segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

O que eu ganho sendo vegana(o)?


O ponto central do veganismo é o fim da exploração dos animais. Veganismo é uma postura cujo foco central e principal são os animais. No entanto, frequentemente, as discussões sobre veganismo acabam abordando a seguinte questão: o que EU ganho sendo vegano.

É comum em debates as pessoas confundirem veganismo com busca pela saúde pessoal. A pessoa pergunta se um determinado produto é vegano e recebe como resposta “isso faz mal! Não coma!”. A pessoa coloca uma foto de um doce vegano e recebe comentários tipo “eu não como isso. As gorduras saturadas e o açúcar blablabla”. Uma crítica que eu fiz à Revista dos Vegetarianos foi exatamente essa: desviar o “vegetarianismo pelos animais” para “vegetarianismo pela saúde”. A revista só falava de como o alimento X ou Y iria beneficiar à saúde humana, raramente abordando questões éticas ligadas aos animais.




Vejo vários problemas em querer relacionar veganismo à busca pela saúde, ou seja, o que VOCÊ irá ganhar sendo vegana. Apresento alguns abaixo:

1) Se o objetivo do veganismo fosse a saúde humana, então não haveria problema algum em usar peles, produtos testados em animais, participar de caçadas e pescarias, afinal de que maneira essas práticas afetam a saúde humana? Como veganismo é uma prática muito mais abrangente do que uma mera dieta, se você só se preocupa com o que come (e a sua saúde), jamais será um vegano, ou seja, alguém realmente comprometido em promover o verdadeiro fim da escravidão animal. Veganismo não é dieta!

2) É possível ser saudável comendo carne, ovos e leite. A alimentação mediterrânea é reconhecidamente uma das mais saudáveis que existem. Dessa forma, se o objetivo do veganismo fosse uma busca pela saúde, ele seria no máximo apenas uma das opções de DIETA disponíveis, não sendo de maneira alguma obrigatório. O veganismo passaria de obrigação moral para opção de dieta.

3) Se o grande objetivo do veganismo é por um fim à desgraça animal, ele deve ser viável a todas as pessoas e não apenas a um pequeno grupo. A única forma de salvarmos os animais em grande escala é transformar o veganismo em algo acessível a todos, em larga escala. Relacionar o veganismo a um nicho de pessoas em busca de um objetivo PESSOAL como saúde é uma péssima estratégia se o nosso objetivo for salvar animais.

O veganismo tem que ser acessível a todas as pessoas, com os mais diferentes estilos de vida. É perfeitamente possível que um cara sedentário, que só come junk food e que não está nem aí pra a saúde dele seja vegano. Afinal de contas, cada um que cuide da sua própria vida. Não temos o direito de machucar terceiros por causa das nossas escolhas, mas com o nosso próprio corpo fazemos o que bem quisermos. Se o cara não quer cuidar da saúde, isso é um direito dele e deve ser respeitado, mas que não o impede de ser vegano.

4) Agora vem a parte mais importante pra mim. Discutir saúde só vale a pena quando tentam afirmar que uma dieta que exclua ingredientes de origem animal não possui todos os nutrientes. Nesse caso, vale a pena mostrarmos que a dieta vegana atende a todas as necessidades nutricionais em qualquer fase da vida. Ser vegano não faz mal. Você não estará obrigatoriamente prejudicando a sua saúde.

No entanto, sinto que muitas pessoas gostam de relacionar veganismo com saúde para mostrar o que nós ganhamos pessoalmente sendo veganos, achando que isso daria mais força à argumentação vegana. Me parece que os direitos dos animais não tem tanta importância para essas pessoas, mas quando nos provam que ganhamos algo sendo veganos, temos enfim um bom motivo para aderir à dieta vegana.

Fonte: Vegamet

Considero esse raciocínio bastante maléfico e, infelizmente, muito comum. Em várias outras situações percebo como as pessoas pretendem justificar uma causa usando argumentos como “apoie essa causa porque será melhor pra VOCÊ”. Por exemplo, já cansei de ver gente dizendo “machismo faz mal aos homens também. Lute contra o machismo” ou “sou contra estupro, afinal tenho mulheres na família”. Resumo dessa linha de pensamento: só devemos lutar por algo se formos beneficiados diretamente. Discordo dessa postura egoísta completamente. O veganismo é uma luta pelo respeito aos ANIMAIS! Não queremos legislar em causa própria e isso é uma das coisas mais bonitas no veganismo: a total preocupação com o próximo, a total ausência de egoísmo tipo “e o que eu ganho com isso?”. Dessa forma, me recuso a transformar a discussão vegana em “seja vegano, afinal você se beneficiará com isso (saúde) e, se você ganhar algo, então terá um bom motivo para aderir à causa”.

