Soja: não acredite em tudo que lê!

07:34
Produtos à base de soja


















Não dá para negar que, apesar de não ser indispensável, a soja é uma mão na roda na vida dos veganos e vegetarianos. A cada dia surgem opções de leite de soja, queijo de soja, hambúrguer de soja, chocolates de soja, salsicha de soja e sorvete de soja. Esses são exemplos de substitutos aos produtos contendo derivados de animais. Há uns 10-15 anos não víamos nenhum leite de soja de caixinha nas prateleiras dos supermercados. Se tinha, era muito caro. O mais comum era encontrar o extrato de soja, que por possuir um gosto bem forte, tinha baixa aceitação. Hoje é possível encontrar mais de 10 marcas diferentes de leite de soja nos supermercados e lojas de produtos naturais como Ades, Yoki, Batavo, Cemil, Sollys, Shefa, Olvebra, Purity, Native, Alpro, Jasmyne, Supra Soy, Sococo etc. Isso é um sinal de que a demanda está crescendo. Quando as pessoas compram leite de soja, deixam de comprar leite de vaca.

Ultimamente estou sendo bombardeada com correntes de e-mails, textos em revistas não científicas, sites pessoais e outros meios não confiáveis escritos por pseudo autoridades, que se auto intitulam de cientistas conceituados, demonizando a soja. Já li que o consumo de soja pode causar efeitos anormais em crianças, impotência, aumento de homossexualismo em homens devido aos hormônios femininos presentes nos fitoestrógenos, infertilidade e mais uma série de outras besteiras. A pergunta que fica é: o consumo de soja pode causar problemas ou não passa de mito?

Para responder a essa pergunta, vou fazer uma análise mostrando alguns fatos que contribuíram para o medo que criaram em torno do nome soja e irei me basear em estudos científicos (sou bastante cética e gosto de ter, sempre que possível, comprovação científica).

Os pecuaristas não querem ter prejuízo, isso é inegável. Se antes as pessoas que tomavam leite de vaca agora passaram a tomar leite de soja, obviamente os produtores de leite de vaca lutarão para não perder o osso. E uma das formas que muitos escolheram para tentar frear o consumo de soja foi criar polêmicas (sem respaldo algum na comunidade científica) sobre os malefícios da soja. Alguém tem alguma dúvida de que o lobby do leite de vaca e da carne são fortíssimos? Antes que algum desavisado pense que o lobby da soja seja forte, lembre-se que mais de 80% da soja produzida no Brasil é direcionada à ração animal (Fonte: FAO). Compare o corredor do setor de laticínios de um supermercado e o setor de produtos de soja e verá qual lobby é o mais forte.

Acho que o primeiro "artigo" foi publicado na revista "Nexus Magazine". Para começar, tirei isso do site da revista:

"NEXUS is a bi-monthly alternative news magazine covering health breakthroughs, future science and technology, suppressed news, free energy, religious revisionism, conspiracy, the environment, history and ancient mysteries, the mind, UFOs, paranormal and the unexplained."

UFO? Paranormalidade? O inexplicado? De científico essa revista não tem nada. Só não vê quem não quer. Aliás, até quem não queria ver já viu. Tá muito na cara. Como dar credibilidade a um "artigo" publicado em uma revista que trata de assuntos sobrenaturais?

Esse "artigo" foi traduzido para o português e divulgado pela Sonia Hirsch no site "Corre Cotia". Já alerto para o festival de baboseiras infundadas que tem nesses sites.

Uma análise mais profunda nos remete aos autores do "artigo" publicado na Nexus. As escritoras Mary e Sally se mostram absurdamente parciais e mal informadas, visto que uma é jornalista e a outra é fundadora do “The Weston A. Price Foundationque semeia o anti vegetarianismo e são totalmente a favor do alto consumo de gorduras saturadas animais. O mais engraçado foi que no site um autor (Stephen Byrnes) tal como a Sally, era extremamente radical contra dietas vegetarianas e até escreveu um "artigo" sobre mitos do vegetarianismo. Dizia que era adepto de dietas que incluíam manteiga, ovos, leite, carne etc. Ironicamente ele morreu aos 41 de derrame.

O lema da fundação Weston A. Price é algo como: "Eles são felizes porque comem manteiga, coma mais manteiga, leite de vaca, óleo de fígado e carnes". Os patrocinadores da fundação (na parte de baixo do site) são indústrias agropecuárias, de suplementos de óleo de fígado etc. Precisa de mais? Se você ler algum "artigo" na internet sobre a soja ser um péssimo alimento, vá nas referências e procure por Weston A. Price. Se vê-lo por lá, pode saber que o "artigo" é uma enganação.


Fico profundamente triste de ver as pessoas, aparentemente entendidas no assunto, publicando fontes como Fundação Weston A. Price. 

Lamentável que informações baseadas em impressões pessoais, não fundamentadas em evidências reconhecidas, tenham tido a repercussão que tiveram, e deve-se alertar aos profissionais no sentido de que afirmações públicas desprovidas de documentação científica podem constituir falta de ética passível de processos.

Eles vão contra o consenso científico de médicos nutrólogos e nutricionistas. Recentemente um estudo publicado por cientistas da Harvard alertou para a limitação do consumo de leite e de produtos lácteos para uma a duas porções por dia, uma vez que o consumo elevado de laticínios está associado com aumento do risco de câncer de próstata e, possivelmente, câncer de ovário. O estudo deixa bem claro que leite não é um alimento saudável e que deveríamos optar por outras fontes de cálcio como tofu e brócolis.

Apesar de todo esse alarde em cima da soja, vou contestar alguns dos mitos que li por aí com alguns fatos:

- "Soja causa infertilidade." Os chineses (um dos maiores consumidores de soja) que o o digam!

- "Causa crescimento das mamas em homens." Não merece uma resposta, mas esse e esse artigo mostraram que as isoflavonas presentes na soja não exercem nenhuma influência na testosterona. No caso em que o sujeito teve ginecomastia (foi publicado na revista Men's Health de forma bastante parcial), esqueceram-se de informar o pequeno detalhe de que ele tomava anabolizante. E o uso frequente de anabolizantes é comprovadamente causador de aumento de mamas em homens.

- "Causa degeneração do cérebro." A amostra foi em UMA área pequena no Havaí com amostras limitadas. Aparentemente houve uma fonte de alumínio no processo de produção. Não há nenhuma evidência científica. Outra vez, os japoneses (grandes consumidores de soja e considerados um povo extremamente inteligente) que o digam.

- "As isoflavonas na soja interrompem o crescimento e adiantam a puberdade". Não há absolutamente nenhuma evidência corroborando isso na literatura médica. E mais uma vez, testes feitos em animais não são conclusivos em humanos, já que organismos diferentes podem reagir de maneira diferente.

