15. É errado eu falar que me sinto atraído por certa característica em uma pessoa?
    Estou sendo machista por isso?
    Mulheres não sentem atração pessoal por algum tipo de homem ou determinadas características físicas?

    Natural é meio variável, no texto você impõe a sua visão de natural como sendo do homem, porém é um conceito meio abstrato, talvez uma visão melhor seria algo como a Barbie Humana, Mayra Hills, Mulher com Anorexia.

    Mas isso não quer dizer que uma mulher com tatuagem é mais feia, uma mulher depilada seja feia, uma mulher de batom seja feia, uma mulher com o cabelo pintado de vermelho seja feia.

    A ideia é a fuga do que nós reconhecemos como outro humano.
    Índios se pintam, mas ainda assim continuam naturais.

    Porém uma pessoa extremamente magra, muito deformada, rosto muito anti natural causa certa repulsa natural.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc não soube interpretar o meu texto, Marcos.

      Eu não disse que achar pessoa x atraente e pessoa y não atraente seja errado nem certo. Machismo é impor regras de beleza, como as que eu exemplifiquei no texto. É achar que só porque ele acha característica x bonita, todas também deveriam ser assim.

      Sim, o conceito de natural é abstrato. Por isso falar que mulher ao natural é que é bonita é sem noção, no mínimo. A pessoa nem sabe o que é ser natural.

      "muito deformada, rosto muito anti natural causa certa repulsa natural." sua opinião. Não tente impor o que vc acha feio como regra.


      Excluir
    2. Moço. O senhor é machista. Respeite a matéria. Eu amei.
      É a verdade que nós mulheres, passamos.

      Ano passado fui numa constelação familiar e o facilitador me chamou de canto e pediu pra eu reduzir o make.
      Meu ex chegava a esconder minha sombra gloss e me desmoralizar reclamando do meu lápis, do laranja do cabelo.
      Um amigo ontem veio me dizer que eu "não me amo" por me maquiar...

      Excluir

Tecnologia do Blogger.