Veganismo não é luta pela saúde, não é uma forma de não nos intoxicarmos com “energias ruins vindas da morte do animal”, não é para auxiliar a meditação ou qualquer outro motivo totalmente antropocêntrico e egoísta. Veganismo é uma luta PELOS ANIMAIS! Fica a pergunta: defender a causa animal, mesmo que um humano não ganhe nada com isso, já não é motivo suficiente?

21 comentários:

  1. Adorei seu post e esclarecimento. Muita gente pensa que fazemos essas escolhas porque não gostamos de carne, por causa da saúde e tudo mais, mas a causa é muito maior. Eu a cada dia tento tirar da alimentação os derivados, para tentar entrar no veganismo, somente com meu filho que ainda não farei isso por ser muito pequeno, nas ele já é vegetariano. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cibele,
      Que bom que vc gostou e está tentando cortar os derivados! :) Seu filho deve ser um fofo!
      Beijos

      Excluir
  2. Olá! Adorei o seu post! Eu me tornei vegana em abril e foi uma das melhores decisões que já tomei na vida. Me irrita quando as pessoas confundem veganismo com dieta. por exemplo: outro dia teve uma festinha no trabalho e compraram uma caixa de leite de soja para mim, enquanto todo mundo tomava refrigerante. Eu adoro junk food (infelizmente) e ser vegana nunca me impediu de comer muita batata frita, Cebolitos, pimentinha, Paçoquita etc, nem de beber muita Pepsi. O motivo de eu ser vegana é a indignação pelo sofrimento animal, então, o dia que eu resolver ser uma pessoa mais saudável, vou procurar consumir mais frutas e vegetais e cortar as guloseimas, mas isso não muda em absolutamente nada os meus propósitos veganos. Beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luna,
      Fico muito feliz que tenha gostado! Concordo com tudo.
      Me identifiquei com vc. Tenho um "dia de lixo" no qual como batata frita, doces veganos e umas bebidinhas, que ninguém é de ferro. Acho que a nossa alimentação já é restritiva o suficiente para nos darmos ao luxo de comer porcarias de vez em quando. Não gosto de quem fica vendendo a dieta pessoal como saúde. Acaba como vc mesma disse, as pessoas confundem e acham que nosso veganismo é opção pessoal de dieta. Se não estamos prejudicando terceiros, não tem porque impor um modo de alimentação a ninguém.
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Eliana!

    Muito pertinente esse post. Realmente é péssimo e egoísta ficarem limitando o veganismo a dieta. A alimentação é apenas um dos pilares do veganismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vivi,
      Que bom que tenha gostado! Ficou parecido com aquele seu texto (excelente, diga-se). Mas esse tema merece ser mais debatido. O veganismo tem vários pilares, mas o direito dos animais é a essência. :)

      Excluir
    2. Oi Eliana!

      Obrigada! É realmente um assunto que precisa e merece ser debatido várias vezes. Com certeza o direito dos animais é a essência. :)

      Excluir
  4. Adorei seu texto. O veganismo é pelos animais, por respeito. É por saber da exploração e não aceitá-la, porque do mesmo modo que eu não quero ser explorada, não quero a exploração de outros seres.
    "Dessa forma, me recuso a transformar a discussão vegana em “seja vegano, afinal você se beneficiará com isso (saúde) e, se você ganhar algo, então terá um bom motivo para aderir à causa”."
    Concordo com o que você disse.

    :***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Melissa,
      Que bom que gostou do texto! :D
      Beijos

      Excluir
  5. Olá! Descobri seu blog hoje e ameiiii! Sou vegetariana tem 9 anos e esse mês comecei a transição para o veganismo! Adorei mesmo o blog e as dicas de maquiagens e produtos vegans! AMO maquiagem! Está de parabéns! =****

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Izabella, obrigada! :)
      Fico muito feliz que esteja gostando do blog. Espero que a sua transição para o veganismo esteja sendo fácil, mas qualquer dúvida que tiver, estou à disposição.
      Beijos

      Excluir
  6. Como sempre um ótimo post Eliana! Um assunto que vivo discutindo com várias pessoas que me questionam e perguntam o que eu ganho com isso, penso exatamente como você :)

    ResponderExcluir
  7. Oi Eliana,
    encontrei seu blog quando estava procurando informações sobre a marca Finesse e descobri, infelizmente, que ela também faz testes em animais.