- "O ácido fítico presente na soja age como um anti-nutriente." Acho que é um pouco cedo demais para fazer uma afirmação precisa sobre esse assunto. Há 2 estudos científicos que explicam isso melhor:
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7884537 e nesse:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52731999000100002

"...existem muitas controvérsias em estudos de biodisponibilidade in vivo a respeito da extrapolação de resultados de sistemas experimentais, para seres humanos que se alimentam com dietas complexas. O papel dos fatores antinutricionais tem sido rediscutido, em função de descobertas recentes que evidenciam o potencial de algumas dessas substâncias em exercer funções benéficas ao organismo humano. A habilidade do ácido fítico em atuar como anticarcinogênico, antioxidante e prestar contribuição nutricional no tratamento de diabetes, através da ação inibidora de a-amilases, são exemplos da diversidade de atuação dessas substâncias. Os taninos são antioxidantes, inibidores de determinadas enzimas e influenciam negativamente a digestibilidade de proteínas, no entanto, os seus efeitos em seres humanos ainda são desconhecidos."

"Os orientais só comem soja na forma fermentada". Dizer que os orientais só comem soja fermentada não prova nada. Não existe a correlação do que é correto ou errado a partir do que os orientais fazem. Essa afirmação dá a entender que eles são os donos da verdade e que se eles não comem é porque não se deve comer. Lembre-se que orientais comem carne de baiacu, que pode ser venenosa e matar. Obs: tofu não é fermentado.
Na minha opinião, isso não passa de um tanto de gente relacionada com a indústria leiteira preocupada com o osso que vem perdendo pra soja. E nada melhor seria do que causar pânico nas pessoas em cima desse assunto. A melhor estratégia de todas é divulgar que a soja afeta a masculinidade dos homens. Homem morre de medo disso. A maioria dos homens prefere ter um enfarte ou câncer a ter um problema que afete a sua vida sexual. Por isso, atacar dizendo que soja dá câncer não teria tanto efeito assim. Nem todos ligam muito pra isso. Mas na hora que falam que soja deixa o cara gay, com peitinho, impotente, infértil, etc, aí quase TODOS os homens entram em pânico e não querem nem saber se é verdade ou não. Essa acusação é tão grave, tão tenebrosa, que por via das dúvidas, o cara prefere evitar e não correr o risco. E se a escolha for entre animais sofrendo ou ficar com peitinho, os animais que se danem. ESSE É O PONTO! Essa é a estratégia.

Tiro o chapéu para o apelo comercial: foi muito bem bolada! Eles só esquecem de que geralmente são introduzidos nas vacas hormônios (femininos, claro) para que produzam mais leite. Sem falar nos próprios hormônios femininos que as vacas já possuem. A ração das vacas é composta basicamente por soja. Pra onde será que esses fitoestrógenos vão parar? Mas ninguém fala do leite de vaca, só demonizam a soja.

Obs: o "aumento" da homossexualidade aparente é porque as pessoas estão, mesmo que a passos de formiga, aceitando e respeitando mais os homossexuais. Logo, eles tem mais liberdade de assumir publicamente sem medo de sofrer represálias, ser espancados na rua e excluídos da sociedade. Deve ser porque a gente tá no século XXI, né?

Apesar de a soja estar presente na lista dos 8 alimentos que mais causam alergia, apenas cerca de 0,2% da população é alérgica a soja.

Quando se alerta em excesso do consumo de soja, a preocupação NÃO é que comer soja em excesso em si faz mal e sim, que é importante manter uma alimentação balanceada variando a dieta com frutas, verduras, legumes e outras leguminosas além da soja, como ervilha, grão de bico, lentilha, quinoa etc, evitando, é claro, o consumo desproporcional de um grupo de alimento em detrimento da exclusão de outro tão importante quanto.

Apesar de ainda haver poucos estudos sobre os benefícios da soja, cito alguns artigos científicos:

77 comentários:

  1. Uhul, ahazou Eliana! Eu to de saco cheio de ouvir isso também! O tanto de gente que me manda links sem fundamento científico nenhum sobre a soja é impressionante. O que mais me falam é sobre como a soja afeta a tireóide (inclusive uma tia minha que tem problemas de tireóide parou de comer soja por isso!), mas não consegui nada científico comprovando o argumento! :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jess, acho que tem uns 5 anos que eu escuto isso e também cansei de ver tanta gente passando informação errada. Na semana passada eu li sobre isso num site de nutrição e fiquei revoltada! haha
      Nutrição é um assunto muito complexo porque são necessários vários estudos para comprovar que um alimento interfere em hormônios, por exemplo.
      Vc já viu esse assunto no Vista-se? http://vista-se.com.br/redesocial/soja-x-vegetarianismo-x-tireoide/

      Excluir
    2. voce sabe que monsanto soja transgenica faiz mal porque esta voce sendo pagada por alguiem falar bom sobre soja neh ?

      Excluir
    3. Sorry, I can't understand what you are saying.
      Am I being paid to say good things about soy?? Monsanto sells soy to cattle breeders not to half dozen of vegetarians.

      Excluir
    4. Eu entendi. Ele está falando com relação a soja do Brasil ser geneticamente modificada pra receber o veneno da Monsanto que deixa resíduos na soja e derivados que comemos.

      Excluir
  2. Sempre assim, sempre tem que ter um engraçadinho pra soltar essas bombas e ficar alienando a cabeça do povo! Eu nem olho essas porcarias de correntes quando recebo.

    My Holy Place Blog | Facebook | Comunidade no Google+

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que além de e-mails com esse tipo de spam, ainda tá cheio de gente publicando em sites, comunidades e até vindos de nutricionistas mal informados!

      Excluir
  3. Ótimo os seus esclarecimentos, gostei bastante...eu mesma já li diversas coisas negativas e até diminui o consumo! Até te falei né?
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, vc falou! Há muita informação sendo divulgada de forma errada por aí, inclusive por nutricionistas mal informados. Quem é leigo no assunto não sabe bem distinguir e acaba evitando consumir por causa disso.

      Excluir
  4. Oi Eliana!

    Embora eu não seja uma consumidora assídua de soja eu também acho um saco quando as pessoas demonizam o consumo. Porque não falam o quanto a carne, leite/derivados e os ovos fazem mal? Nunca vi ninguém morrer por comer soja, mas um monte de gente morre de doenças cardiovasculares geralmente pelo consumo desenfreado de carne. Sem contar os estudos que existem sobre a proteína animal e o câncer.

    Fiz o ultrassom ontem, nosso bebê é um menininho e está super saudável. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vivi!
      Que bom que está tudo certinho! Vai ser um vegano muito saudável!
      Mas falar mal da soja é meio que dizer: "tá vendo, a dieta vegana é prejudicial. Desce uma picanha."