    Porém, fico muito feliz em ver uma vegana escrevendo sobre princípios abolicionistas em blogs majoritariamente(posso estar enganado) femininos.

    Quanto à revista Vegetarianos, acho que o público é esse mesmo, são os que tem interesse em "saúde e boa alimentação"; não consigo imaginar a revista escrevendo sobre Direitos Animais e imperativos éticos, seria como dar um murro na cara de muitos que leem a revista, acho que eles preferem manter a postura de dieta como uma "opinião pessoal".

    Enfim, concordo que a forma que divulgarmos o veganismo faça diferença SIM, principalmente a logo prazo, só que a diferença quem vai sentir não somos nós, mas aqueles que estão sendo danados todos os dias, independente da crença das pessoas sobre o significado de veganismo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cney,

      Que bom que vc também pensa assim. Fico feliz que tenha gostado. Aqui no blog vc pode encontrar várias marcas de shampoos e produtos veganos para cabelo.

      Infelizmente as razões que levam uma pessoa a se tornar vegana podem passar por motivos que não incluem o direitos dos animais, algo que ao meu ver, não se sustenta a longo prazo.
      Abraços

      Excluir
  8. Oi Eliana, tudo bem?

    Bem, vou comentar neste poste mesmo.
    Li um livro de uma coleção da Superinteressante que falava,
    resumidamente, sobre o
    vegetarianismo. E em uma parte do livro, fala que para realização das plantações de vegetais

    também é preciso derrubar árvores, ou seja, que de um jeito ou de outro,
    causa o desmatamento. Que alimentos ôrganicos tem um custo alto

    e pouco redimento e inatingível para população pobre. Que vegetais e cereais

    não são capazes de fornecer os nutrientes necessários para corpo, que

    somente carne tem tais nutrientes, etc.

    Muita baboseira, não creio que para plantar vegetais, leguminosas precise

    desmatar, mas acredito que muitos alimentos recebem químicas para

    estimular o crescimento deles. Então, acho que, tanto a carne como os

    vegetais não ôrganicos, consumidos a longo prazo pode causar algum mal à

    saúde. Mas, a saúde não é o princípio do vegetarismo.
    Penso que a Ed. Abril distorce as informações ou escreve de um modo que te deixe confuso.

    O que vc pensa sobre isso? Sou iniciante do Vegetarismo, tenho pouco conhecimento no assunto. Leio informações sobre assunto na internet... às vezes, me sinto um pouco insegura para argumentar com alguém leigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juubs!

      1) Em relação aos nutrientes, já está mais do que provado que uma alimentação vegana bem planejada é capaz de fornecer todos os nutrientes necessários aos humanos em qualquer fase da vida. A ADA (associação de nutrição dos EUA) e o CRN (conselho regional de nutrição) afirmam isso. A ONU também recomenda o veganismo.. ou seja, dizer que uma dieta vegana é nociva para os humanos não só vai contra o que a ciência afirma, como é uma mentira deslavada frequentemente usada para atender interesses particulares de pessoas que lucram em manter as coisas como estão. Causar medo na população, mesmo que seja através da disseminação de informações infundadas, é um método bastante eficiente, afinal muita gente costuma cair.

      Faça o seguinte: toda vez que alguém te disser que a dieta vegana não fornece nutrientes, pergunte qual nutriente exatamente falta. Vc vai ver que a pessoa vai engasgar e não vai saber dizer qual. Ela vai enrolar, vai dar respostas genéricas como "ouvi dizer que só carne tem um aminoácido X, mas não lembro qual..." e vai querer mudar de assunto. Todo mundo adora dizer que a dieta vegana é pobre em nutrientes, mas quando vc pergunta de qual nutriente eles estão falando, pedindo para elas serem um pouco mais específicas, ninguém sabe responder exatamente! "Falta ... er... hum.... unnn... proteína!" Hahahaha!

      De qual nutriente exatamente a revista está falando? Qual nutriente essencial apenas a carne pode fornecer? Que eu saiba, é só a vitamina B12, mas ela é encontrada na forma de alimentos suplementados e suplementos.

      2) Em relação ao desmatamento, é claro que plantação desmata. No entanto, se nos alimentarmos de animais, o desmatamento é multiplicado por mil, afinal os animais criados para consumo comem ração (vegetais), e muito! Cerca de 80% da agricultura mundial é destinada a alimentação dos animais de consumo, segundo a FAO.

      Vc faz idéia do tanto de proteína vegetal que um porco (por exemplo) precisa comer para fornecer 1kg de proteína animal no dia do assassinato (abate)? Pra cada kg de proteína animal fornecida são quilos e quilos de proteína vegetal consumidos pelo animal. É muito alimento e, consequentemente, muita agricultura e desmatamento só para alimentar animais! Animais são péssimos conversores de alimentos, precisando comer muito e durante muito tempo para depois fornecerem pouco alimento. Se todos os vegetais usados na alimentação animal fossem utilizados para alimentar diretamente os humanos, o desmatamento seria consideravelmente reduzido. Não seria eliminado, mas seria reduzido.

      Vc acha que a soja produzida desmatando a Amazônia é para consumo humano? Eta povo que come soja, hein? Aquilo é soja para alimentação animal!

      O erro é pensar que ao comer uma carne, leite ou ovos, vc não está desmatando. Está, e muito. Muito mais do que se comesse apenas vegetais. Todos os problemas relacionados à agricultura estão embutidos nos produtos animais. Se desmatar é um problema para vc, pare de comer animais imediatamente.

      3) Alimentos orgânicos ainda não fazem parte da realidade da população mais pobre que vive nas grandes cidades. É verdade. Dá pra plantar em casa e tals, mas é ainda é pouco. Mas o que isso tem a ver com o consumo de animais? Torturar, escravizar e mutilar animais é a solução para quem não pode comer orgânico? Não tem lógica nenhuma isso.

      Vamos excluir os orgânicos do raciocínio no momento. Para a alimentação em larga escala atualmente, ou são usados animais criados intensivamente ou usamos a agricultura mecanizada e com agrotóxicos. Concordo que esse tipo de agricultura não é a menos inofensiva, mas como comer animais pode ser, sob qualquer ponto de vista, uma opção melhor que a pior das agriculturas? Ainda mais quando lembramos que esses animais são criados consumindo massivamente a mesma agricultura que estamos, eventualmente, condenando! Dos males o menor, e qualquer agricultura é melhor que explorar animais.

      Excluir
    2. Links interessantes:

      http://vista-se.com.br/redesocial/conselho-regional-de-nutricionistas-crn-3-publica-parecer-sobre-dietas-vegetarianas/

      http://www.guiavegano.com.br/vegan/nutricao-2/artigos/nutricao/atualizacao-da-ada-americam-dietetic-association-sobre-dietas-vegetarianas

      http://www.fao.org/docrep/012/i0765pt/i0765pt08.pdf

      http://www.consciencia.net/ecologia/vegetarianismo.html

      Excluir
    3. Muito obrigada por responder! Hoje peguei emprestado numa biblioteca pública o livro Virei Vegetariano e Agora? E acho que foi vc que recomendou a leitura.

      É, confesso que essa informação da Superinteressante me deixou confusa, porque o que eu havia lido a respeito disso pela Web era completamente diferente. Em um momento parece que eles defendem o desmatamento para fim de criação de gado e plantações de cereais, depois é abordado as desvantagens que isto pode causar para o meio ambiente, dos gastos de um animal, a quantidade de água e soja que um animal consome, etc.
      Enfim, eu sempre fui um pouco desconfiada da Ed. Abril, e agora vou colocar em prática o que uma vez vc havia dito aqui no blog, "Não acredite em tudo que lê".

      Excluir
  9. Muito legal o post. Só ressaltando q a vitamina B12 é o único nutriente ausente em uma dieta vegana e deve ser necessariamente suplementado. Enquanto q em um dieta onívora muitas vezes se tem excesso de colesterol e gordura saturada, na dieta vegana os cuidados são diferentes. Deve-se cuidar para obter o cálcio necessário e geralmente mulheres têm dificuldade em obter o VD de ferro (q é mais q o dobro do VD para homens e sendo o ferro de origem vegetal não-heme, a recomendação da SVB é maior ainda). Segue o link: http://www.svb.org.br/livros/guia-alimentar.pdf

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, suplementar B12 é essencial. Cerca de metade da população possui deficiência de vitamina B12, incluindo aí as pessoas que comem carne. https://pt.wikipedia.org/wiki/Defici%C3%AAncia_de_vitamina_B12

      Eu incluí vários links sobre nutrição na aba acima, depois dá uma olhada: http://belezavegan.blogspot.com.br/p/links-uteis-sobre-nutricao.html

      Excluir