      Excluir
    2. Oi Eliana!

      Vai sim! :)
      Esses argumentos anti-soja são tão furados que eu tenho até preguiça de responder.
      Tenho tido muita vontade de comer iogurte durante a gravidez, mas não gosto de comprar nada da batavo e só acho dessa marca cretina. :(

      Excluir
    3. Oi Vivi,
      Eu penso diferente. Acho que se a Batavo perceber que a venda de iogurtes de soja aumentar, eles vão disponibilizar mais iogurtes de soja e, com isso, abranger a venda de alimentos veganos e atingir mais pessoas. Sei de pessoas não veganas que tomam esse iogurte e gostam. Se não fosse pela Batavo elas estariam consumindo iogurtes de leite de vaca.
      Eu acho que esses iogurtes são uma mão na roda!

      Excluir
    4. Oi Eliana!

      Eu entendo seu ponto de vista e concordo que dos males o menor. Mas eu fico com a consciência pesada quando eu compro qualquer coisa da Batavo. Não vejo iogurte como um alimento essencial, então pra mim, comprar esse iogurte é satisfazer um capricho meu, me sinto mal. :(

      Excluir
    5. Oi Vivi,
      Acredito que devemos incentivar empresas 100% veganas, mas enquanto não tivermos supermercados veganos no Brasil, que atinjam a todos e os produtos sejam acessíveis financeiramente, a compra de produtos veganos de empresas não veganas é perfeitamente aceitável moralmente, independente de ser um produto supérfluo. O seu problema com a Batavo é que eles lucram com leite de vaca? É muuuuito difícil encontrar empresas 100% veganas! Desconheço um chocolate de uma empresa 100% vegana. Até a Olvebra usa leite de vaca em alguns produtos. É como boicotar o brócolis do tiozão da feira porque ele vende carne e lucra com o sofrimento de animais também. É praticamente impossível e não gera resultados.

      Lembro que antigamente ouvia de muita gente não vegana que consumia os hambúrgueres vegetais da Perdigão. Devido à baixa procura, eles resolveram descontinuar a linha vegetal. O que aconteceu? Eles voltaram a consumir hambúrgueres de carne. Já que hambúrgueres vegetais são mais caros e raros de encontrar fora de SP.

      Excluir
  5. Olá Eliana =D

    Apesar de vc ter comentado sobre o assunto, hoje li este artigo http://portugalmundial.com/2013/09/soja-a-substituicao-errada/# Confesso que fiquei com um pouco de medo...

    Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juubs,
      Vou dar uma lida e analisar as fontes! Depois volto aqui dizendo o que achei!

      Excluir
    2. O texto tem uma série de falácias, como colocar a culpa na soja pela baixa estatura dos japoneses. Isso é ridículo!

      Quanto aos antinutrientes, há uma série de controvérsias. Estudos feitos em animais, não são conclusivos em humanos. Não há nenhum estudo conclusivo sobre o assunto. No entanto, conforme citei no post, há 2 artigos científicos que comentam sobre isso: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7884537 e nesse:
      http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52731999000100002

      O autor faz uma série de acusações e não coloca a pesquisa para análise em frente do parágrafo. Aí fica difícil de acreditar. Os estudos que ele cita não querem dizer o que ele afirma!! Nesse: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/3192878 ele não diz nada sobre os malefícios da soja. É como dizer que o cálcio rouba o ferro dos alimentos. Basta ingerir os alimentos ricos em cada um dos nutrientes separadamente.

      E mais: "indústria multibilionária da soja" aonde??? Cadê os supermercados lotados de produtos com soja? No máximo que eu vejo é um corredor com meia dúzia de prateleiras.

      No final ele ainda afirma que vegetariano que consome soja sofre com deficiências nutricionais. Cadê os estudos científicos que corroboram com essa afirmação?

      E a informação sobre inibidores de tripsina já está ultrapassada. Olha o link que eu mandei pra Jess.

      A cereja no bolo foi defender o consumo de colesterol. Desisto!

      Clicando no site do tal médico, me deparo com o texto: "comer carne faz bem". Não é o que dizem os estudiosos: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/agencianoticias/site/home/noticias/2012/consumo_excessivo_de_carne_vermelha_aumenta_risco_de_cancer

      Excluir
    3. Ah, ainda bem que enviei o link pra vc analisar. Como não leio muito sobre o assunto, quase acreditei. Obrigada mesmo, por responder. E quanto a carne, li um artigo que fala que o consumo excessivo de carne bovina desencadeia doenças cardíacas... Vou ler esse link. Obrigada! Bjs

      Excluir
  6. Ah, vc poderia me dizer se este suplemento é realmente confiável? http://www.iherb.com/Rainbow-Light-Herbal-Prescriptives-Nail-Hair-Skin-Connection-Replenish-Balance-60-Tablets/1792 Pergunto, pq nunca comprei nesse site, que parece que enviar para o Brasil. Procurei na busca do seu blog algum poste que falesse sobre suplemento, para eu ter ideia de uma marca, mas não encontrei. Então, entrei no site da Alicia Silverstone, que também é vegana e dá dicas de saúde e bem estar, etc, e achei essa marca Rainbow Light. No poste que li no site dela, ela fala que ingere cápsulas de B12 da marca.

    Obrigada pela atenção! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O iherb é muito confiável! Minhas encomendas sempre chegam, apesar de demorarem. Hoje eu recebi uma que demorou 2 meses, mas é culpa da Receita Federal. Ah, quando compro muita coisa, eles costumam taxar!!!

      Eu nunca tomei esse suplemento, mas se a Alicia indicou no blog The Kind Life, deve ser bom! Eu tomo esse da Now Foods: http://www.iherb.com/Now-Foods-B-12-1000-mcg-250-Lozenges/417 e meus exames estão ok.

      Aqui no Brasil tem suplementos de B12 também, mas um pouco mais caros.

      Farei um post sobre suplementos em breve!

      Beijos

      Excluir
  7. Então, eu vi essa marca Rainbow Light e outra, Mega Food, mas esta custa muito caro, uma embalagem com 180 cápsulas custa 151 reais, já essa custa 31 reais com 60, compro 3 e ainda sai mais barato.

    Vou comprar hoje no site, o ruim que eles pedem um tal de código de compra, algo assim, daí tenho que ligar na central de atendimento do cartão e pedir...

    Muito obrigada!! Bjoo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem esse lance de código mesmo! Na época que eu fiz o cadastro não precisava, mas hoje precisa e tem que dar o número mesmo.
      Se vc não quiser importar, tem o nacional vegano da Schraiber, só que é um pouco mais caro: http://www.schraiber.com.br/index.asp?Content=Detalhes&IDPRD=352&IDCAT=14&IDSCAT=22

      Excluir
  8. Oi, parabéns pelo post. Quando me tornei ovo-lacto vegetariano em 1988, as opções de produtos se resumiam à PST. Por conta disso e por falta de informação e completa ignorância sobre o que era o veganismo, tornar-me vegano ainda levou alguns anos. Estou certo que sim, os produtos veganos a base de soja quebram um galho no dia a dia. Minha primeira escolha dificilmente é por produtos industrializados, não pela soja em si e sim pelo valor nutricional. Bem, são 26 anos comendo soja, não virei gay (e se tivesse, qual seria o problema? ), também não fiquei impotente. Tenho um filho de 6 anos, vegano desde o nascimento e muito saudável. Morando em uma cidade extremamente urbana, imaginem enviar seu filho vegano para a escola sem as opções da foto acima, imaginem como sugerir aos tios que ovo de Páscoa comprar sem as opções acima? Pois é, estes produtos quebram um galho e doenças existem com ou sem o consumo da soja, concordo vom você Eliana, acho que muita gente aqui no Brasil pegou carona com a Sonia Hirsch que acabou disseminando estas informações questionáveis sobre a soja. Sou triatleta vegano com participação em prova de Ironman e se a soja trouxesse tantos problemas assim, evidentemente algo já teria se manifestado em mim e no meu veganinho. Parabéns pelo excelente post. Go vegan!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ronaldo! Muito bom ler depoimentos como o seu! Deve ter sido muito mais difícil ser vegano naquela época e admiro seu empenho. Certamente seu filho encontrará muito menos dificuldades que nós, hoje felizmente tem muito mais opções. É sinal de que o veganismo está crescendo. Eu também como bastante soja desde os 15 anos e nunca tive nenhum problema. Meu namorado também come muita soja há 7 anos, igualmente sem problemas. O que querem fazer com a soja é inviabilizar o veganismo, mas sem nenhuma evidência plausível, não tem como acreditar. Parabéns pelo exemplo e tudo de bom pro seu filho!!! Abraços

      Excluir
  9. Eliana e demais comentaristas, acho interessante também considerarmos que, tão importante quanto à origem do alimento não ser animal, é a qualidade dele. E quando sabemos que toda a soja disponível para a indústria de refinamento (alimentício ou não) é transgênica (com a 'Monsanto' na liderança do mercado dos grãos), e que raramente conseguimos grãos orgânicos para o preparo e consumo próprio, DEVEMOS AVANÇAR na reflexão e discussão sobre os reais efeitos benéficos da soja na alimentação. Avancemos. Afinal, qual o efeito ético, sustentável e benéfico de não se consumir produtos de origem animal, mas se valer de produtos refinados e alterados geneticamente, e cuja produção na escala atual tem gerado tanto estrago ambiental? Penso que a simples alegação de usar produtos de soja ao longo de anos e "não ter problemas" também é um argumento por demais singelo para validar e disseminar o seu uso. Podemos, sim, optar por substituir/compensar as necessidades protéicas com outros alimentos cuja produção seja menos danosa ao ambiente. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beth,

      Veganismo não está obrigatoriamente ligado à saúde, apesar das duas coisas eventualmente estarem relacionadas. A discussão sobre veganismo deve ter como enfoque os animais, a obrigação moral que temos de tratá-los bem. Não gosto de discutir o veganismo a partir de um ponto de vista egoísta, ou seja, o que ganhamos sendo veganos (ganhamos saúde).

      Eu acho que as pessoas tem obrigação de não machucarem animais, mas ninguém tem obrigação de ser saudável, por isso não gosto de levar a discussão do veganismo para o lado da saúde, a não ser que digam que é impossível ter saúde sendo vegano.

      Já vi várias pessoas reclamando de produtos transgênicos, mas nunca vi estudos científicos que PROVASSEM que esse tipo de alimento faz mal à saúde ou ao ambiente. Além disso, vários alimentos além da soja são transgênicos, se levarmos em conta que transgênico significa "modificado geneticamente". Na natureza não existe couve-flor, brócolis, milho amarelo, manga rosa e tommy e mais uma infinidade de alimentos. Todos eles são "modificados geneticamente" por diferentes técnicas. Por que só a soja transgênica da Monsanto faria mal? Eu desconheço o trabalho da Monsanto, por isso não sei dizer qual o problema com essa empresa. Gostaria que alguém me explicasse. Já vi muita gente reclamando da Monsanto, mas nunca entendi bem o motivo. Quais estragos ambientais são causados? Cite fontes, por favor.

      Caso seja provado cientificamente que o consumo de soja por humanos é muitas vezes mais danoso ao meio ambiente do que o consumo de qualquer outro alimento vegetal, repensarei a minha posição em relação à soja. No momento, desconheço qualquer dado concreto que me leve a não recomendar o consumo de soja.

      Excluir
    2. Ok, Eliana, agradeço a atenção do retorno. Respeito, lamentando, sua visão diminuta de que o veganismo "não está obrigatoriamente ligado à saúde, apesar das duas coisas eventualmente estarem relacionadas" ....e que a reflexão que propus discute o veganismo de forma 'egoísta'....curioso isso..... e sendo assim nem vale a pena ocupar espaço em seu blog apontando 'fontes' do que perguntou.... veganismo enfocando apenas o bom tratamento a animais? nada sabe sobre a Monsanto? transgenia implica apenas modificação genética?....uau....até mesmo o google pode te ajudar a alargar a visão, se quiser, e usar o seu talento e este blog caprichado para difundir algo além .... luz e paz.... obrigada.

      Excluir
    3. Beth,

      Não estou te desafiando. Eu realmente não tenho nenhuma informação concreta sobre a Monsanto e o Google tem um tanto de informação. Em qual delas confiar? Se vc já tem a sua opinião formada sobre esse assunto, certamente já verificou as fontes. Por isso gostaria de ler sobre os malefícios ambientais e de saúde causados por transgênicos, seja da soja, do milho, do arroz etc. Ainda não encontrei nada conclusivo e se vc puder me mandar links, agradeceria. Não me manda procurar não. Como vc já tem essas informações, eu ficaria agradecida se vc as compartilhasse com a gente. Apenas peço que as fontes das suas informações sejam confiáveis.
      E só para esclarecer, o foco do meu veganismo é o respeito pelos animais. Não me tornei vegana por motivos de saúde. Até porque é possível ser saudável comendo carne.

      Falar de veganismo já é difundir algo além. 90% da internet pouco se importa com os animais. Não entendi o que vc quis dizer com "vc deve ir além". O que é ir além? Qual é o limite de ir além? Falar de saúde, corporações, capitalismo, machismo, homofobia, racismo, gordofobia... ?
      Prefiro focar, entende?

      Excluir
    4. Olá, Eliana!
      Primeiramente, parabéns pela iniciativa do blog. Achei de bastante ajuda e seriedade.

      Li os comentários e não quero tomar partido de nada, mas acho que entendo o que a Beth te propôs. É que pensar no bem-estar animal inclui cuidar do habitat dele, coisas que multinacionais como a Monsanto (que foi ali citada) não respeita (lembro-me de uma palestra de um professor meu que era vegano e dizia pra fugir de empresas como esta). E é nesse aspecto que, suponho, a Beth disse para você "ir além": pensar não só na não-crueldade contra animais, mas no bem-estar da natureza como um todo, já que nós, humanos, é quem tomamos o espaço dos animais, devastando florestas para criação de represas e gado e cultivo de plantações (soja é uma lavoura temporária, ou seja, só é possível que haja plantação por determinado tempo [careço de fontes para tal dado], pois ela infertiliza o solo. Além disso, lavouras como a de soja precisam de mais agrotóxicos para repelir predadores naturais [já que ela tem que ser 100% aproveitável num único plantio, devido a seu baixo rendimento fértil - falando em termos de tempo]. Agrotóxicos são absorvidos pelo solo, poluindo lençóis freáticos, ou seja, poluindo a água presente embaixo da terra. O Brasil possui um dos maiores aquíferos do mundo, o Guarani, que se encontra embaixo do solo e serve de nascente à centenas de rios - grande parte desse aquífero se localiza em região de cerrado, bioma este a qual se destina as plantações de soja [e pecuária intensiva]).
      Resumindo, o que acredito que a Beth, de modo não tão claro, tentou te propor é a expansão do pensamento: pensar em bem-estar animal levando em conta a proteção de seu habitat natural. Eu (de forma radical, admito) não acredito em uma forma de, enquanto ser humano cheio de comodidades e ideologias já preestabelecidas mundialmente, ser capaz de existir um meio de não agredir animais - ainda que indiretamente - só pelo fato de existirmos. O ideal mesmo, seria morar longe da civilização e viver do que se planta, como um homem primitivo e ligado à terra viveria.

      Excluir
    5. Olá Letícia,
      Obrigada e desculpe a demora em responder!
      Entendi o que você quis dizer. Mas eu não acredito que somente a soja possua esses problemas ambientais que você citou. E a cana-de-açúcar, o milho, o arroz, a lentilha etc? Será que somente a soja (que curiosamente é um alimento riquíssimo nutricionalmente e consumido por vegs) é a principal causadora de danos ao meio ambiente? Lembrando que mais de 80% da soja produzida no Brasil se destina à alimentação animal.
      As pessoas focam na soja como se ela fosse um alimento do mal, mas existem vários outros tipos de agriculturas tão maléficas quanto ela ou até piores. E o veganismo está longe de resolver todos os problemas do mundo. Se formos pregar o purismo, cairemos na hipocrisia. O simples fato de vivermos, causa impactos ambientais. Mataremos animais indiretamente seja ao viajar de carro, seja ao usar energia elétrica, seja ao comer um simples pão.

      O veganismo como ideologia, não é causar impacto zero aos animais. É tentar minimizar ao máximo. É defender o direito dos animais. Até porque acontecem mortes de animais e de humanos para que tenhamos acesso à moradia e a produtos industrializados (ocorrem várias mortes acidentais em indústrias e na construção civil, por exemplo).

      Tento priorizar os orgânicos e a agricultura familiar, mas sei que nem sempre é viável para a grande maioria das pessoas, por isso não saio julgando ninguém quanto a isso. Se alimentar de orgânicos não é uma obrigação moral. Ser vegano, sim.

      Diante desse fato, não há muita saída, além de pressionar o governo quanto aos agrotóxicos que estão presentes em uma enorme quantidade de alimentos que consumimos.

      Vejo que muitos atacam os transgênicos, mas não fazem ideia de qual é o real problema dos transgênicos. "Transgênico é ruim porque sim". Quando eu peço uma fonte, me mandam procurar.

      Analisar os danos ambientais de cada grão, de cada cereal, de cada hortaliça é para os estudiosos e especialistas. Não somos nós, leigos no assunto, que iremos definir qual alimento causa ou não impacto ambiental. Essa análise não é tão simples como as pessoas pensam que são. Atacar a soja e comer derivados de milho, arroz ou açúcar, para mim é uma postura irracional.

      Excluir
    6. Olá,
      Estava vendo a discussão e me interessei pelo assunto. Também não gosto do trabalho da Monsanto, mas a agricultura que tanto prejudica o ambiente como as culturas de milho e soja são em sua maioria para alimentar animais. Logo, parando de comer animais e alertando aos poucos para os benefícios de uma agricultura orgânica, incentivamos um sistema de plantio mais sustentável. Pode demorar muito tempo, mas não podemos deixar de fazer o pouco, porque não conseguimos fazer o muito que desejamos. Recomendo o documentário Resistência ao Crescimento e uma reportagem que aborda o tema. Amooo esse blog e todo o trabalho nele desenvolvido.

      http://www.ecofalante.org.br/mostra2013/filmes/detalhes/idf/48
      http://servindi.org/actualidad/5486
      (não achei a matéria original)

      Excluir
  10. Estou com você. Acredito que toda a campanha contra a soja é feita pela indústria da exploração animal. Se a soja faz mesmo tão mal, pq as pessoas tem desenvolvido cada vez mais doenças como câncer? E se o leite de vaca é mesmo tão bom, pq se vende tanto remédio para osteoporose? Será por causa do alto consumo de soja? Uma alimentação mais saudável ameaça a indústria da carne e laticínios e tbm a indústria farmacêutica. Mas, aos poucos, vamos vencer : )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc conseguiu perceber isso, Cristiane!
      Minha família toda tem osteoporose e foram criados comendo laticínios da fazenda da minha avó. Ou seja, se os laticínios fossem tão bons para os ossos, as pessoas não teriam osteoporose.
      É uma pena que as pessoas caem nesse mito de que soja faz mal...
      Certamente quem se alimenta bem fica mais longe dos remédios, e não é isso que a indústria farmacêutica quer!

      Excluir
  11. Se o leite de soja causasse o crescimento dos seios nos homens, o meu namorado, que é vegano desde que nasceu, estava cá com umas mamonas de fazer inveja à Pamela Anderson -.- tristes aqueles que inventam tudo e mais alguma coisa sem informarem-se, francamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahah o meu também! :D Ele come muita proteína isolada de soja há pelo menos 6 anos e não teve nenhuma manifestação de hormônios femininos.

      Há um grande interesse por parte da indústria leiteira em não indicar o consumo da soja. É uma pena que muitas pessoas acreditem nesse mito!

      Excluir
  12. Não há nenhum problema com a soja. Entenda: http://alimentandoadiscussao.com/2014/02/13/soja-boatos-e-mitos/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Eliana! :)
    Eu gostaria de saber sobre os produtos da Natura (principalmente shampoos/condicionadores e cosméticos). Eles levam ingredientes animais na composição? Eu já pesquisei tanto e não consegui achar a resposta!

    Beijos. Aguardo a resposta. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Augusto, a Natura ainda possui alguns produtos com ingredientes de origem animal, por isso nem tudo é vegano. Os sabonetes são veganos e os produtos da linha Sou também eu sei que são, os batons da linha Una são isentos, mas não sei te dizer além destes. Vc teria que ler a composição no rótulo. O Sac da Natura é péssimo, cada hora respondem uma coisa diferente...

      Excluir
    2. Oi, obrigado por ter respondido. *---*
      Eu mandei uma pergunta sobre isso para o Sac da Natura e ainda não sei se eles me responderam (tenho que conferir no e-mail). A minha preocupação agora é quanto à base (make), pois eu vou precisar usar logo.
      E quanto à Avon, você sabe se eles usam ingredientes de origem animal na composição? Estou preocupada com as minhas sombras, pois irei à alguns eventos e estou querendo usá-las!
      Ainda não encontrei essas marcas de que você fala, de produtos de maquiagem e estou precisando. kkkkkk

      Excluir
    3. Olá Augusto,
      A Avon financia testes em animais na China, por isso deixou de ser cruelty free.
      Algumas bases da Natura são veganas. Além da Natura, eu recomendo os produtos da NYX como bases e sombras. Eu gosto muito da qualidade e o preço é bom. Depois dá uma olhada no blog da Vitória, onde ela mostra alguns produtos veganos da Natura: http://www.maquiagemdebonita.com/

      Excluir
    4. Mas se eles não são cruelty free, significa que usam composições de origem animal na fórmula? :c
      Você sabe especificamente quais bases são essas? Porque eu tenho uma da Natura aqui e já pesquisei sobre os ingredientes, e vi que um deles era de origem animal e depois que era retirado de frutas... D:
      NYX? Você acha que eu posso encontrar facilmente em lojas de maquiagem? :')
      Eu olharei o blogo da Vitória, sim. :33

      Excluir
    5. Então, a Avon faz testes em animais na China. Por isso não é cruelty free.
      NYX você encontra em lojas virtuais, Mercado Livre, e se morar em SP tem loja física em alguns shoppings.
      A base Natura Una é vegana e o BB cream da Vult também parece que é.

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Soja é um veneno, se não saber usar, Japoneses adoram soja, mas só come ela depois de fermentada, é por isso que as japas não tem bunda grande nem peito... http://www.youtube.com/watch?v=8lyctaKRKjY

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abner, quais são as evidências de que a soja "é um veneno"? O Lair Ribeiro cita o Weston A Price como referência. Leia o meu post e saberá porque essa fundação vale menos que lixo. Se ele pensa que é um dos maiores sites de nutrição, esse Lair Ribeiro não entende absolutamente nada de ciência e não deveria dar palestras alertando ninguém de nada. Além disso, esse argumento das japonesas é péssimo. Quais são as evidências que sustentam essa sua afirmação?? Você acha que uma leguminosa é capaz de definir a o corpo de uma raça inteira, inclusive de quem não usa soja (nem todo asiático consome soja).
      E as japonesas que nascem em SP e comem muita soja não fermentada, como vc explica elas terem "pouca bunda e peito"?

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  16. Estou me preparando pra me tornar vegetariano e tinha a soja como principal aliada, confesso que li essas informações demonizando a soja e fiquei com um pé atrás, na verdade, ainda estou. Sim, para um homem é difícil ler essas coisas de peitinho, perda de ereção. Realmente, meu pensamento inicial, por mais que eu queira me tornar vegetariano por não concordar com o abuso contra os animais, foi de FO$%-*! os animais. Passado o "pânico", agora estou tentando me informar melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exijá,
      Sempre que possível, procure sempre por artigos científicos, teses e dissertações e evite textos sem referências em sites de pessoas que se auto intitulam autoridades. Infelizmente a internet está cheia de informações confusas e nem sempre verdadeiras. Se o autor do texto usar como referência "Weston A Price", saiba que é picareta, não tem nada de científico e sim, interesses financeiros por trás.
      Além do mais, dá para ser vegano sem comer soja. Existem proteínas de qualidade em feijões, ervilhas, grão de bico, lentilha, arroz integral, castanhas, quinoa etc.

      Para ilustrar, veja o relato do Ronaldo Palleze acima, que consome soja há mais de 20 anos e nunca teve nenhum problema.

      Excluir
  17. Olá,
    Você tem conhecimento sobre o tal processo de extrusão da proteína texturizada de soja? Fiquei muito chocado com o que li em alguns sites, duvidosos sim, mas a preocupação ficou na cabeça.

    "O que faz com que estas substâncias sejam tão nocivas é justamente a sua natureza altamente processada. Para produzir a proteína isolada de soja, os grãos da leguminosa são primeiramente moídos e depois mergulhados em solvente químico de petróleo, com o objetivo de extrair os óleos naturais do grão. O resíduo desta mistura, que é na verdade a sobra do processo industrial de extração do óleo é então misturado com açúcares e com uma solução alcalina (também química) para remover qualquer fibra. A massa resultante é então precipitada e separada utilizando uma lavagem ácida, feita geralmente em enormes tanques de alumínio. O ácido faz com que o alumínio se dissolva das paredes dos tanques e se concentre na soja. De fato, a proteína isolada de soja pode ter até 100 vezes o conteúdo de alumínio que se encontraria nos grãos in natura. Finalmente, o que sobra é neutralizado em uma solução alcalina e depois desidratado em altas temperaturas para produzir um pó protéico."
    Fonte http://www.puravida.com.br/artigos-do-mes/soja-mitos-e-verdades/
    "

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Robson,
      Primeiramente esse site Pura Vida usa como única referência para falar da soja o Weston A Price, ou seja, não merece nenhuma credibilidade (leia o meu post e saberá porque). Ele faz uma série de afirmações, mas não fornece as fontes científicas. Nem perco tempo lendo texto que não mostra referência científica.

      Sempre que possível, procure sempre por artigos científicos, teses e dissertações e evite textos sem referências em sites de pessoas que se auto intitulam autoridades. Infelizmente a internet está cheia de informações confusas e nem sempre verdadeiras.

      De acordo com esse artigo, a produção de pts se dá por extrusão termoplástica:

      "A proteína texturizada de soja pode ser obtida a partir da farinha desengordurada, por um processo chamado de extrusão termoplástica, que pode ser definido como um processo contínuo no qual o trabalho mecânico é combinado com a ação do calor para gelatinizar o amido e desnaturar proteínas, conferindo características plásticas e reestruturando o material, para criar novas formas e texturas. Extrusores de diferentes desenhos são utilizados na produção de alimentos pré-cozidos, proteínas vegetais texturizadas, bebidas instantâneas em pó, sopas instantâneas, alimentos infantis, snacks, etc. (Sgabieri et al., 1996). Além de possuir os benefícios usuais de um processo térmico convencional, a extrusão termoplástica
      oferece a possibilidade de melhorar as propriedades funcionais e diminuir a quantidade de materiais anti-nutricionais (Cheftel et al., 1989)."
      http://www2.ufpel.edu.br/cic/2006/resumo_expandido/CA/CA_00251.pdf

      Ou seja, é um processo de tratamento térmico, que por uma combinação de calor, umidade e trabalho mecânico, modifica as formas, estruturas e características funcionais e nutricionais. É um processo usado para vários alimentos além da soja.

      Excluir
  18. Eliana,
    Parabéns pelo seu blog! Não sou vegano nem vegetariano, apenas procuro ter uma alimentação saudável. Uma colega de trabalho comentou que tomar "leite de soja" pode fazer mal ao homem, como tomo leite de soja fiquei curioso, li os artigos que criticam o consumo da soja e cheguei até seu blog, gostei do seu bom senso e sua postura mais científica. A internet é uma benção ela democratizou o acesso à informação, hoje temos informação sobre tudo, isso é um grande avanço para a humanidade. Embora esse progresso, precisamos compreender que Informação não é a mesma coisa que Conhecimento e nem Sabedoria. Informação são conjunto de dados e o Conhecimento é a busca pela verdade que esses "dados" possam conter e a Sabedoria é quando sabemos o que fazer com esse Conhecimento...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Odamir, concordo com 100% do que vc disse. Precisamos filtrar bem as informações que recebemos de todos os lados. E a melhor e mais confiável ferramenta que possuimos é a ciência.

      Excluir
  19. Soja não é para todos, para mim, por exemplo, é extremamente indigesta... pena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena mesmo! Mas cada sabe do que é melhor pra si.

      Excluir
  20. Vale a pena compartilhar este artigo e desmistificar tanto preconceito sobre a soja, e esclarecer as pessoas para não perderem a oportunidade de ter uma vida mais saudável, simplesmente por acreditar em falsas notícias sem bases científicas para que as industrias agropecuárias não percam os ganhos com a alimentação a base de carne. Muito importante saber. Telma

    http://belezavegan.blogspot.com.br/2013/09/soja-nao-acredite-em-tudo-que-le.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Telma!
      Que bom que gostou do texto. Infelizmente tem muita gente que não se informa direito e sai acreditando em tudo e deixa de aproveitar as propriedades de um grão tão rico por causa de mitos.
      Abraços

      Excluir
  21. Parabéns Eliana, excelente blog!
    Estou iniciando no vegetarianismo, tenho esposa e três filhos. Em minha casa alguns são mais receptivos a ideia, outros não, mas tenho conversado bastante com eles sobre o tema. Seu blog tem sido esclarecedor de algumas duvidas que eu tinha, continue firme , gostei muito. Deixo a você, independente de sua religião uma sugestão de leitura: Fisiologia da Alma, autor: Hercílio Maes, é facilmente encontrado na net.
    Alexsander

    ResponderExcluir
  22. Oi Eliana tudo bem? sou leitora do blog a um tempinho e seu blog foi um dos meus incentivos para eu me tornar vegana.Agora imagina que ler esse texto me deixou bem alegre porque eu vi num programa recentemente que soja engorda,que soja faz mal e blablabla.Mas também acredito que isso são pessoas que não apoiam nosso veganismo e querem nos enfraquecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana! Fico extremamente feliz em saber que eu esteja te incentivando!!
      O objetivo do blog é esse, ajudar quem procura saber sobre veganismo e tentar desmitificar o que escutamos por aí. Eu como soja há mais 15 anos e nunca tive nenhum problema. O ideal, como eu disse, é diversificar as fontes de proteínas, e não só focar em um tipo de grão.

      Excluir
  23. Eliana Boa noite , veja o que o Dr. Lair Ribeiro fala sobre a soja. Veneno!!! .Ele aponta para mais de 270 referências cientificas no Google school /acadêmico .Veja seus videos...É uma fonte inesgotável de sabedoria, tem muita coisa para vc abordar aqui....exemplos Ozonioterapia e L D N - Naltrexona . Saia na frente.....

    ResponderExcluir
  24. https://www.youtube.com/watch?v=8lyctaKRKjY.......pra te ajudar,,,,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Weston A. Price é um dos maiores órgãos de nutrição dos EUA". Tá "serto". hahahahahaaahhahahha que gafe... vc leu mesmo o meu texto??

      Para os incautos qualquer link de internet ou vídeo de médico que acha que sabe de nutrição faz sentido. Bora estudar fontes confiáveis, gente!

      Existem 270 artigos científicos que comprovam os males da soja em humanos. Pena que eles não existem ou não são artigos publicados. Dever de casa: dentre esses 270, leia e encontre apenas 3 que corroboram com o que o Lair Ribeiro alega em seu vídeo.

      5 minutos no site Weston A Price e se vê o festival de "coma mais manteiga e beba mais leite", patrocínio no rodapé: fazendas de laticínios.

      Enquanto isso, os estudos de Harvard e várias universidades renomadas mundo afora mostram estudos relacionando carne e laticínios a várias doenças. Mas resgue esses estudos e acredite num cara cuja formação acadêmica e publicação científica deixam a desejar e que recomenda sites como o http://www.westonaprice.org/

      Excluir
  25. O consumo diário de meia porção de produtos de soja reduz a concentração de esperma e pode afetar a fertilidade dos homens, principalmente dos obesos, segundo um estudo publicado nesta quinta-feira (24) pela revista "Human Reproduction".

    "Houve muito interesse no estrogênio e nas isoflavonas em particular, e sua possível relação com a fertilidade e outros transtornos reprodutivos", afirmou o pesquisador Jorge Chavarro, do departamento de Nutrição na Escola de Saúde Pública de Harvard (Estados Unidos).

    Chavarro é co-autor do livro "The Fertility Diet" ("A Dieta da Fertilidade", em tradução livre), focado especialmente para as mulheres, e que recomenda uma dieta específica para aumentar as chances de gravidez.

    No novo estudo, Chavarro afirma que não está muito clara a relação entre a soja e a contagem de espermatozóides, mas afirma que o grão aumenta a atividade de estrogênio, hormônio que pode ter efeito negativo sobre a produção de gametas masculinos.

    A pesquisa em animais mostrou que as isoflavonas e o estrogênio podem ter efeito negativo sobre a reprodução, destacou Chavarro, que acrescenta que havia poucas provas da forma como essas conclusões se aplicam aos humanos.

    "É muito cedo para dizer que não se deve consumir alimentos à base de soja (...) Por enquanto, não se deve se preocupar sobre se está consumindo muita soja. Não há informação suficiente para afirmar isso de maneira conclusiva", disse.

    Para o estudo, Chavarro e seus colegas colheram dados sobre 99 homens que fizeram exames em uma clínica de fertilidade. A esses homens perguntou-se quanto tinham consumido de 15 alimentos de soja nos últimos três meses.

    A lista inclui tofu, embutidos de soja, toucinho e hambúrgueres de soja, leite de soja, queijo, iogurte, sorvete e outros produtos.

    A equipe de Chavarro descobriu que os homens que tinham consumido mais alimentos de soja tinham 41 milhões de espermatozóides a menos por mililitro de sêmen do que os que não consumiam o grão.

    A contagem normal de espermatozóides está entre 80 milhões e 120 milhões por mililitro.

    Além disso, os pesquisadores concluíram que a relação entre soja e concentração de esperma era maior nos homens com excesso de peso e nos obesos, já que estes produzem mais estrogênio que os homens mais magros, e a soja poderia aumentar ainda mais esses níveis de estrogênio, destacaram.


    http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u425821.shtml

    o que você me diz dessa noticia de um pesquisador de HARVARD Estados Unidos, vale lembra que essa faculdade é uma das mais conhecidas do mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe um outro estudo, feito um ano após esse que vc citou que claramente conclui que a soja não afetou a qualidade do sêmen em homens.

      Soy protein isolates of varying isoflavone content DO NOT adversely affect semen quality in healthy young men.
      Conclusão: Consumption of soy protein of low or high isoflavone content does not adversely affect semen quality in a sample of healthy adult men.
      http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19819436

      Além disso, o estudo realizado pelo prof. Chavarro não faz nenhuma conclusão concreta, apenas sinaliza o efeito em alguns animais. E sabemos que estudos em animais não são conclusivos em humanos.

      E ele mesmo admite isso:

      "É muito cedo para dizer que não se deve consumir alimentos à base de soja (...) Por enquanto, não se deve se preocupar sobre se está consumindo muita soja. Não há informação suficiente para afirmar isso de maneira conclusiva", disse.


      "o que você me diz dessa noticia de um pesquisador de HARVARD Estados Unidos, vale lembra que essa faculdade é uma das mais conhecidas do mundo."

      Isso é argumento de autoridade, a velha falácia... Se não existirem estudos conclusivos publicados, o professor da Harvard pode falar o que quiser. Se ainda não existem evidências concretas, não se pode fazer nenhuma afirmação alegando: "acredite nele porque é ele quem tá dizendo". Você pode ser deus, mas se não prova, o seu argumento não será aceito pela comunidade científica.

      Excluir
  26. E o que falar sobre elas serem transgênicas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana, eu ainda não li muitos estudos evidenciado problemas com transgênicos, seja de soja, milho ou trigo. Não sei afirmar nem apontar estudos sobre os malefícios de grãos transgênicos. Mas de toda forma, existe soja não transgênica e orgânica.

      Excluir
    2. Mas tudo hoje tem transgênicos.

      Excluir
  27. Pelo o que eu andei pesquisando, ambos soja e trigo (leiam Barriga de Trigo, é assustador) são bem nocivos para nossa saude, mas o foco aqui é a Soja né.
    Respeito e admiro as pessoas que tem coragem e disposição para se tornar vegano e sim é super possivel ser vegano e saudavel.

    Mas sobre a soja

    Algumas fontes sobre a soja:
    http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0132672 (sobre o oleo de soja)
    www.forbes.com/sites/realspin/2015/09/29/could-so-called-healthy-vegetable-and-seed-oils-be-making-us-fat-and-sick/2/
    http://www.mercola.com/article/soy/avoid_soy.htm

    No geral, esse site é bem conceituado e sempre lista todas as fontes:
    http://www.umaoutravisao.com.br/secoes/Soja/soja_page.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual a parte do "Fundação Weston A. Price não é confiável" no texto vc não entendeu? Releia novamente o texto e compare com as referências desses links que vc postou.

      Excluir
  28. Ultimamente vejo muitas pessoas postando contra a soja e usando como fonte o site Pura Vida que demoniza totalmente a soja, mas acontece que o Flavio Passos (do Pura vida) diz que a manteiga é um doa melhores alimentos do mundo. Prefiro continuar batendo meu extrato de soja com frutas que é uma delicia.

    ResponderExcluir
  29. Nem me diga, Mariana! E o pior, Eliana, é que uma maluca ficou me chamando de trouxa depois que eu mostrei para ela esse seu texto, nem deve ter lido, mostrou essa página Pura Vida, disse que matérias que falam bem da soja são pagas e ficou de criança birrenta invertendo tudo o que eu dizia, mesmo eu mostrando que ela usou falácias, como a do declive escorregadio! Dai-me paciência com essa gente!!

    ResponderExcluir
  30. E o pior é que essa maluca é vegetariana!! Cheia de achismos e"argumentos" baseados na experiência pessoal! Mas é cada uma que me aparece...

    ResponderExcluir
  31. não sou vegana, porém não faço uso da carne vermelha e leite, apenas por necessidade, tive q deixar pelo fato de formarem muitos e muitos gases q me faziam passar vergonha, sem eles, sem problema, daí então é q entra o leite de soja(shefa q me faz bem) daí então estou muito bem, obrigada, não estou nem um pouco preocupada com efeitos contrários, mas sim com o bem q está me fazendo.

    ResponderExcluir
  32. Eu estou meio dividido, mas adorei o post, comprei a soja granulada e um colega comentou que era prejudicial, achei alguns artigos que afirmavam que causava mal, pensei em devolver mas após esse post manterei, rsrs

    ResponderExcluir
  33. Olá. Você é nutróloga, bióloga? Qual sua formação acadêmica e tem algum trabalho publicado com relação a nutrição?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  34. Ainda bem que encontrei este artigo..
    Isto porque estou a ser confrontado com noticias e estudos por parte de familiares e amigos sobre o novo "perigo"... a Soja afecta a fertilidade masculina.

    Pior que isso:
    "Dieta à base de vegetais pode afectar a fertilidade masculina"

    E vou ser sincero reduzi o consumo de produtos à base de soja devido a essa influencia...

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.